Racing Point/Mercedes na crista da (H)onda

Com um calor abrasador (35º no ar e 49º na pista), em relação ao que é habitual, que contribuiu em muito para a “lentidão” das duas sessões de treinos livres, decorreu, em Silverstone, num traçado diferente daquele que, há 70 anos, deu início à história da F1, o primeiro dia do Pirelli British Grand Prix.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Silverstone abriu as portas ao Pirelli British Grand Prix e, no primeiro dia de fortes acelerações, o topo da tabela de tempos livres ficou ocupado pelo canadiano Silverstone, num traçado diferente daquele que, há 70 anos, deu início à história da F1, o primeiro dia do Pirelli British Grand Prix. (Racing Point/Mercedes) apostado em tornar cada vez mais difícil a sua substituição em 2021, que, depois de ter sido o terceiro mais rápido na sessão de abertura, passou a ocupar o topo da tabela de tempos no final do dia.

Racing Point que foi obrigada a recorrer aos serviços do alemão Nico Hulkenberg, afastado das pistas desde o final do ano passado, por o mexicano Sérgio Perez, habitual companheiro de equipa do canadiano ter acusado positivo no teste ao Covid-19, depois de um teste inconclusivo, o que o obriga a entrar em quarentena e a falhar as duas corridas inglesas e a espanhola, naquele que é o primeiro caso no seio da F1.

Bom regresso do alemão, apesar de estar mal instalado, sempre no lote dos 10 mais rápidos, mostrando uma rápida adaptação ao carro, que guiou pela primeira vez esta manhã, deixando boas perspectivas para um bom resultado conjunto da equipa.

Curiosamente, e ao contrário do que seria de esperar, depois do domínio exercido nas três corridas iniciais, mas compreensível face às elevadas temperaturas verificadas, com as quais não costumam dar-se bem, os Mercedes não estiveram no topo da tabela de tempos, com o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) a ser o mais rápido na primeira sessão, à frente do inglês Lewis Hamilton (Mercedes) e de Lance Stroll, desde cedo a mostrar-se muito à vontade no traçado britânico, mas na segunda sessão, onde foi o único a não melhorar o seu tempo, por não ter conseguido espaço para “uma volta limpa”, foi 14.º da hierarquia, e viu o canadiano e o seu colega de equipa, o inglês Alexander Albon, baterem o tempo que havia feito de manhã o que o fez descer para a terceira posição no final do dia.

Significativo o segundo tempo de Alexander Albon, depois de ter sido quarto na sessão de abertura, por ter desperdiçado a segunda parte da sessão, em consequência de uma saída em Stowe, que levou à interrupção da sessão durante cerca de 10 minutos.

O finlandês Valtteri Botas (Mercedes) acabou por ser o melhor dos homens da marca da estrela, à frente do monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que salvou a honra da equipa italiana, depois do alemão Sebastian Vettel (Ferrari) ter ficado de fora na sessão de abertura, por um problema no “intercooler” e de ter desperdiçado grande parte da segunda sessão, por um pedal estar solto, o que o colocou no 18.º lugar, só à frente do dinamarquês Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) e do francês Nicolas Latifi (Williams/Mercedes).

Na “guerra” da Renault, o espanhol Carlos Sainz (McLaren/Renault) voltou a ser o mais rápido, impondo-se ao australiano Daniel Ricciardo (Renault), que fechou o lote dos 10 mais rápidos do dia.

Para este sábado terá lugar a terceira sessão de treinos livres e a qualificação, com o calor a ser uma das maiores dificuldades que homens e máquinas vão ter de enfrentar.

TEMPOS DOS TREINOS

PILOTO CARRO MOTOR 1.º Treino 2.º Treino
         
Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes 1’28,004″ 1’27,274″
Alexander Albon Red Bull RB16 Honda 1’28,129″ 1’27,364″
Max Verstappen Red Bull RB16 Honda 1’27,422″ 1’28,390″
Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1’28,519″ 1’27,431″
Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari 1’28,221″ 1’27,570″
Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1’27,896″ 1’27,781″
Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault 1’28,988″ 1’27,820″
Nico Hulkenberg Racing Point RP20 Mercedes 1’28,592″ 1’27,910″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda 1’28,909″ 1’27,997″
Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault 1’28,555″ 1’28,112″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari 129,746″ 1’28,159″
Lando Norris McLaren MCL35 Renault 1’28,990″ 1’28,169″
Esteban Ocon Renault RS20 Renault 1’28,559″ 1’28,219″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari 1’29,925″ 1’28,256″
Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda 1’28,868″ 1’28,426″
Romain Grosjean Haas VF-20 Ferrari 1’29,576″ 1’28,564″
George Russell Williams FW 43 Mercedes 1’29,899″ 1’28,711″
Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari sem tempo 1’28,860″
Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari 1’29,532″ 1’28,898″
Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes 1’30,703″ 1’29,958″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: