“Pole” de Nick Cassidy decidida por 0,008 segundos

Primeiro grupo da qualificação viu a sessão ser interrompida, logo nos primeiros minutos, em consequência do violento embate do brasileiro Sérgio Sette Câmara (Penske) no muro…

PERO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Apesar de não terem sido os mais rápidos no seu grupo de qualificação, o neo-zelandês Nick Cassidy (Envision) e o belga Stoffel Vandoorne (Mercedes) estiveram no duelo que decidiu a “pole position” para a primeira corrida na “cidade que não dorme”. O neo-zelandês levou a melhor por 0,008 segundos”, depois de ter estado quase toda a volta atrás dos tempos do belga.

O neerlandês Robin Frijns (Envision) e o brasileiro Lucas Di Grassi (Venturi) foram os mais rápidos nas respectivas séries, mas acabaram por não conseguir chegar à final, com o neerlandês a ficar pelo caminho no primeiro confronto, diante do alemão Pascal Wehrlein (Porsche), enquanto o brasileiro era afastado da final, pelo piloto da Mercedes.

O primeiro grupo da qualificação viu a sessão ser interrompida, logo nos primeiros minutos, em consequência do violento embate do brasileiro Sérgio Sette Câmara (Penske) no muro, o que deixou o carro mal tratado e muitos destroços no asfalto.

O português António Félix da Costa (DS), que tinha sido o mais rápido no segundo treino livre, não foi além do quinto tempo, na sua sessão, a segunda, e vai partir da 10.ª posição da grelha, ao lado do suíço Edoardo Mortara (Venturi), que comanda o campeonato.

Grelha de partida1.ª linha: Nick Cassidy (Envision), 1’08,980”; Stoffel Vandoorne (Mercedes), 1’08,988”; 2.ª linha: Lucas Di Grassi (Venturi), 1’09,959”; Pascal Wehrlein (Porsche), 1’10,515”; 3.ª linha: Sébastien Buemi (Nissan), 1’12,661”; Alexandre Sims (Mahindra), 1’13,220”; 4.ª linha: Robin Frijns (Envision), 1’14,799”; Sam Bird (Jaguar), 1’14,998”; 5.ª linha: Edoardo Mortara (Venturi), 1’09,777”; António Félix da Costa (DS), 1’12,464”. Alinham mais 12 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.