Puretech apoia portugueses no Dakar

Mário Patrão, Pedro Bianchi Prata, Arcélio Couto e Paulo Oliveira são os quatro pilotos que vão utilizar pneus e mousses da Michelin na 44.ª edição do Rali Dakar, terceira na Arábia Saudita.

(auto.look2010@gmail.com)

Prontos a partir para a 44.ª edição do Rali Dakar, a 3.ª na Arábia Saudita, os pilotos portugueses de motos carregam na bagagem pneus e mousses Michelin, lado a lado com muitos sonhos e ambições diversas.

Uma aposta forte da Puretech no apoio a Mário Patrão (KTM 450 Rally #33), Pedro Bianchi Prata (Honda CRF450 RX #167), Arcélio Couto (Honda CRF450 RX#165) e Paulo Oliveira (KTM 450 Rally #166), sob a forma de importante contributo para os 8177 quilómetros que os pilotos vão cumprir de 1 a 14 de Janeiro, com partida e chegada a Jeddah.

Integrados no Team Bianchi Prata-Honda, vão contar com 12 jogos de pneus compostos pelos Michelin Desert para a roda traseira e Michelin Enduro Medium para a frente, preparados para a eventualidade de ser necessário trocar de pneus todos os dias.

No entanto, «dada a reconhecida qualidade dos Michelin a equipa deverá mudar de pneus a cada duas etapas», antecipa Pedro Bianchi Prata, à partida para o 10.º Dakar como piloto de duas rodas. Uma longa experiência – a que soma mais cinco presenças como team manager e outra na categoria SSV – que será utilizada «essencialmente para ajudar os rookies Arcélio Couto e Paulo Oliveira a conquistarem a medalha de finalistas da prova».

Já Mário Patrão, que vai alinhar na exigente categoria Original by Motul, apenas vai transportar seis pares de pneus Michelin, limite imposto para os pilotos que correm sem meios externos de assistência.

Obrigado a tratar da mecânica no final de cada etapa, o piloto de Seia revela «grande confiança nos Michelin, sem dúvida um dos pontos que menos dores-de-cabeça dará».

Pneus que o ajudarão a concretizar os objectivos para esta edição do Dakar que conta com 4.258 km de especiais cronometradas: «Em primeiro lugar chegar ao final. Depois conseguir terminar entre os 30 primeiros da geral e conquistar um lugar entre os quintos primeiros da categoria».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *