Rodrigo Correia com sede de beber sabedoria

Parado desde 8 de Março, aquando do Rali da Bairrada, prova inaugural e única até agora realizada do Campeonato Centro de Ralis, Campeonato de Portugal Clássicos de Ralis, Desafio Kumho Centro e Desafio Kumho Asfalto, o piloto de Reigoso, Oliveira de Frades, está na expectativa para o Rali de Castelo Branco, pontuável para o Campeonato de Portugal da especialidade.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Rodrigo Correia vai fazer a sua estreia absoluta no Campeonato Portugal de Ralis na prova da Escuderia Castelo Branco. Enfrentar novas experiências e fundamentos de corrida é o próximo passo do jovem piloto de apenas 16 anos, em que tudo tem sido pensado ao pormenor.

Naturalmente que o piloto de Reigoso, concelho de Oliveira de Frades, tem razões mais que suficientes para estar ansioso, não pela marca que caracteriza o Rali de Castelo Branco, mas pelo facto de ter estado parado cerca de três meses com a pandemia da Covid-19.

No entanto, Rodrigo Correia foi amadurecendo as ideias durante o confinamento a que esteve sujeito e, apesar da paragem forçada desde o Rali da Bairrada, o piloto do Kia Picanto GT Cup está operacional para regressar ao asfalto e integrado com os melhores pilotos nacionais que integram o Campeonato Portugal de Ralis.

«Naturalmente que se aproxima uma prova importante e, por isso, as expectativas subsistem, mas será no Rali de Castelo Branco que irei tirar ilações que não retirei no Rali da Bairrada, em redor de Vagos, já que foi uma prova disputada debaixo de chuva e, em piso molhado, não deu para conhecer a viatura como desejava», começou por referir o jovem piloto.

Para a prova da Escuderia Castelo Branco, Rodrigo Correia tem a convicção de que «é oportuna para ganhar experiencia face a um pelotão bastante valioso que nos transmite alguma tarimba e que nos proporciona assimilar a aprendizagem que desejamos».

«Não deixa de ser de capital importância estar envolvido numa prova do Campeonato de Portugal de Ralis e adquirir os melhores exemplos para colocar em prática no Kia Picanto Rally Cup, troféu monomarca de ralis», acrescentou o piloto de 16 anos.

Criada com o objectivo de facilitar a iniciação à modalidade e de trazer para a ribalta novos talentos do desporto, a nova competição distingue-se pelos reduzidos custos de participação e por oferecer aos participantes todos os pneus que irão utilizar nas quatro provas do calendário — mais um sinal de que as competições promovidas pela CRM Motorsport, em conjunto com a Kia Portugal, traduzem-se numa mais-valia para os participantes, Rodrigo Correia esteve envolvido, no pretérito sábado, numa acção que teve como pano de fundo o Autódromo do Estoril.

«Tratou-se de uma operação bastante motivadora, razão para ficar motivado e agradecido à Kia Portugal e CRM Motorsport, bem como um obrigado especial ao Tiago Raposo de Magalhães pela confiança depositada em mim para formular o convite para marcar presença no mítico circuito do Estoril», sustentou o piloto de Reigoso, apoiado por AUTOLOOK.PT.

«Foi uma acção que, além de poder rodar várias voltas no traçado com o meu Kia Picanto GT Cup, assistido pela fantástica equipa da CRM Motorsport, ainda tive a oportunidade de colocar em pista o Kia Ceed GT Cup 2.0, uma viatura fabulosa, quiçá o meu próximo passo. Mas vamos com calma. O mais importante foi acumular mais uma fatia de experiência, num a acção interessante e que ajudou bastante neste período de desconfinamento em velocidade mas na máxima segurança», sublinhou Rodrigo Correia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: