Rodrigo Correia apeado festeja o título

A pista do Alto do Roçário, em Sever do Vouga é palco, este fim-de-semana, da última prova do PTRX 2019, que já coroou o piloto de Oliveira de Frades que alinhou na prova de iniciados, bateu, ficou à entrada para o asfalto que dá acesso à recta da meta e festejou o título da categoria.

(auto.look2010@gmail.com)

Gonçalo Macedo (VW Polo) e Rodrigo Correia (Peugeot 205)

A tarde deste sábado foi de treinos e primeiras corridas de qualificação, que serviram para estabelecer um primeiro escalonamento de forças, tão mais importante, na medida em que é na prova organizada pelo Vouga Sport Clube, que se definem os vários campeonatos.

Primeira corrida de qualificação, relativamente aos iniciados, Gonçalo Macedo (VW Polo) venceu a primeira corrida, conseguiu gerir e defender bem a posição perante os “ataques” do Peugeot 205 de Rodrigo Correia. Um duelo muito interessante que só terminou quando se envolveu num toque, já no final, com Gonçalo Novo. O Starlet deste ainda completou a prova e foi segundo, mas Rodrigo Correia ficou na entrada para o asfalto que dá acesso à recta da meta mas com o título de campeão nacional no bornal.

João Novo (Peugeot 106)

No Nacional 2 RM, João Novo em Peugeot 106 venceu a primeira corrida desta jornada e deu mais um passo em frente para a conquista do ceptro de 2019. Adão Pinto (Opel Astra) foi quem mais tentou contrariar o andamento do vencedor, mas o não cumprimento da passagem pela Joker Lap e uma penalização de 30 segundos atirou-o para os últimos lugares da tabela.

Com isto, seria Hugo Santos (Honda Civic) a conquistar a segunda posição, num pódio completado por Nuno Magalhães em Peugeot 206. Ricardo Soares (Toyota Starlet) na sua estreia na Nacional 2RM foi quarto e Andreia Sousa, a melhor entre as senhoras, fechou o grupo dos cinco primeiros.

Pedro Matos (Citroen DS3)

Na SuperCars, Pedro Matos conseguiu impor o Citroën DS3 ao restante pelotão. Joaquim Santos que na Divisão 1 seria quem o podia contrariar, mas não cumpriu a passagem pela Joker Lap e viu ser-lhe atribuída uma penalização de 30 segundos, atirando-o para o último lugar. Com isto, Daniel Pacheco (Subaru Impreza 4WD) subiu ao segundo lugar e ao mesmo tempo, venceu na Divisão 2. Jorge Rodrigues, com o segundo Impreza da categoria foi terceiro em termos absolutos e segundo na Divisão 2.

Quanto ao Nacional A 1.6, Pedro Tiago (Citroën Saxo) venceu a primeira ronda do fim-de-semana. Américo Sousa foi segundo e ficou alheio ao “contratempo” inicial que envolveu os Saxo de Vítor Sousa (3.º) e Leonel Sampaio (4.º), no final da primeira curva e que os fez perder tempo e o contacto com a frente da corrida.

Pedro Tiago (Citroen Saxo)

Na Super 1600, Joaquim Machado em Peugeot 208 venceu a corrida inaugural e deu um passo em frente na discussão pelo lugar vice-campeão. João Ribeiro, que por seu lado já é virtual campeão de 2019, assegurou a segunda posição, seguido muito de perto pelo Ford Fiesta de Mário Teixeira, que terminou em terceiro, mas a apenas um segundo do melhor lugar do pódio.

No que concerne ao Kartcross, Jorge Gonzaga ASK EVO18 voltou a liderar o pelotão dos kartcross. José Mota (Semog Bravo) viu a bandeira xadrez a dois segundos do vencedor. Rui Nunes, também em Semog Bravo garantiu a terceira posição, superando Luís Almeida LBS RX01 e Pedro Rosário (Semog Bravo), quarto e quinto, respectivamente.

Jorge Gonzaga (ASK EVO18)

Finalmente, na Super Buggy, Nélson Barata em Power NB, repetiu a prestação dos treinos e levou a melhor sobre Mauro Reis (HSport TT), que viu a bandeira xadrez no segundo posto, mas com uma diferença de cerca de dez segundos para o vencedor.

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação