Ricardo Teodósio triunfa e adia decisão do título

O algarvio do Skoda Fábia R5 venceu hoje o Rali Vidreiro – Centro de Portugal, sétima e penúltima prova do Campeonato de Portugal de Ralis, e impediu Armindo Araújo, em viatura idêntica de se sagrar antecipadamente campeão nacional pela oitava vez. O tira-teimas será em Mortágua, a 5 e 6 de Novembro.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Ricardo Teodósio e José Teixeira (Skoda Fabia R5 Evo)

Consciente que só a vitória lhe interessava para poder adiar a decisão do título para o Rali de Mortágua, Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5 Evo) dominou o Rali Vidreiro – Centro de Portugal, ao triunfar seis das sete especiais em agenda.

O piloto algarvio, navegado por José Teixeira, reduziu para sete pontos de atraso em relação a Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), segundos em toda a prova – na realidade são 10 pela necessidade de descartar o pior resultado (15 pontos no caso de Ricardo Teodósio e 12 no caso de Armindo Araújo).

Com esta vitória, a terceira da sua carreira, Ricardo Teodósio é o sétimo vencedor da temporada, noutras tantas provas, tornando-se no quarto português a fazê-lo.

Ricardo Teodósio e José Teixeira fizeram a festa final em família

«Naturalmente que estamos felizes por este triunfo, mas nada está ganho. Queríamos muito sair da Marinha Grande com a vitória, razão pela qual nunca deixámos de acreditar e conseguimos ser mis rápidos por seis ocasiões, num total de sete, o que traduz na perfeição todo o nosso querer e abnegação. Encarámos cada especial como se fosse a última, além de termos sentido o apoio de muita gente e, obviamente, não poderíamos defraudar as suas expectativas. No final fizemos a festa em família com muita alegria», confidenciou o experiente piloto Ricardo Teodósio.

Com o segundo lugar no bornal, Armindo Araújo deixou a decisão do título para a derradeira prova, em Mortágua, em 5 e 6 de Novembro, organizado pelo Clube Automóvel do Centro.

Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia R5 Evo)

«Gostaríamos de ter vencido já aqui o campeonato, mas sabíamos que, caso isso não acontecesse, partiríamos para a última prova nas melhores condições matemáticas para revalidarmos o título. Não teremos obrigatoriamente que vencer e por isso estaremos em Mortágua completamente focados em conseguirmos o grande objectivo. É para isso que vamos começar já a trabalhar», garantiu Armindo Araújo.

Com as duas primeiras posições definidas desde a especial de abertura, efectuada ontem à tarde, o interesse da prova residiu na luta pelo derradeiro lugar do pódio, travada entre José Pedro Fontes e Inês Ponte (Citroën C3 Rally2) e Bruno Magalhães e Carlos Magalhães (Hyundai i20 N Rally2). As duas duplas trocaram várias vezes de posição, com o piloto da viatura da marca francesa a garantir o terceiro lugar na derradeira classificativa, por 2,4 segundos.

José Pedro Fontes e Inês Ponte (Citroën C3 Rally 2)

Afastados da luta pelo título na derradeira prova, os dois podem vir a influenciar a decisão do campeonato, pelos pontos que podem “roubar” aos dois candidatos, razão pela qual a prova de encerramento da competição promete emoção de muitas contas.

Miguel Correia (Skoda Fabia Rally2 Evo), que estreou Jorge Carvalho no banco do lado direito, foi quinto à frente do espanhol Iago Caamaño (Citroën C3 Rally2), que deu um “toque” internacional à prova do Clube Automóvel da Marinha Grande.

Pedro Almeida (Hyundai i20 R5), que fez a estreia ao volante da viatura que foi até ao Alto Tâmega, guiado por Bruno Magalhães, terminou na sexta posição, com Pedro Meireles (VW Polo GTi R5), penalizado pelo furo sofrido, ontem, que lhe custou mais de dois minutos e o obrigou a fazer um rali de trás para a frente, concluiu em oitavo.

Paulo Neto (Skoda Fabia R5) e Manuel Castro (Skoda Fabia R5) fecharam o lote dos 10 primeiros, à frente de Ricardo Sousa (Peugeot 208 Rally4), 11.º, que foi o primeiro entre os que tripularam carros de duas rodas motrizes.

FICHA DA PROVA

Prova – Rali Vidreiro/Centro de Portugal/Marinha Grande

Data – 15/16 de Outubro

Organizador – Clube Automóvel da Marinha Grande

Estrutura – 323,59 km divididos por duas secções: Marinha Grande – Marinha Grande (43,75 km); Marinha Grande – Marinha Grande (279,84 km)

PC – 7 (1 + 6)

Extensão das PC – 96,18 km (19,44 km + 76,74 km)

Percentagem das PC – 29,72 %

Inscritos – 41 (14 RC2, 5 RC2N, 3 RC3, 7 RC4, 4 RC5, 3 RGT, 5 CLA)

Participantes – 41 (14 RC2, 5 RC2N, 3 RC3, 7 RC4, 4 RC5, 3 RGT, 5 CLA)

Classificados – 37 (14 RC2, 5 RC2N, 3 RC3, 7 RC4, 2 RC5, 3 RGT, 3 CLA)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Ricardo Teodósio, da 1.ª à 7.ª PC

RC2 – Ricardo Teodósio, da 1.ª à 7.ª PC

RC2N – Fernando Teotónio, na 1.ª PC; Alexandrino Dinis, da 2.ª à 4.ª PC; Paulo Barata, da 5.ª à 7.ª PC

RC3 – Rafael Cardeira, na 1.ª PC; Daniel Nunes, da 2.ª à 7.ª PC

RC4 – Carlos Fernandes, na 1.ª e 2.ª PC; Ricardo Sousa, da 3.ª à 7.ª PC

RC5 – Tiago Raposo Magalhães, na 1.ª e 2.ª PC; Nuno Coelho, da 3.ª à 7.ª PC

RGT – Vítor Pascoal, da 1.ª à 7.ª PC

CLA – Luís Mota, na 1.ª PC; Nuno Carreira, na 2.ª e 3.ª PC; Luís Mota, na 4.ª; Nuno Carreira, da 5.ª à 7.ª PC

VENCEDORES

Absoluto – Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC2 – Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia Rally2 Evo)

RC2N – Nuno Carreira/Danny Carreira (Subaru Impreza WRX STi)

RC3 – Daniel Nunes/Nuno Mota Ribeiro (Ford Fiesta Rally3)

RC4 – Ricardo Sousa/Paulo Leones (Peugeot 208 Rally4)

RC5 – Nuno Coelho/Rafael Paiva (Renault Clio RSR Rally5)

RGT – Vítor Pascoal/Ricardo Faria (Porsche 991 GT3 Cup)

CLA – Nuno Carreira/Danny Carreira (Subaru Impreza WRX STi)

CLASSIFICAÇÃO

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
1.’ Ricardo Teodósio/José Teixeira Skoda Fabia Rally2 Evo 52’09,1″
2.’ Armindo Araújo/Luís Ramalho Skoda Fabia Rally2 Evo a 11,1″
3.’ José Pedro Fontes/Inês Ponte Citroen C3 Rally 2 a 44,7″
4.’ Bruno Magalhães/Carlos Magalhães Hyundai i20 N Rally2 a 47,1″
5.º Miguel Correia/Jorge Carvalho Skoda Fabia Rally2 Evo a 1’19,8″
6.º Iago Caamaño/Javier Varela Citroen C3 Rally 2 a 2’51,7″
7.º Pedro Almeida/Hugo Magalhães Hyundai i20 R5 a 2’59,3″
8.º Pedro Meireles/Pedro Alves VW Polo GTi R5 a 3’21,3″
9.º Paulo Neto/Vítor Hugo Skoda Fabia R5 a 3’21,5″
10.º Manuel Castro/Ricardo Cunha Peugeot 208 Rally4 a 5’07,4″

OS MAIS RÁPIDOS

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
Ricardo Teodósio 6 1 0 0 0 0
Armindo Araújo 1 5 1 0 0 0
José Pedro Fontes 0 1 2 1 2 1
Bruno Magalhães 0 0 2 4 1 0
Miguel Correia 0 0 2 2 1 1
Pedro Meireles 0 0 0 0 3 2
Manuel Castro 0 0 0 0 0 2
Pedro Almeida 0 0 0 0 0 1

Classificação do Campeonato – 1.º Armindo Araújo, 155 pontos; 2.º, Ricardo Teodósio, 148; 3.º, Bruno Magalhães, 128; 4.º, José Pedro Fontes, 114; 5.º, Bernardo Sousa, 67; 6.º, Miguel Correia, 66; 7.º, Paulo Neto, 56; 8.º, Pedro Meireles, 28; 9.º, Manuel Castro, 26: 10.º, Daniel Nunes, 22.

Próxima prova – Rali de Mortágua, a 5 e 6 de Novembro, organizado pelo Clube Automóvel do Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *