Porsche volta a fabricar automóveis desportivos

A adaptação dos processos de produção, logística e compras foi acordada com o Conselho de Trabalhadores e o departamento de Gestão de Saúde. Os requerimentos das autoridades de saúde foram também avaliados.

(auto.look2010@gmail.com)

A partir da próxima segunda-feira (4 de Maio), a Porsche irá recomeçar a produção nas suas fábricas – numa base com tarefas específicas. Foram tomadas todas as medidas necessárias de forma antecipada para garantir a máxima segurança possível para os funcionários e para que a produção possa ser incrementada por fases até à sua capacidade máxima. Assim que a produção seja aumentada em Zuffenhausen e Leipzig, todos os funcionários irão retomar o trabalho, passo a passo.

A adaptação dos processos de produção, logística e compras foi acordada com o Conselho de Trabalhadores e o departamento de Gestão de Saúde. Os requerimentos das autoridades de saúde foram também avaliados.

«O reinício é um sinal importante – para os nossos funcionários, assim como para os nossos clientes. Monitorizámos e analisámos a situação de forma muito cuidadosa desde o início e adaptámos os processos de modo flexível. Agora é tempo de olhar para a frente com optimismo e retomar o trabalho sujeito a precauções especiais», afirmou Albrecht Reimold, membro do Conselho Executivo para Produção e Logística na Porsche AG.

Foram tomadas diversas medidas para as fábricas da Porsche em Zuffenhausen e Leipzig. Além da importância dedicada à segurança dos funcionários, estas medidas foram desenvolvidas para permitir a retoma das encomendas e produção eficiente da forma mais rápida possível. Por exemplo, os funcionários das zonas de produção têm de manter uma distância mínima de 1,50 metros entre eles, seguindo as regras básicas de conduta ou trabalhar com máscara de protecção na face.

As instituições médicas e pessoal médico têm prioridade absoluta para a Porsche no que toca a equipamentos de protecção. A empresa está a reunir equipamento como parte da iniciativa “Porsche helps” e está também a doar dinheiro a hospitais, assim como bancos alimentares; o orçamento para doações foi aumentado em cinco milhões de euros.

«Será necessária uma grande dose de esforço para voltar a colocar os sistemas sociais e económicos em movimento. Todos têm de contribuir para isto», afirma Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG.

«É importante ter uma atitude positiva. Todas as crises oferecem oportunidades. E nós queremos fazer o máximo delas», acrescentou. A empresa parou inicialmente a produção nas suas duas fábricas no dia 21 de Março de 2020 por um período de duas semanas e agora anunciou que irá avaliar a situação continuadamente. Devido aos estrangulamentos na cadeia global de fornecimento, as fábricas mantiveram-se fechadas por um período total de seis semanas porque a produção não era possível.

Em complemento à suspensão da produção, a Porsche decidiu também na altura implementar outras medidas de restrição. Estas irão manter-se até indicação em contrário para aliviar a carga nas infra-estruturas das fábricas: isto significa que o aumento do nível de “teletrabalho” irá continuar nas áreas indirectas e as reuniões serão asseguradas por vídeo ou telefone. A proibição de viagens profissionais irá manter-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: