Quartararo caiu mas ficou com a “pole”

Problemas no travão traseiro da KTM de Miguel Oliveira atrasaram o piloto português na qualificação de hoje para o Grande Prémio da Tailândia de MotoGP, onde não foi além da 17.ª posição. Já o francês da Yamaha garantiu a “pole position”, apesar de ter caído.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

As quedas marcaram a qualificação para a corrida de MotoGP, com francês Fabio Quartararo (Yamaha) a garantir a “pole position”, apesar de ter caído, situação em que foi acompanhado pelo espanhol Marc Marquez (Honda) e Valentino Rossi (Yamaha), numa confirmação que mesmo os melhores também experimentam a dureza do asfalto.

Para o espanhol foi a segunda queda no fim-de-semana, depois da sofrida no primeiro treino livre e que o levou a passar pelo hospital, como medida de precaução.

Apesar da queda Marc Marquez garantiu um lugar na primeira linha da grelha, atrás ainda do seu compatriota Maverick Viñales (Yamaha), enquanto o italiano sairá da nona posição da grelha.

O português Miguel Oliveira (KTM), apesar de ter continuado a melhorar os seus tempos, não foi além do 17.º tempo, só sendo batido pelo espanhol Pol Espargaro (KTM), que está de regresso à competição, o único piloto da marca austríaca que teve acesso à Q2, sendo de assinalar que na primeira sessão de treinos livres de hoje, quando a pista estava molhada, o português registou o 10.º tempo.

O espanhol Alex Marquez (Kalex) assegurou a quinta “pole position” do ano, repetindo aquilo que havia feito na corrida anterior, realizada no traçado espanhol de Aragon impondo-se ao japonês Tetsuta Nagashima (Kalex), que tinha sido o mais rápido na primeira sessão de treinos livres, e ao seu compatriota Jorge Martin (KTM), o mais rápido da marca austríaca.

O italiano Celestino Vietti (KTM), um dos “rookie”, alcançou a primeira “pole” da carreira, à frente do espanhol Marcos Ramirez (Honda), que se viu desalojado da primeira posição da grelha nos últimos instantes da qualificação, e de outro espanhol, Albert Arenas (KTM), que não estava na primeira linha da grelha desde o GP da Áustria do ano passado.

Na luta pelo título, o espanhol Aron Canet (KTM) levou a melhor sobre o italiano Lorenzo Dalla Porta (Honda) ao registar o sexto tempo, enquanto o seu adversário fechou o lote dos 10 primeiros, atrás do seu compatriota Tony Arbolino (Honda), que tinha sido o mais rápido ontem.

GRELHAS DE PARTIDA

MOTOGP1.ª LINHA: Fabio Quartararo (Yamaha), 1’29.719”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’29,825”; Marc Marquez (Honda), 1’29,931”; 2.ª linha: Franco Morbidelli (Yamaha), 1’30,431”; Danilo Petrucci (Ducati), 1’30,522”; Jack Miller (Ducati), 1’30,597”; 3.ª linha: Andrea Dovizioso (Ducati), 1’30,692”; Joan Mir (Suzuki), 1’30,735”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’30,741”; …; 6.ª linha: Andrea Iannone (Aprilia), 1’31,428”; Miguel Oliveira (KTM), 1’31,499”; Tito Rabat (Ducati), 1’31,554”. Alinham mais quatro pilotos.

MOTO2 – 1.ª linha: Alex Marquez (Kalex), 1’35,297”; Tetsuta Nagashima (Kalex), 1’35,392”; Jorge Martin (KTM), 1’35,448”; 2.ª linha: Luca Marini (Kalex), 1’35,476”; Remy Gardner (Kalex), 1’35,494”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’35,581”; 3,ª linha: Xavi Vierge (Kalex), 1’35,600”; Thomas Luthi (Kalex), 1’35,617”; Nicolà Bulega (Kalex), 1’35,634”. Alinham mais 23 pilotos

MOTO31.ª linha: Celestino Vietti (KTM), 1’42,599; Marcos Ramirez (Honda), 1’42,717”; Albert Arenas (KTM), 1’42,751”; 2.ª linha: Kaito Toba (Honda), 1’42,897”; Alonso Lopez (Honda), 1’42,967; Aron Canet (KTM), 1’43,008”; 3.ª linha: Andrea Migno (KTM), 1’43,173”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’43,185”; Tony Arbolino (Honda), 1’43,041. Alinham mais 19 pilotos

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação