Portugueses nas finais “Iame International Games”

A primeira edição dos “International Iame Games” terminou no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, sob a organização a RGMMC. Com 145 participantes, distribuídos por três categorias, 11 dos 21 portugueses garantiram a tão ambicionada presença nas finais.

(auto.look2010@gmail.com)

Na categoria X30 Sénior, com 63 pilotos em pista, Jesse Doorgeest e Ricardo Borges foram disputar a final, na qual se impôs o britânico Connor Jupp, tendo o espanhol Louie Westover e o britânico Mark Kimber completado, respectivamente, o pódio.

Jesse Doorgeest arrancou da 30.ª posição e conseguiu recuperar até ao 22.º lugar, sendo depois relegado para o 24.º posto devido a uma penalização. Ricardo Borges recuperou da 36.ª à 27.ª posição. Os restantes portugueses foram relegados para a corrida de repescagem, cujos seis primeiros classificados se juntaram aos 30 pilotos já apurados para a final.

Rodrigo Ferreira fez uma excelente corrida, já que recuperou da 26.ª até à 9.ª posição, sendo, contudo, insuficiente para se apurar para a Final. Tomás Leitão foi 16.º classificado, Tomás Guedes (DR) 17.º, Frederico Peters (Tonykart) 22.º, Bernardo Pinheiro 25.º, Miguel Silva (Parolin) e David Sobreiro 33.º classificado.

Na fnal da categoria Júnior, Ivan Domingues a partida da 11.ª para a 13.ª posição e à passagem da sexta volta foi forçado a abandonar, sendo 35.º classificado. Duarte Pinto Coelho recuperou três lugares na partida – da 24.ª para a 21.ª posição –, mas logo a seguir caiu para o 31.º posto e mais tarde para o 33.º lugar. Sem baixar os braços, o piloto português recuperou até à 26.ª posição na 13.ª volta, altura em que a corrida foi dada como terminada pelo director de prova por ter começado a chover intensamente.

O britânico Aaron Walker venceu esta primeira edição dos “Iame International Games”, enquanto o seu compatriota Freddie Spindlow e o belga Lorens Lecertua fecharam o pódio. O português Francisco Costa não teve muita sorte nas mangas de qualificação e disputou a corrida de repescagem, cujos seis primeiros classificados se juntaram aos 30 pilotos já apurados para a final. Francisco Costa fez uma boa recuperação, mas um incidente fez com que perdesse alguns lugares pelo que terminou na 14.ª posição.

Na final da categoria X30 Mini, o britânico Leo Robinson foi o primeiro a ver a bandeira de xadrez com uma vantagem de 0,149s face ao holandês Sacha Van’t Pad Bosch, tendo o britânico Nathan Tye (Redspeed) encerrado as presenças no pódio. No que diz respeito aos pilotos portugueses, Santiago Alves arrancou da 29.ª posição, mas com um andamento forte conseguiu recuperar 16 lugares, acabando por ser um honroso 13.º classificado. Rodrigo Seabra também esteve bem ao recuperar da 19.ª até à 16.ª posição e Gustavo da Silva, que largou do 22.º lugar, foi 21.º classificado.

Maria Germano Neto viu a bandeira de xadrez na 17.ª posição, mas uma penalização de cinco segundos fez com que caísse para o 22.º lugar, enquanto Tomás Gomes, que não conseguiu impor o ritmo a que nos tem habituado, recuperou da 28.º à 26.ª posição. Beatriz Costa foi forçada a abandonar a uma volta do final, sucedendo o mesmo a Martim Marques à passagem da 11.ª volta, depois de largar da 13.ª posição, que abria boas perspectivas quanto a um bom resultado final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *