Quarta “dobradinha” da Mercedes na Fórmula 1

O finlandês Valtteri Bottas regressou hoje ao comando do Campeonato do Mundo de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio do Azerbaijão, em Baku, à frente do britânico e companheiro de equipa, Lewis Hamilton.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Quatro corridas, outras tantas “dobradinhas”, duas vitórias para cada um dos seus pilotos, com o finlandês Valtteri Bottas a ascender ao comando do campeonato com um ponto de avanço sobre o inglês Lewis Hamilton, que, por sua vez, tem já 34 pontos de vantagem sobre o alemão Sebastian Vettel (Ferrari).

A corrida de Baku acabou por ser uma repetição do que tinha sucedido em Xangai, com a diferença de, desta vez, Valtteri Bottas não ter falhado a partida e assumido o comando, perdido quando parou para trocar de pneus para o recuperar de modo definitivo quando os seus adversários fizeram o mesmo.

Lewis Hamilton tentou no arranque suplantar o finlandês, mas não o conseguiu e, a partir daí, limitou-se a segui-lo como uma sombra, para tentar atacar nas derradeiras voltas, sem sucesso, apesar de ter estado em situação de utilizar o DRS.

Sebastian Vettel salvou a honra da Ferrari ao terminar no pódio, sem nunca ter estado em condições de incomodar os “flechas de prata”, com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) a terminar em quinto e a arrecadar o ponto para o autor de volta mais rápida, alcançada na penúltima passagem pela meta a quatro voltas do fim, repetindo aquilo que o francês Pierre Gasly (Red Bull/Honda) tinha feito na China.

Os maus resultados da equipa de Maranello colocam-na a 74 pontos dos “flechas de prata”, diferença significativa, quando estão cumpridas quatro corridas

O holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) intrometeu-se entre os dois Ferrari, após uma corrida sem grande história, enquanto o mexicano Sergio Perez (Racing Point/Mercedes), em sexto foi o melhor dos outros, à frente dos McLaren/Renault do inglês Lando Norris e do espanhol Carlos Sainz, com o canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) e o finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo/Ferrari), que largou da via das “boxes”, a completarem o lote dos que terminaram nos lugares pontuáveis.

 

FICHA DA PROVA

Grande Prémio – Azerbeijão

Circuito – Baku (citadino)

Extensão – 306,049 km = 51 x 6,003 km

“Pole position” – Valtteri Bottas (Mercedes), 1 volta (6,003 km), em 1’40,475” (215,043 km/h)

Grelha de partida1.ª linha: Valtteri Bottas (Mercedes W10/Mercedes), 1’40,475”; Lewis Hamilton (Mercedes W10/Mercedes), 1’40,554”; 2.ª linha: Sebastien Vettel (Fe)rrari SF90/Ferrari), 1’40,797”; Max Verstappen (Red Bull RB15/Honda), 1’41,069”; 3.ª linha: Sergio Perez (Racing Point RP19/Mercedes), 1’41,593”; Daniil Kvyat (Toro Rosso STR14/Honda), 1’41,681”; 4.ª linha: Lando Norris (McLaren MCL34/Renault), 1’41,886”; Charles Leclerc (Ferrari SF90/Ferrari), sem tempo”; 5.ª linha: Carlos Sainz (McLaren MCL34/Renault), 1’42,398”; Daniel Riccardo (Renault RS19/Renault), 1’42,477”; 6.ª linha: Alexander Albon (Red Bull STR14/Honda), 1 ’42,494”; Kevin Magnussen (Haas VF-19/Ferrari), 1’42,699”; 7.ª linha: Lance Stroll (Racing Point PR19/Mercedes), 1’42,630”; Romain Grosjean (Haas VF-19/Ferrari), 1’43,407; 8.ª linha: Nico Hulkenberg (Renault RS19/Renault), 1’43,427”; George Russell (Williams FW42/Mercedes), 1’45,062”; 9.ª linha: Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C38/Ferrari), 1’42,424”

Nota – Pierre Gasly (Red Bull RB15/Honda), Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C38/Ferrari) e Robert Kubica (Williams FW42/Mercedes) saíram da via das “boxes”, por terem trabalhado no carro no parque fechado

Comandantes sucessivos – Valtteri Bottas, da 1.ª à 11.ª volta; Lewis Hamilton, na 12.ª PC; Charles Leclerc, da 13.ª à 31.ª volta; Valtteri Bottas, da 32.ª à 52.ª volta

Volta mais rápida – Charles Leclerc (Ferrari SF90/Ferrari), 1 volta (6,003 km), em 1’43,009” (209,795 km/h)

Vencedor – Valtteri Bottas (Mercedes W10/Mercedes), 51 voltas (306,049 km), em 1.31’52,942” (199,852 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS.PILOTOCARRO TEMPO
1.ºValtteri BottasMercedes W10/Mercedes1’31’52,942”
2.ºLewis HamiltonMercedes W10/Mercedesa 1,524″
3.ºSebastian VettelFerrari SF90/Ferraria 11,739″
4.ºMax VerstappenRed Bull RB15/Hondaa 17,493″
5.ºCharles LeclercFerrari SF90/Ferraria 1’09,107″
6.ºSergio PerezRacing Point RTP19/Mercedesa 1’16,416″
7.ºCarlos SainzMcLaren MCL34/Renaulta 1’23,826″
8.ºLando NorrisMcLaren MCL34/Renaulta 1’40,268″
9.ºLance StrollRacing Point RTP19/Mercedesa 1’43,816″
10.ºKimi RaikkonenAlfa Romeo C38/Ferraria 1 volta
11.ºAlexander AlbonToro Rosso STR14/Hondaa 1 volta
12.ºAntonio GiovinazziAlfa Romeo C38/Ferraria 1 volta
13.ºKevin MagnussenHaas VF-19/Ferraria 1 volta
14.ºNico HulkenbergRenault RS19/Renaulta 1 volta
15.ºGeorge RussellWilliams FW42/Mercedesa 2 voltas
16.ºRobert KubicaWilliams FW42/Mercedesa 2 voltas

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º, Valtteri Bottas, 87 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 86 pontos; 3.º, Sebastian Vettel, 52; 4.º, Max Verstappen, 51; 5.º, Charles Leclerc, 47; 6.º, Sergio Perez, 13; 7.º, Pierre Gasly, 13; 8.º, Kimi Raikkonen, 13; 9.º, Lando Norris, 12; 10.º, Kevin Magnussen, 8; 11.º, Nico Hulkenberg, 6; 12.º, Carlos Sainz, 6; 13.º, Daniel Ricciardo, 6; 14.º, Lance Stroll, 4; 15.º, Alexander Albon, 3; 16.º, Daniil Kvyat, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas Motorsport, 173 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 99; 3.º, Aston Martin Red Bull Racing, 64; 4.º, McLaren F1 Team, 18; 5.º, SportPesa Racing Point F1 Team, 17; 6.º, Alfa Romeo Racing, 13; 7.º, Renault F1 Team, 12; 8.º, Rich Energy Haas F1 Team, 8; 9.º, Red Bull Toro Rosso Honda, 4

PRÓXIMA PROVA – Grande Prémio de Espanha, dia 12 de Maio, no Circuito de Montmelo (Barcelona).

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação