Rali Vinho Madeira: 60 anos de história

No Funchal já se respira “Vinho da Madeira”, com as viaturas que vão participar na prova do Club Sports Madeira a encontrarem-se em “porto seguro”, com a maior parte descarragadas do navio Monte da Guia, proveniente de Leixões, sendo que outras vieram no navio Funchalense, para três dias emotivos.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Lista_Inscritos_CMR_2019 A anulação da edição de 1974, em consequência da crise do petróleo, que levou a que em Portugal apenas tivesse tido lugar o TAP Rali de Portugal, faz com que esta seja a 60.ª edição do Rali Vinho Madeira, sucessor da Volta à Ilha da Madeira, criada e, 1959 e ganha por José Lampreia (MGA), denominação que permaneceria até 1982, nessa altura contando para o Campeonato da Europa, para a partir do ano seguinte adoptar a actual designação.

Lista_ Inscritos_ERT_IRT_2019Com uma longa história e sendo a mais antiga prova do calendário do Campeonato de Portugal de Ralis, onde se encontra de forma ininterrupta desde 1967, o que significa que esta é a 52.ª edição a contar para a competição, não deixa de ser curioso assinalar que a 60.ª edição da prova coincida com os 600 anos da descoberta da Madeira.

Para a história ficam as três vitórias consecutivas de Américo Nunes (1968, 1969 e 1970), com Horácio Macedo (1962 e 1963), Fabrizio Tabaton (1990 e 1991), Giandomenico Basso (2006 e 2007), Bruno Magalhães (2011 e 2012 e 2013 e 2104), único a fazê-lo por duas vezes, e Alexandre Camacho (2017 e 2018) a serem os únicos a repetir os triunfos de forma consecutiva.

Vitorioso nas duas últimas edições, Alexandre Camacho (Skoda Fabia R5), que é um dos seis anteriores vencedores presentes, aposta na conquista do tri, com o italiano Giandomenico Basso (Skoda Fabia R5), moralizado pelo triunfo no Rali Roma di Capitale, última prova do “Europeu”, e Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5), que procuram o triunfo que os coloque isolados no topo da lista de vencedores da prova madeirense, José Pedro Fontes (Citroen C3 R5), em busca da vitória que ainda não alcançou este ano, Vítor Sá (Citroen DS3 R3 Max) e Adruzilo Lopes (Mitsubishi Lancer IX), que não têm “argumentos” para discutir o triunfo, a completarem o lote de vencedores presentes.

De assinalar que o campeão nacional, Armindo Araújo (Hyundai i20 R5)

nunca triunfou na prova madeirense, mas pode, se isso suceder, ser o primeiro a bisar esta temporada, situação extensiva a Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5), na qual as cinco provas efectuadas tiveram outros tantos vencedores.

Na lista de candidatos à vitória é preciso acrescentar o espanhol Jose Maria Lopez (Citroen C3 R5) e Miguel Nunes (Hyundai i20 NG R5), com o segundo a beneficiar, tal como Alexandre Camacho, do facto de “jogar em casa”, pelo que tudo se conjuga para que a 60.ª edição da prova madeirense seja emotiva e de final imprevisível.

No que diz respeito ao Campeonato da Madeira de Ralis Coral iremos assistir a mais um duelo entre Alexandre Camacho (Skoda Fabia R5) e Miguel Nunes (Hyundai i20 NG R5), os dominadores da temporada, como o demonstra o facto de terem ganho as cinco provas efectuadas (três vitórias para o primeiro e duas para o segundo), com o abandono de Miguel Nunes a poder permitir a revalidação do título a Alexandre Camacho, em caso de vitória ou se terminar em segundo lugar.

 

A ESTRADA

A exemplo do que tem sucedido nos últimos anos, o Rali Vinho Madeira terá 19 provas de classificação, divididas pelos três dias de competição. A prova arranca esta quinta-feira à tarde (19h30), com a Super Especial da Avenida do Mar (2,18 km), que serve de apresentação das equipas concorrentes, que evoluem diante de uma enorme moldura humana, que tem oportunidade de ver as primeiras “aceleradelas”, numa especial onde nada se ganha mas tudo pode ser perdido.

Na sexta-feira, os concorrentes cumprem 10 classificativas, que mais não são do que um dupla passagem por cinco especiais. O dia abre com uma dupla passagem por Campo de Golf (11,38 km – 9h19 e 12h33) e Palheiro Ferreiro (19,08 km – 10h12 e 13h26), a especial mais extensa da prova, iguais às efectuadas o ano passado.

Da parte da tarde, mais três troços cronometrados: Serra d´Água (11,37 km – 15h39 e 18h51), Boaventura (10,73 km – 16h10 e 10h22) e Santana (10,81 km – 16h38 e 19h50), com as duas primeiras a regressarem ao traçado e a terceira a manter-se fechando a “ronde”, depois de, o ano passado, a abrir, sendo seguida por Ribeiro Frio e Terreiro da Luta. A etapa de sábado é igual à do ano anterior e compreende uma dupla passagem pelas especiais de Câmara de Lobos (10,30 km – 10h40 e 14h37), Ponta do Sol (8,00 km – 11h23 e 15h20), Ponta do Pargo (10,45 km – 12h08 e 16h05) e Rosário (11,37 km – 13h01 e 16h58), que mais não é do que a classificativa de Serra D’Água, percorrida na véspera, mas em sentido inverso. A chegada (18.00) acontecerá na Avenida do Mar.

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS

PORTUGAL – 1.º Ricardo Teodósio, 109,18 pontos; 2.º Armindo Araújo, 87,44; 3.º Bruno Magalhães, 65; 4.º Miguel César Barbosa, 56,82; 5.º Ricardo Moura, 46,39; 6.º Pedro Almeida, 42; 7.º José Pedro Fontes, 38,18; 8.º António Dias, 27; 9.º Miguel Correia, 22; 10.º Paulo Meireles, 22. Estão classificados mais 17 pilotos

MADEIRA – 1.º Alexandre Camacho, 126 pontos; 2.º Miguel Nunes, 113; 3.º Pedro Paixão, 71; 4.º Rui Alberto Pinto, 48; 5.º Bruno Fernandes, 38; 6.º Vítor Sá, 35; 7.º Gil Freitas, 34; 8.º Paulo Mendes, 22; 9.º Artur Quintal, 22; 10.º João Silva, 20. Estão classificados mais 17 pilotos

NAVEGADORES

PORTUGAL – 1.º José Teixeira, 109,18 pontos; 2.º Luís Ramalho, 87,44; 3.º Hugo Magalhães, 65; 4.º António Costa, 56,39; 5.º Nuno Almeida, 36; 6.º Jorge Eduardo Carvalho, 35,68; 7.º Paulo Babo, 33,14; 8.º Inês Ponte, 30,18; 9.º Pedro Alves, 28; 10.º Rui Raimundo, 26. Estão classificados mais 14 pilotos

MADEIRA – 1.º João Paulo, 120 pontos; 2.º Pedro Calado, 98; 3.º Jorge Henriques, 56; 4.º Ricardo Faria, 53; 5.º Mauro Sousa, 40; 6.º Rubina Gonçalves e Duarte Miranda, 37; 8.º Vítor Henriques, 32; 9.º Ana Sofia Correia, 25; 10.º Roberto Figueira, 24. Estão classificados mais 16 navegadores.

VENCEDORES DOS RALIS DO CLUBE SPORTS MADEIRA

 

ANO

DESIGNAÇÃO EQUIPA CARRO
1959 Volta à Madeira José Lampreia MGA
1960 Volta à Madeira Horácio Macedo Mercedes 300 SL
1961 Volta à Madeira António Peixinho Alfa Romeo
1962 Volta à Madeira Horácio Macedo Ferrari
1963 Volta à Madeira Horácio Macedo Ferrari
1964 Volta á Madeira Basílio dos Santos Porsche SC
1965 Volta à Madeira Zeca Cunha Triumph TR4
1966 Volta à Madeira Sarmento Rebelo NSU Prinz 1000

CAMPEONATO NACIONAL

1967 Volta à Madeira Jean-Pierre Nicolas/Claude Roure Renault 8 Gordini
1968 Volta à Madeira Américo Nunes/Evaristo Saraiva Porsche 911 S
1969 Volta à Madeira Américo Nunes/Fernando Fonseca Porsche 911 S
1970 Volta à Madeira Américo Nunes/Fernando Fonseca Porsche 911 S
1971 Volta à Madeira Giovanni Salvi/José Arnaud Porsche 911 S
1972 Volta à Madeira Luís Netto/”Jocames” Fiat 125
1973 Volta à Madeira Gomes Pereira/António Pereira Opel 1904 SR
1975 Volta à Madeira “Janica” Clemente/Miguel de Sousa Ford Escort RS
1976 Volta à Madeira Giovanni Salvi/Pedro de Almeida Ford Escort RS 2000
1977 Volta à Madeira Américo Nunes/João Batista Porsche 911 S
1978 Volta à Madeira Ari Vatanen/Henry Lindon Ford Escort RS

CAMPEONATO DA EUROPA (COEFICIENTE 1)

1979 Volta à Madeira “Tony” Fassina/Mauro Mannini Lancia Stratos

CAMPEONATO DA EUROPA (COEFICIENTE 2)

1980 Volta à Madeira Adartico Vudafieri/Fabio Penariol Fiat 131 Abarth

CAMPEONATO DA EUROPA (COEFICIENTE 3)

1981 Volta à Madeira Aly Kridel/Paul Dunkel Ford Escort RS
1982 Vinho Madeira “Tony” Fassina/”Rudy” Opel Ascona 400

CAMPEONATO DA EUROPA (COEFICIENTE 4)

1983 Vinho Madeira Massimo Biasion/Tiziano Siviero Lancia Rallye
1984 Vinho Madeira Henri Toivonen/Juha Piironen Porsche 911 SC RS
1985 Vinho Madeira Salvador Serviá/Jordi Sabater Lancia Rallye
1986 Vinho Madeira Fabrizio Tabaton/Luciano Tedeschini Lancia Delta S4
1987 Vinho Madeira Dario Cerrato/Giuseppe Cerri Lancia Delta HF 4WD

CAMPEONATO DA EUROPA (COEFICIENTE 20)

1988 Vinho Madeira Patrick Snijers/Dave Colebounders BMW M3
1989 Vinho Madeira Yves Loubet/Jean-Marc Andrié Lancia Delta Integrale
1990 Vinho Madeira Fabrizio Tabaton/Maurizio Imerito Lancia Delta Integrale 16V
1991 Vinho Madeira Fabrizio Tabaton/Maurizio Imerito Lancia Delta Integrale 16V
1992 Vinho Madeira Andrea Aghini/Sauro Farnocchia Lancia Delta HF Integrale
1993 Vinho Madeira Patrick Snijers/Dave Colebunders Ford Escort Cosworth
1994 Vinho Madeira Andrea Aghini/Sauro Farnocchia Toyota Celica Turbo 4WD
1995 Vinho Madeira Piero Liatti/Alessandro Alessandrini Subaru Impreza
1996 Vinho Madeira Fernando Peres/Ricardo Caldeira Ford Escort Cosworth
1997 Vinho Madeira Piero Liatti/Fabrizia Pons Subaru Impreza
1998 Vinho Madeira Andrea Aghini/Loris Roggia Toyota Corolla WRC
1999 Vinho Madeira Bruno Thiry/Stephane Prevot Subaru Impreza WRC
2000 Vinho Madeira Piero Liatti/Carlo Cassina Subaru Impreza WRC
2001 Vinho Madeira Adruzilo Lopes/Luís Lisboa Peugeot 206 WRC
2002 Vinho Madeira Andrea Aghini/Loris Roggia Peugeot 206 WRC
2003 Vinho Madeira Miguel Campos/Carlos Magalhães Peugeot 206 WRC
2004 Vinho Madeira Vítor Sá/Ornelas Camacho Peugeot 306 Maxi Kit Car
2005 Vinho Madeira Renato Travaglia/Flavio Zaneta Renault Clio S1600
2006 Vinho Madeira Giandomenico Basso/Mitia Dotta Fiat Punto S2000
2007 Vinho Madeira Giandomenico Basso/Mitia Dotta Fiat Punto S2000
2008 Vinho Madeira Nicolas Vouilloz/Nicolas Klinger Peugeot 207 S2000
2009 Vinho Madeira Giandomenico Basso/Mitia Dotta Fiat Punto S2000
2010 Vinho Madeira Freddy Loix/Frederic Miclotte Skoda Fabia S2000
2011 Vinho Madeira Bruno Magalhães/Paulo Grave Peugeot 207 S2000
2012 Vinho Madeira Bruno Magalhães/Nuno R. Silva Peugeot  207 S2000

CAMPEONATO NACIONAL

2013 Vinho Madeira Giandomenico Basso/Lorenzo Granai Peugeot 207 S2000
2014 Vinho Madeira Bruno Magalhães/Carlos Magalhães Peugeot 208 T16
2015 Vinho Madeira Bruno Magalhães/Hugo Magalhães Peugeot 208 T16 R5
2016 Vinho Madeira José Pedro Fontes/Inês Ponte Citroen DS3 R5
2017 Vinho Madeira Alexandre Camacho/Pedro Calado Peugeot 208 T16 R5
2018 Vinho Madeira Alexandre Camacho/Pedro Calado Skoda Fabia R5

VITÓRIAS POR PILOTOS

4 – Andrea Aghini, Giandomenico Basso, Bruno Magalhães, Américo Nunes

3 – Piero Liatti, Fabrizio Tabaton

2 – Alexandre Camacho, Giovanni Salvi, Patrick Snijers, “Tony”

1 – Massimo Biasion, Miguel Campos, “Janica” Clemente, Dário Cerrato, José Pedro Fontes, Gomes Pereira, Aly Krydel, Adruzilo Lopes, Freddy Loix, Yves Loubet, Luís Netto, Jean Pierre Nicolas, Fernando Peres, Vítor Sá, Salvador Servia, Bruno Thiry, Henri Toivonen, Renato Travaglia, Ari Vatanen, Nicolas Vouilloz, Adartico Vudafieri

VITÓRIAS POR NAVEGADORES

3 – Mitia Dotta

2 – Pedro Calado, Dany Colebunders, Sauro Farnocchia, Fernando Fonseca, Imérito, Carlos Magalhães, Loris Roggia

1 – Alessandro Alessandrini, Pedro Almeida, Jean-Marc Andrie, José Arnaud, João Baptista, Ricardo Caldeira, Carlos Cassina, Giuseppe Cerri, Paul Dunkel, Lorenzo Granai, Paulo Grave, “Jocames”, Nicolas Klinger, Henry Liddon, Luís Lisboa, Hugo Magalhães, Mauro Mannini, Frederic Miclotte, Ornelas Camacho, Fábio Penariol, António Pereira, Juha Piironen, Fabrizia Pons, Inês Ponte, Stephane Prevot, Nuno Rodrigues da Silva, Claude Roure, “Rudy”, Jordi Sabater, Evaristo Saraiva, Tiziano Siviero, Miguel Sousa, Luciano Tedeschini, Flavio Zaneta

VITÓRIAS POR MARCAS

11 – Peugeot (207 S2000, 4; 206 WRC, 3; 208 T16 R5, 2 ; 306 Maxi Kit Car, 1; 208 T16, 1)

9 – Lancia (Delta Integrale 16V, 2; Rallye, 2; Lancia Stratos, 1; Delta S4, 1; Delta HF 4WD, 1; Delta Integrale, 1; Delta HF Integrale, 1)

6 – Ford (Escort RS, 3; Escort Cosworth, 2; Escort RS 2000, 1)

6 – Porsche (911 S, 5; 911 SC RS, 1)

5 – Fiat (Punto S2000, 3; 125, 1; 131 Abarth, 1)

4 – Subaru (Impreza WRC, 2; Impreza, 2)

2 – Opel (1904 SR, 1; Ascona 400, 1)

2 – Renault (8 Gordini, 1; Clio S1600, 1)

2 – Skoda (Fabia S2000, 1; Fabia R5, 1)

2 – Toyota (Celica Turbo 4WD, 1; Corolla WRC, 1)

1 – BMW (M3, 1)

1 – Citreon (DS3 R5, 1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: