Pietro Fittipaldi e Jack Aitken no GP Sakhir

A Fórmula 1 está de regresso este fim-de-semana para a segunda de duas corridas no Bahrein, desta vez o Grande Prémio de Sakhir, com algumas saídas e entradas a marcar o encerramento de uma temporada atípica.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Uma semana depois, a Fórmula 1 regressa ao traçado do Bahrain onde, no passado domingo, apanhou o maior susto dos últimos anos, em consequência do violento despiste do francês Romain Grosjean (Haas/Ferrari). A viatura pegou fogo, “furou” os “rails” de protecção, mas o piloto conseguiu sair do meio das chamas depois de intermináveis segundos de pânico de todos quantos presenciavam as imagens.

As repetições do acidente, pela televisão, a última no momento em que os pilotos regressavam aos carros para a corrida recomeçar, levou o australiano Daniel Riccardo a manifestar o seu descontentamento por considerar que aquele não era o momento para o fazer.

A imediata consequência do acidente é a estreia do italiano Pietro Fittipaldi, neto Emerson Fittipaldi, piloto de reserva da equipa norte-americana, na Fórmula 1, com Romain Grosjean ausente este fim-de-semana no Abu Dhabi, mas a não esconder a vontade de voltar à acção na corrida que encerra a mais atípica temporada da disciplina.

Para além da ausência de Romain Grosjean, a segunda corrida do traçado do Médio Oriente fica marcada pela ausência do campeão do mundo e vencedor da corrida de domingo, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) por ter acusado positivo num teste ao Covid-19.

Apesar de se sentir bem, Lewis Hamilton vai ficar de quarentena e será o seu compatriota George Russell, piloto da Williams, a substitui-lo que, por sua vez, será rendido pelo anglo-coreano Jack Aitken, piloto da Campos Racing na F2, que, tal como Pietro Fittipaldi, fará a estreia na F1.

Ao contrário do que sucedeu noutros traçados onde houve mais de uma corrida, desta vez o percurso é diferente, mais curto e mais rápido, esperando-se que o tempo por volta seja inferior a um minuto, uma vez que será percorrida a versão mais externa do traçado do circuito.

Face à ausência de Lewis Hamilton, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) e o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) perfilam-se como os mais sérios candidatos ao triunfo, restando saber se alguém consegue provocar uma surpresa.

HAAS COM NOVOS PILOTOS

Ainda antes do final do campeonato ficou a saber-se que a Haas, em 2021, contará com uma nova dupla de pilotos, em substituição do dinamarquês Kevin Magnussen e do francês Romain Grosjean, desejoso de poder correr, domingo que vem, no Yas Marina, no Abu Dhabi, para não abandonar a F1, em consequência do grave acidente sofrido no domingo.

Serão o russo Nikita Mazepin, terceiro no Campeonato de F2, e o alemão Mick Schumacher a substituírem a dupla franco-dinamarquesa na equipa americana.

Outra saída confirmada é a do russo Daniil Kvyat, que será substituído, na Red Bull, pelo japonês Yuki Tsunoda, “protegido” da marca de bebidas energéticas e da Honda, que fornece as unidades propulsores utilizadas pela Red Bull.

PROGRAMA DO GP SAKHIR

O Grande Prémio de Sakhir arranca na sexta-feira (4 de Dezembro), com duas sessões de treinos livres, a primeira entre as 13h30 e as 15h00, sendo que a segunda decorre entre as 17h30 e as 19h00.

No sábado, os pilotos regressam à pista para mais uma sessão de treinos, marcada para as 14h00. Será uma sessão com uma hora, como é regra, e que antecede a qualificação, com início às 17h00. Já no domingo, as luzes vermelhas apagam-se quando forem 17h10, momento que marca o arranque do Grande Prémio do Bahrain

4 DE DEZEMBRO (SEXTA-FEIRA)

13h30/15h00 – Treinos livres

17h30/19h00 – Treinos livres

5 DE DEZEMBRO (SÁBADO)

14h00/15h00 – Treinos livres

17h00/18h00 – Qualificação

6 DE DEZEMBRO (DOMINGO)

17h10 – Corrida do Grande Prémio de Sakhir 2020

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º Lewis Hamilton, 332 pontos; 2.º Valtteri Bottas, 201; 3.º Max Verstappen, 189; 4.º Daniel Ricciardo, 102; 5.º Sérgio Perez, 100; 6.º Charles Leclerc, 98; 7.º Lando Norris, 86; 8.º Carlos Sainz, 85; 9.º Alexander Albon, 85; 10.º Pierre Gasly, 71; 11.º Lance Stroll, 59; 12.º Esteban Ocon, 42; 13.º Sebastian Vettel, 33; 14.º Daniil Kvyat, 26; 15.º Nico Hulkenberg, 10; 16.º Kimi Raikkonen, 4; 17.º Antonio Giovinazzi, 4; 18.º Romain Grosjean, 2; 19.º Kevin Magnussen, 1.

CONSTRUTORES – 1.º Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 533 pontos; 2.º Aston Martin Red Bull Racing, 274; 3.º McLaren F1 Team, 171; 4.º BWT Racing Point F1 Team, 154; 5.º Renault DP World F1 Team, 144; 6.º Scuderia Ferrari, 131; 7.º Scuderia Alpha Tauri Honda, 97; 8.º Alfa Romeo Racing ORLEN, 8; 9.º Haas F1 Team, 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *