Portugal mantém 10.º lugar nos ISDE

A Selecção Nacional manteve o 10.º lugar da classificação após o segundo dia dos International Six Days Enduro, a disputar em redor do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão. A equipa composta por João Lourenço, Diogo Ventura, Diogo Vieira e Gonçalo Reis terminou o dia a 18m56,20s dos líderes, os pilotos da Austrália. Já os juniores subiram três lugares.

(auto.look2010@gmail.com)

Após um primeiro dia de competição onde todos os 10 pilotos das selecções nacionais presentes nos International Six Days Enduro (ISDE) assumiram uma postura mais cautelosa e segura, no segundo dia de competição, novamente realizado nos 145 quilómetros de cada uma das duas voltas da “Rota do Menir” foi o trio júnior que se destacou ao subir três posições na classificação para ocupar o nono posto após os dois dias iniciais de competição.

As restantes duas formações, o quarteto sénior e o trio feminino, mantiveram as posições que alcançaram no dia de ontem, 10.º lugar para os seniores e a sétima posição para as senhoras, levando a que todas as equipas nacionais estejam agora entre as 10 melhores nas respectivas categorias em que competem, ganhando mesmo os mais velhos maior margem face aos 11.º classificados, agora superior aos seis minutos. Os juniores têm mais de 10 minutos de vantagem para os oitavos e a senhoras levam para o terceiro dia uma margem de oito minutos.

Individualmente, Diogo Ventura foi o 17.º na E1 e ocupa a 19.ª posição no resultado global após os dois dias realizados. Tomás Clemente foi o 25.º nesta segunda ronda pela “Rota do Menir” e é agora 26.º na classificação após ambos os dias, cabendo a Rodrigo Belchior o 29.º tanto no dia como na classificação global. Diogo Vieira foi 24.º na E2 e será na 25.ª posição da classe que vai iniciar o terceiro dia de competição.

Manuel Teixeira foi hoje o 32.º, melhorando seis posições face ao dia de ontem para ocupar agora o 35.º lugar na classificação da classe. Gonçalo Reis repetiu o 16.º lugar de ontem, com João Lourenço a ser o 18.º. Gonçalo Reis subiu ao 15.º posto e Lourenço é agora 17.º com ambos os dias somados. Nas Senhoras Joana Gonçalves fechou o dia na 11.ª posição da classificação geral, Rita Vieira é 18.ª e Bruna Antunes a 21.ª, sendo precisamente as mesmas posições que ocupam após os dois primeiros dias de prova.

FREDERICO ROCHA GANHA

POSIÇÕES NA CORTINA DE POEIRA

Frederico Vilaranda Rocha continua a manter viva a sua missão nos International Six Days Enduro, numa ronda em que não conseguiu distanciar-se dos problemas com o travão da frente da sua Husqvarna mas que, teimosamente, vai ganhando “asas” para se opor aos seus adversários circunstanciais. O facto de hoje não ter chovido, a pista esteve envolta em cortinas de poeira, a ponto de Fred Rocha não ver nada e perder tempo precioso no pó de outros pilotos no decorrer das especiais. Com partidas de 20 em 20 segundos, o jovem piloto de Coimbra teve de suportar a custo as dificuldades, mas com fibra de ultrapassar quatro ou cinco pilotos nas especiais.

Perante este cenário, Fred Rocha recuperou alguns lugares, motivando, desde logo, que amanhã arranque no meio de pilotos que andam um pouco mais e, com a possibilidade de resolver o problema do travão da frente, a ordem é para atacar. Uma missão que está perfeitamente ao alcance do jovem conimbricense.

Para amanhã, terceiro dia de prova, pilotos e máquinas descobrem um novo percurso que levará a caravana para a Serra de Monchique. Tem o nome de “Desafio de Monchique” e terá no seu total 310 quilómetros novamente com duas voltas e sete especiais no total. Poderá ser um dia de “viragem” na classificação pois as previsões meteorológicas revelam igualmente a possibilidade da companhia da chuva logo na fase inicial do dia.

Os ISDE são uma espécie de Jogos Olímpicos do Enduro e vão já na 94.ª edição. Esta é a terceira vez em que o evento decorre em Portugal, depois das edições de Coimbra, em 1999 e Figueira da Foz, em 2009.

CLASSIFICAÇÃO – APÓS 2.º DIA

WORLD TROPHY – 1.º Austrália, 4h42m56,19s; 2.º Estados Unidos, a 50,43s; 3.º Itália, a 5m10,41s; 4.º Grã-Bretanha, a 5m51,29s; 5.º Finlândia, a 7m22,80s; 10.º Portugal, a 18m56,20s.

JUNIOR TROPHY – 1.º Austrália, 448m05,95s; 2.º Estados Unidos, a 3m26,90s; 3.º Itália, a 5m24,12s; 4.º França, a 5m51,95s; 5.º Grã-Bretanha, a 9m11,99s; 12.º Portugal, a 27m55,50s.

WOMEN TROPHY – 1.º Estados Unidos, 3h36m30,71s; 2.º Alemanha, a 1m08,65s; 3.º Austrália, a 1m14,77s; 4.º Grã-Bretanha, a 6m25,72s; 5.º Espanha, a 9m11,99s; 7.º Portugal, a 13m59,59s.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação