Quatro pontos separam os quatro primeiros

Com um sexto vencedor diferente nas sete corridas já disputadas, a temporada mais imprevisível da história do MotoGP continua com o paddock a caminho de Barcelona para o remarcado Grande Prémio da Catalunha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Barcelona encerra o ciclo de mais três corridas consecutivas e a capacidade de recuperação dos pilotos pode ser importante nos resultados da corrida catalã, tanto mais que reconhecem que não é fácil gerir o esforço em três fins-de-semana consecutivos.

Vindo de um quinto lugar em Misano, depois de ter saído da 15.ª posição da grelha, o português Miguel Oliveira (KTM) aposta num bom resultado porque «o traçado de Barcelona adapta-se à nossa moto e ao meu estilo e só espero alcançar um resultado melhor do que o do último domingo», enquanto Hervé Poncharal, responsável da Tech3 considera que «o “Mundial” está muito equilibrado e precisamos de continuar a lutar para somar pontos e consolidar a nossa posição no campeonato», para o que conta com o desempenho do português.

Miguel Oliveira, oitavo do campeonato, a cinco pontos do quinto lugar ocupado pelo italiano Franco Morbidelli (Yamaha), é o melhor classificado entre os homens da KTM e pode cimentar a sua posição num traçado, onde costuma obter bons resultados

A prova espanhola abre a segunda metade da temporada, que termina em Portimão, com o Grande Prémio MEO Portugal, após o acordo assinado entre a Dorna e a Altice. Em termos de MotoGP a competição não podia estar mais animada, com os quatro primeiros, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), o francês Fábio Quartararo (Yamaha) e os espanhóis Maverick Viñales (Honda) e Joan Mir (Ducati), a chegarem a Montmelò separados por quatro pontos

Situação semelhante acontece em Moto2, mas apenas com os dois primeiros, os italianos Luca Marini (Kalex) e Enea Bastianini (Kalex) que entram em acção separados por cinco pontos, estando o terceiro, outro italiano, Marco Bezzecchi (Kalex), a 20 pontos do comandante.

Em Moto3, há, também, dois pilotos, o espanhol Albert Arenas (KTM) e o japonês Ai Ogura (Honda), separados por dois pontos, com o inglês John McPhee (Honda), terceiro, a estar a 21 pontos do espanhol.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Andrea Dovisioso, 84 pontos; 2.º, Fábio Quartararo, 83; 3.º, Maverick Viñales, 83; 4.º, Joan Mir, 80; 5.º, Franco Morbidelli, 64; 6.º, Jack Miller, 64; 7.º, Takaaki Nakagami, 63; 8.º, Miguel Oliveira, 59; 9.º, Valentino Rossi, 58; 10.º, Pol Espargaro, 57. Estão classificados mais 12 pilotos

Moto2 – 1.º, Luca Marini, 125 pontos; 2.º, Enea Bastianini, 120; 3.º, Mauro Bezzecchi, 105; 4.º, Sam Lowes, 83; 5.º, Jorge Martin, 79; 6.º, Tetsuta Nagashima, 68; 7.º, Xavi Vierge, 66; 8.º, Aron Canet, 53; 9.º, Thomas Luthi, 52; 10.º, Marcel Schrotter, 48. Estão classificados mais 17 pilotos

Moto3 – 1.º, Albert Arenas, 119 pontos; 2.º, Ai Ogura, 117; 3.º, John McPhee, 98; 4.º, Celestino Vietti, 86; 5.º, Tatsuki Suzuki, 75; 6.º, Tony Arbolino, 75; 7.º, Gabriel Rodrigo, 63; 8.º, Jaume Masia, 61; 9.º, Raul Fernandez, 61; 10.º, Romano Fenati, 47. Estão classificados mais 15 pilotos

MARCAS

Moto GP – 1.º Yamaha, 138 pontos; 2.º, Ducati, 115; 3.º, KTM, 104; 4.º, Suzuki, 93; 5º, Honda, 63; 6.º, Aprilia, 26

Moto2 – 1.º Kalex, 200 pontos; 2.º, Speed Up, 66; 3.º, MV Agusta, 21; 4.º, NTS, 9

Moto3 – 1.º, Honda, 171 pontos; 2.º, KTM, 162; 3.º, Husqvarna, 50

EQUIPAS

MotoGP – 1.º Petronas Yamaha SRT, 147 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 141; 3.º, Team Suzuki Ecstar, 124; 4.º, Ducati Team, 115; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 110; 6.º, Pramac Racing, 97; 7.º, Red Bull KTM Tech3, 74; 8.º LCR Honda, 70; 9.º, Esponsorama Racing, 43; 10.º, Aprilia Racing Team Gresini, 29; 11.º, Repsol Honda Team, 1245

Moto2 – 1.º, Sky Racing Team VR46, 230 pontos; 2.º, Red Bull KTM Ajo, 147; 3.º, Italtrans Racing Team, 125; 4.º, EG 0,0 Marc VDS, 119; 5.º Liqui Moly Intact GP, 100; 6.º, Petronas Sprinta Racing, 81; 7.º, Inde Aspar Team Moto2, 70; 8.º, Flexbox HP 40, 57; 9.º, Tennor American Racing, 50; 10.º, Beta Tools Speed Up, 48; 11.º, Onexox TKKR SAG Team, 41; 12.º, MV Agusta Forword Racing, 23; 13.º, Federal Oil Gresini Moto2, 17; 14.º, NTS RW Racing GP, 9; 15.º, Idemitsu Honda Team Asia, 3.

Moto3 – 1.º, Gaviota Aspar Team Moto3, 142 pontos; 2.º, Sky Racing Team VR46, 122; 3.º, Honda Team Ásia, 117; 4.º, Kommerling Gresini Moto3, 109; 5.º, Leopard Racing, 105; 6.º, SIC58 Squadra Corse, 101; 7.º, Petronas Sprinta Racing, 98; 8.º, Rivacold Snipers Team, 87; 9.º, Red Bull KTM Ajo, 80; 10.º, Sterilgarda Max Racing Team, 52; 11.º, CIP Green Power, 37; 12.º, Red Bull KTM Tech 3, 32; 13.º, Estrella Galicia 0,0, 31; 14.º Reale Avintia Moto3, 4; 15.º, Boe Skull Rider Facile Energy, 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: