Rolls-Royce vende Bergen Engines a grupo britânico

O negócio permitiu um encaixe de 91 milhões à Rolls-Royce. A venda da Bergen Engines a uma empresa russa foi bloqueada.

(auto.look2010@gmail.com)

O grupo industrial Rolls-Royce, especialista em motores de avião, anunciou a finalização da venda do fabricante norueguês de motores de barco Bergen Engines ao grupo britânico Langley Holdings por um total de 91 milhões de euros.

A Noruega tinha bloqueado em março a venda da empresa ao grupo russo TMH, receando que a Rússia tivesse acesso a tecnologias sensíveis. O Governo norueguês considerou que «a tecnologia de que dispõe a Bergen Engines e os motores que fabrica teriam grande alcance estratégico militar para a Rússia» e que a compra por uma empresa russa «iria reforçar a capacidade militar» de Moscovo, segundo a AFP.

Em Agosto passado, a Rolls-Royce anunciou finalmente um acordo para vender a sua subsidiária ao grupo industrial britânico Langley Holdings, uma empresa com 5.600 trabalhadores e presente na Alemanha, Itália, França e Estados Unidos, além do Reino Unido.

Em 2020, no início da pandemia, a Rolls-Royce adoptou um plano de recapitalização no valor de 5 mil milhões de libras e lançou a maior reestruturação da sua história, com a eliminação de 9.000 empregos, mais de 3.000 dos quais no Reino Unido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.