Peugeot Sport regressa às provas de resistência

Após ter desvendado os primeiros esboços do seu Hypercare as características da sua mecânica LMH, a Peugeot Sport ultrapassa um terceiro marco ao anunciar a lista dos sete pilotos que irão defender as suas cores no Campeonato do Mundo FIA de Endurance (FIA WEC) e nas 24 Horas de Le Mans.

(auto.look2010@gmail.com)

Ao longo das suas carreiras, os sete pilotos partilharam momentos intensos, tanto no mundo da Fórmula 1 como no das provas de resistência. Foram companheiros de equipa e adversários, mas também cúmplices nas suas vidas diárias e na sua preparação desportiva.

A endurance é uma disciplina implacável onde o factor humano é predominante. É essencial ter um espírito de equipa sem falhas para se poder completar uma corrida, antes mesmo de se considerar alcançar uma vitória.

A partir deste ano de 2021, a formação de seis pilotos titulares e de um de reserva/simulador irá contribuir para o desenvolvimento do Hypercar, bem como para as diversas etapas de construção do programa, com as equipas da Peugeot Sport.

«É essencial existir um vínculo entre todos os protagonistas do projecto. Para além da performance, colocámos, aquando dos nossos critérios de selecção e durante as entrevistas que realizámos, muita ênfase nos vínculos entre cada um, no seu estado de espírito – na sua capacidade de trabalhar em conjunto, de união, de estímulo e na capacidade de puxar pela equipa. Esse factor humano é essencial nas provas de “endurance”. Também foi essencial que nos demonstrassem as suas motivações, ao assumir este compromisso como uma prioridade e não apenas como uma simples etapa nas suas carreiras», sublinha Jean-Marc Finot, director do Programa.

Para serem seleccionados e escolhidos, estes sete pilotos foram, sobretudo, avaliados por critérios de desempenho em eventos do WEC, mas também das categorias ELMS e IMSA.

«Olhámos para todos os campeonatos de resistência dos últimos cinco anos. O resultado “bruto” em corrida não foi o elemento essencial, sendo que também estudámos a velocidade, a consistência e fiabilidade de um grande número de condutores. Queríamos uma composição que se complementasse e que fosse eclética, misturando jovens talentos e pilotos experientes, mas também pilotos conhecidos pelas suas qualidades de desenvolvimento, em especial na vertente da hibridização», referiu Olivier Jansonnie, director-técnico da Peugeot Sport.

Complementando os respectivos compromissos que têm em diversos campeonatos este ano, os sete pilotos oficiais da Peugeot irão contribuir, diariamente, para a evolução do projecto, com vista à realização de uma primeira sessão de treinos no final de 2021.

OS SETE PILOTOS MAGNÍFICOS

LoïcDuval, França (38 anos)

Vencedor do FIA WEC &das 24Horas deLeMans / Campeão de Fórmula Nippon & Campus

Kevin Magnussen, Dinamarca (28 anos)

118 partidas na Fórmula 1 / Campeão de Fórmula Ford & Renault 3.5

Jean-Eric Vergne, França (30 anos)

58 partidas na Fórmula 1 / 2 títulos de Fórmula E / Campeão de Fórmula 3 & Campus

Paul di Resta, Escócia (34 anos)

59 partidas na Fórmula 1 / Vencedor das 24 Horas de Le Mans, categoria LMP2 / Campeão da Fórmula 3 Euroseries / Campeão do DTM

MikkelJensen, Dinamarca (26 anos)

Campeão do ADAC Formule Masters / Campeão do ELMS, categoria LMP3

Gustavo Menezes, EUA (26 anos)

Vencedor do FIA WEC e das 24Horas de Le Mans, categoria LMP2

James Rossiter, Inglaterra (37 anos)

Piloto de reserva / simulador; experiência em monolugares (Super Fórmula), em endurance (Super GT & LMP2) & piloto de testes e de reserva na Fórmula 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *