Rali de Mortágua: novo figurino e muita emoção

Prova do Clube Automóvel do Centro, terceira prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis, Campeonato Centro de Ralis, Desafio Kumho Centro e Desafio Kumho Terra, vai para a estrada esta sexta-feira e sábado com uma panóplia de novidades e emoções fortes…

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

As ausências do comandante do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), Ricardo Moura, e do terceiro classificado, Bruno Magalhães, diminuem o número de candidatos à vitória na prova organizada pelo Clube Automóvel do Centro, que terá um vencedor português, depois de duas vitórias estrangeiras: o inglês Craig Breen (2017) e o japonês Hiroki Arai (2018).

Dos pilotos presentes só quatro Pedro Meireles (VW Polo GTi R5), em 2015 e 2016, e Armindo Araújo (Hyundai i20 R5), em 2006, Adruzilo Lopes (Mitsubishi Lancer IX), em 1997, e Paulo Meireles (Hyundai i20 R5), em 1995, têm o seu nome inscrito na lista de vencedores, com Armindo Araújo a parecer ser aquele que mais hipóteses terá de repetir a proeza.

O campeão nacional faz questão de afirmar que «mostramos em Fafe que estamos com ritmo para lutar pelas vitórias e é isso que queremos continuar a demonstrar, tanto mais que o campeonato está muito equilibrado, o que dá uma motivação especial aos que lutam pelo título como é o nosso caso».

À partida, Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5), que está cada vez mais adaptado ao carro e que, este ano, está a dar continuidade à evolução revelada o ano passado, e José Pedro Fontes (Citroën C3 R5) também ele a evoluir com a mais recente “arma” da marca francesa, perfilam-se como os mais directos opositores do campeão nacional.

Aliás, o piloto algarvio, navegado por José Teixeira, que em 2018 lutou pelo título até à última prova, precisamente no Rali Casinos do Algarve, já mostrou esta época ser um sério candidato no Rali Serras de Fafe, eu só perdeu para o espanhol Dani Sordo, piloto oficial da Hyundai Motorsport.

Ainda no ano passado, Ricardo Teodósio e José Teixeira venceram o Rali de Castelo Branco e somaram mais três pódios (Açores, Vidreiro-Centro de Portugal e Vinho da Madeira). Este ano, vincou a candidatura ao ceptro, sendo o primeiro líder do Campeonato de Portugal da especialidade, surgindo em Mortágua com o maior número de pontos face à concorrência, dada a ausência do açoriano Gustavo Moura.

Contudo, Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5), que continua à procura da primeira vitória, parece estar cada vez mais perto de suceder, e Pedro Meireles, que faz a segunda prova com o carro da marca de Wolfsburg, são também candidatos, à vitória e aos lugares do pódio numa prova que reune mais 13 R5, ou seja mais de metade dos carros participantes (23), o que deixa antever uma luta cerrada pela vitória.

No que diz respeito às duas rodas motrizes, apesar das vitórias de Daniel Nunes (Peugeot 208 VTi), em Fafe, e de Gil Antunes (Renault Clio R3T), em S. Miguel, é Hugo Lopes (Peugeot 208 GTi) que comanda, graças a dois segundos lugares, com os três a deverem discutir a vitória em Mortágua. Neste lote é sempre de esperar a participação de Paulo Neto (Citroën DS3 R3T).

TRÊS DIAMANTES NO “CENTRO DE RALIS”

Em relação ao Campeonato Centro de Ralis, Fernando Teotónio (Mitsubishi Lancer IX), vencedor em Tábua, a que junta um segundo lugar em termos de pontuação em Ourém, chega a Mortágua no comando da competição e deverá ter em Armando Carvalho (Mitsubishi Lancer V), que tal como Fernando Teotónio pontuou nas duas provas, e em Fernando Peres (Mitsubishi Lancer IX), desejoso de “vingar” o azar de Ourém, os seus mais directos opositores na luta pela vitória, uma vez que André Cabeças, que ganhou em Ourém, não estará presente. Luís Mota (Mitsubishi Lancer IX) e Carlos Valentim (Mitsubishi Lancer) serão outros candidatos às primeiras posições na prova do Clube Automóvel do Centro.

Rali de Mortágua Lista de Inscritos Oficial

A ESTRADA

O Rali de Mortágua começa (16h10), na sexta-feira, na vila que lhe dá o nome, com a caravana a rumar a Águeda para uma dupla passagem pela Águeda Street Stage (2,59 km – 18h30 (CCR) e 21h00 e 21h15 (CPR), com a classificação a ser estabelecida pela soma dos tempos das duas passagens, para o dia terminar com a Super Especial de Mortágua (2,06 km – 22h13).

Com classificativas pequenas, que servem para proporcionar momentos de emoção aos milhares de espectadores que a elas vão assistir, as diferenças de tempo serão pequenas e tudo se decidirá no dia seguinte.

No sábado os concorrentes têm de percorrer 10 provas de classificação que mais não são do que uma tripla passagem por Mortágua – Motinhal (6,55 km – 10h10, 14h05 e 16h47) e Mortágua – Chão de Calvos (5,66 km – 10h33, 14h28 e 17h10) e uma dupla passagem por Sobral – Tojeira (18,00 km – 10h52 e 14h47), a especial mais extensa, e Felgueira (16,92 km – 11h35 e 15h30).

No que diz respeito aos participantes no Campeonato de Ralis do Centro, os mesmos cumprirão a totalidade da etapa de sexta-feira, mas no sábado limitar-se-ão a passar duas vezes por Mortágua – Chão de Calvos e Sobral – Tojeira e uma por Felgueira.

GEOGRAFIA DE ESPECIAIS INÉDITA A NÍVEL MUNDIAL

O Rali de Mortágua, terceira prova da temporada do Campeonato de Portugal de Ralis e que antecede o Vodafone Rally de Portugal, dispõe de uma configuração geográfica das provas especiais de classificação (PEC) inédita a nível mundial. Trata-se de um formato que permite ao público ver a passagem das viaturas várias vezes no mesmo local.

Pra Luís Santos, presidente do Clube Automóvel do Centro e director de prova, quando foi delineada a estrutura do Rali de Mortágua, «foram delineados três parâmetros muito importantes: segurança, facilidade de acesso e conforto do público, permitindo não só ir ao encontro do retorno dos patrocinadores, a partir de uma estrutura de troços compacta e com um bom ritmo para os pilotos».

«Julgamos ter conseguido uma boa articulação de todos os factores em equação e, por via disso, será inédito a nível mundial ter duas classificativas, nomeadamente Mortágua-Moitinhal e Mortágua-Chão de Calvos, a começar no mesmo local. A partida dessas provas especiais será efectuada numa rotunda, no centro da vila de Mortágua, percorrendo-se o primeiro quilómetro em asfalto para, depois, entroncar em dois traçados distintos, já em piso de terra, a percorrer por três vezes», sublinhou Luís Santos.

Atendendo a este factor, foram criadas duas zonas para os espectadores, com amplos parques de estacionamento, com o Parque de Assistência, “edificado” no Aeródromo de Mortágua e junto ao qual também passam classificativas, dista somente pouco mais e dois quilómetros da vila, centro nevrálgico da prova.

PROGRAMA

SEXTA-FEIRA (3 DE MAIO)

8h00 – Publicação da Lista de Concorrentes Admitidos à Partida para Shakedown, Prova de Qualificação e Horário de Partida para Free Practice da Prova de Qualificação

8h30 – 10h00 – Free Practice e Prova de Qualificação

10h00 – 11h30 – Shakedown

12h15 – Cerimónia de Escolha da Ordem de Partida para Secção 3, Conferência de Imprensa Pré-Rali e Briefing de Segurança

15h00 – Publicação da Lista de Concorrentes Admitidos à Partida e das Horas de Partida para a 1.ª Etapa / 1.ª Secção

15h40 – Hora limite de entrada das Viaturas no Parque Fechado de Partida

16h10 – Partida do Rali – 1ª Etapa / 1ª Secção

18h10 – Chegada 1.ª Secção – Reagrupamento 1

19h20 – Partida 2ª Secção PEC 1A/1B Águeda Street Stage travocar

19h30 – 19h45 – CCR / 21h00 – 21h15 – CPR PEC 2 Super Especial Mortágua “António Baptista”

21h10 – CCR / 22h13 – CPR

22h15 (CCR) – 23h33 (CPR) – Chegada 2.ª Secção – Parque Fechado

SÁBADO (4 DE MAIO)

8h00 – Publicação da Ordem e Hora de Partida – 3.ª Secção

9h20 – Partida 3ª Secção

10h10 – PEC 3 Mortágua – Mortinhal 1

10h33 – PEC 4 Mortágua – Chão de Calvos 1

10h52 – PEC 5 Sobral – Tojeira 1

11h35 – PEC 6 Felgueira 1

13h12 – Chegada 3ª Secção – Reagrupamento 2

13h52 – Partida 4ª Secção

14h05 – PEC 7 Mortágua – Mortinhal 2

14h28 – PEC 8 Mortágua – Chão de Calvos 2

14h47 – PEC 9 Sobral – Tojeira 2

15h30 – PEC 10 – Felgueira 2

16h19 – Chegada 4.ª Secção – Reagrupamento 3

16h34 – Partida 5ª Secção

16h47 – PEC 11 Mortágua – Moitinhal 3

17h10 – PEC 12 Mortágua – Chão de Calvos 3

18h00 – Chegada 5ª Secção – Final do Rali Entrega de Prémios e Verificações Técnicas Finais

19h30 – Publicação da Classificação Provisória

20h00 – Publicação da Classificação Final

CLASSIFICAÇÕES DO CPR E CCR

CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS – 1.º Ricardo Moura, 46,72 pontos ; 2.º, Ricardo Teodósio, 44,51; 3.º, Bruno Magalhães, 32; 4.º, Miguel Barbosa, 21,14; 5.º, Miguel Correia, 16; 6.º, José Pedro Fontes, 14; 7.º, Antónoio Dias, 13; 8.º, Armindo Araújo, 11,52; 9.º, Gil Antunes, 10; 10.º, Hugo Lopes, 9. Estão classificados mais nove pilotos.

CAMPEONATO CENTRO DE CENTRO – 1.º Fernando Teotónio, 47,84 pontos ; 2.º, Armando Carvalho, 34,71; 3.º, André Cabeças, 28,55; 4.º, Luís Mota, 23; 5.º, Gonçalo Figueiroa; 17; 6.º, Carlos Valentim, 16; 7.º, José Manuel Gomes e Daniel Ferreira, 12; 9.º, Eduardo Veiga e Luís Simões, 10. Estão classificados mais 26 pilotos.

VENCEDORES DOS RALIS DO CLUBE AUTOMÓVEL DO CENTRO

AnoDesignaçãoEquipaCarro
    
1968Rainha SantaCarpinteiro Albino/Raposo MagalhãesRenault 8 Gordini
1969Rainha SantaJosé Lampreia/Costa SimõesBMW 2002 Alpine
1970Rainha SantaAmérico Nunes/Fernando FonsecaPorsche 911 S
1971Rainha SantaGiovanni Salvi/José ArnaudPorsche 911 L
1972Rainha SantaAntónio Borges/Pedro GarciaPorsche 911 S
1973Rainha SantaAmérico Nunes/António MoraisPorsche Carrera
1976Albergaria-a-VelhaCarlos Torres/Pina de MoraisMazda RX 3
1977Centro“Mêquêpê”/Miguel VillarOpel Kadett GT/E
1978Figueira da FozGiovanni Salvi/José FerreiraFord Escort RS 2000
1979Figueira da FozMário Silva/José NobreFord Escort RS
1980Figueira da FozSantinho Mendes/Filipe LopesDatsun 160 J
1981Figueira da FozSantinho Mendes/Filipe LopesDatsun 160 J
1982Figueira da FozJoaquim Santos/Miguel OliveiraFord Escort RS
1983Figueira da FozJoaquim Santos/Miguel OliveiraFord Escort RS
1984Figueira da FozJoaquim Moutinho/Edgar FortesRenault 5 Tour de Corse
1985Figueira da FozJoaquim Santos/Miguel OliveiraFord Escort RS
1986Figueira da FozJoaquim Santos/Miguel OliveiraFord RS 200
1987Figueira da FozInverno Amaral/Joaquim NetoRenault 11 Turbo
1988Figueira da FozJoaquim Santos Miguel OliveiraFord Sierra Cosworth
1989Figueira da FozInverno Amaral/Joaquim NetoRenault 11 Turbo
1990Figueira da FozAntónio Coutinho/Cândido JúniorToyota Corolla GT-4
1991Figueira da FozCarlos Bica/Fernando PrataLancia Delta HF Integrale
1992Figueira da FozJoaquim Santos/Carlos MagalhãesToyota Celica GT-4
1993Cidade de CoimbraJoão Bica/Joaquim CapeloLancia Delta HF Integrale
1995Oliveira do HospitalPaulo Meireles/António AbreuVW Golf Rally G60
1996Oliveira do HospitalFernando Peres/Ricardo CaldeiraFord Escort Cosworth
1997Oliveira do HospitalAdruzilo Lopes/Luís LisboaPeugeot 306 Maxi
1998Oliveira do HospitalFernando Peres/Ricardo CaldeiraFord Escort WRC
1999Oliveira do HospitalPedro Matos Chaves/Sérgio PaivaToyota Corolla WRC
2000Oliveira do HospitalPedro Matos Chaves/Sérgio PaivaToyota Corolla WRC
2001Oliveira do HospitalRui Madeira/Fernando PrataFord Focus WRC
2002Figueira da FozMiguel Campos/Carlos MagalhãesPeugeot 206 WRC
2006MortáguaArmindo Araújo/Miguel RamalhoMitsubishi Lancer IX
2007MortáguaBruno Magalhães/Paulo GravePeugeot 207 S2000
2008MortáguaBruno Magalhães/Carlos MagalhãesPeugeot 207 S2000
2009MortáguaBruno Magalhães/Carlos MagalhãesPeugeot 207 S2000
2010MortáguaMiguel Campos/Aloísio MonteiroFord Fiesta S2000
2011MortáguaVítor Lopes/Hugo MagalhãesSubaru Impreza
2012MortáguaRicardo Moura/António CostaMitsubishi Lancer IX
2013MortáguaRicardo Moura/António CostaSkoda Fabia S2000
2014MortáguaJoão Barros/Jorge HenriquesFord Fiesta R5
2015MortáguaPedro Meireles/Mário CastroSkoda Fabia R5
2016MortáguaPedro Meireles/Mário CastroSkoda Fabia R5
2017MortáguaCraig Breen/Andy HasleyCitroen DS3 R5
2018MortáguaHiroki Arai/Glenn MacNeallFord Fiesta R5

PILOTOS

6 – Joaquim Santos

3 – Bruno Magalhães

2 – Inverno Amaral, Miguel Campos, Pedro Matos Chaves, Pedro Meireles, Ricardo Moura, Américo Nunes, Fernando Peres, Giovanni Salvi, Santinho Mendes

1 – Hiroki Arai, Armindo Araújo, João Barros, Carlos Bica, Jorge Bica, António Borges, Craig Breen, Carpinteiro Albino, António Coutinho, José Lampreia, Adruzilo Lopes, Vítor Lopes, Rui Madeira, Paulo Meireles, “Mêquêpê”, Joaquim Moutinho, Mário Silva, Carlos Torres

NAVEGADORES

5 – Miguel Oliveira

4 – Carlos Magalhães

2 – Ricardo Caldeira, Mário Castro, António Costa, Filipe Lopes, Joaquim Neto, Sérgio Paiva, Fernando Prata

1 – António Abreu, José Arnaud, Joaquim Capelo, Costa Simões, José Ferreira, Fernando Fonseca, Edgar Fortes, Pedro Garcia, Paulo Grave, Andy Hasley, Jorge Henriques, Cândido Júnior, Luís Lisboa, Glenn MacNeall, Hugo Magalhães, Aloísio Monteiro, António Morais, José Nobre, Pina de Morais, Miguel Ramalho, Raposo Magalhães, Miguel Villar

MARCAS

13 – Ford (Escort RS, 4; Fiesta R5, 2; Escort RS 2000, 1; RS 200, 1; Sierra Cosworth, 1; Escort Cosworth, 1; Escort WRC, 1; Focus WRC, 1; Fiesta S2000, 1)

5 – Peugeot (207 S2000, 3; 306 Maxi, 1; 206 WRC, 1)

4 – Porsche (911 S, 2; 911 L, 1; Carrera, 1); Renault (11 Turbo, 2; 8 Gordini, 1; 5 Tour Corse, 1); Toyota (Corolla WRC, 2; Corolla GT4, 1; Celica GT4, 1)

3 – Skoda (Fabia S2000, 1; Skoda Fabia R5, 2)

2 – Datsun (160 J, 2); Lancia (Delta HF Integrale, 2);  Mitsubishi (Lancer IX, 2)

1 – BMW (2002 Alpine, 1) ; Citroen (DS3 R5, 1); Mazda (RX3, 1); Opel (Kadett GTE, 1); Subaru (WRX STi, 1); VW (Golf Rally G60, 1).

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação