Rali de Portugal com impacto na economia em 2019

Estudo do Impacto do Vodafone Rali de Portugal na Economia e Turismo revela que, em 2019, gerou 141,2 milhões de euros na economia nacional.

(auto.look2010@gmail.com)

A 53.ª edição do Vodafone Rali de Portugal teve um impacto recorde na economia portuguesa, gerando mais 2,9 milhões de euros do que no ano anterior, anunciou o Automóvel Club de Portugal (ACP). De acordo com o Estudo do Impacto da sétima prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) na Economia e Turismo gerou 141,2 milhões de euros na economia nacional. De acordo com o mesmo documento, mais de metade do retorno verificou-se em despesa directa assegurada por adeptos e equipas nas regiões do Norte e Centro do país, onde decorreu a prova do ACP, com um impacto de 73,42 milhões de euros.

«Face ao volume e tipologia de gastos dos adeptos, com destaque para os sectores da alimentação e bebidas, transportes internos e alojamento, é possível estimar que residentes e turistas com despesas afectas ao WRC Vodafone Rali de Portugal 2019 proporcionaram ao Estado uma receita fiscal bruta superior a 21,6 milhões de euros (IVA e ISP), representando 29,5% de impostos face à despesa directa total», lê-se ainda.

Segundo este estudo, efectuado pelo Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve, viram o Vodafone Rali de Portugal cerca de um milhão de espectadores.

«Entre 15 diferentes origens identificadas no estudo, 41,1% são estrangeiros e 58,9% nacionais, gerando um importante fluxo turístico com índices de satisfação elevados a que se soma o facto de, independentemente da sua origem, expressarem intenção de regresso às regiões cobertas pelo Rally nos próximos três anos: 90,9% no verão e 72,2% no inverno», pode ler-se no documento.

Já o retorno económico da prova através dos Media, de impacto indirecto, estima-se que seja de 67,7 milhões de euros. O Vodafone Rali de Portugal 2019 decorreu entre 30 de Maio e 2 de Julho, com centro nevrálgico em Matosinhos (Porto), e foi ganho pelo estónio Ott Tanak (Toyota Yaris WRC), que viria a sagrar-se campeão mundial pela primeira vez esta temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: