Peugeot lançou a nova versão do modelo 208

Em 2020, o modelo já vai competir em dois troféus monomarca da marca francesa do leão, em que os responsáveis a esperam que a nova versão do 208 domine a quarta categoria de ralis. A apresentação internacional decorreu junto à Capela de Nossa Senhora do Viso, situada no concelho de Celorico de Basto, distrito de Braga.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: RICARDO OLIVEIRA / ATWORLD / PEUGEOT SPORT

A Peugeot Sport, ramo desportivo da marca automóvel francesa, lançou a nova versão do modelo 208, com a expectativa de continuar a ter o melhor carro de Rally 4, a quarta categoria mais importante de ralis. O distribuidor dos veículos desportivos Peugeot na Península Ibérica, José Pedro Fontes, realçou que a anterior versão do 208 era a «referência» da categoria, designada R2 antes das alterações decretadas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), e foi «o maior sucesso de vendas de sempre» nos ralis – mais de 450 unidades –, razões pelas quais pretendem manter o estatuto.

«O carro foi feito para ser o melhor carro de Rally 4 a nível mundial, à semelhança do seu antecessor. Queremos continuar a ser referência na categoria, tanto em performances, como em fiabilidade e vendas», disse, à margem da apresentação internacional do veículo, junto à Capela de Nossa Senhora do Viso, situada no concelho de Celorico de Basto, distrito de Braga.

O motor do novo Peugeot 208, com três cilindros de 1,2 litros e 208 cavalos, dispõe de turbo comprimido, característica que o diferencia da versão anterior, com «motor atmosférico», acrescentou o também piloto, que se sagrou campeão nacional de ralis em 2015 e 2016, ao volante de um modelo DS3 da Citröen, marca que, tal como a Peugeot, faz parte do grupo económico PSA.

Em 2020, o automóvel já vai competir em dois troféus monomarca da Peugeot, a 208 Rally Cup, em França, e a Rally Cup Ibérica, cuja terceira edição seguida, com seis etapas, vai começar no Vodafone Rali de Portugal, etapa do campeonato do mundo da categoria principal (vai passar a designar-se Rally 1), entre 21 e 24 de Maio, revelou José Pedro Fontes.

Nessa competição ibérica da Peugeot, os cerca de 20 pilotos inscritos vão competir exactamente com a mesma versão do 208, pelo que a diferença classificativa vai resultar da sua qualidade de condução e da qualidade da “afinação”” pelas equipas que os acompanham, acrescentou o responsável.

Além de apresentado, o Peugeot 208 foi testado num dos troços que já integrou o Vodafone Rali de Portugal, com o piloto espanhol Éfren Llarena, campeão europeu de juniores em 2019 com Sara Fernández na navegação, a afirmar que a nova versão supera a anterior.

«O carro anterior tinha motor atmosférico e obrigava o piloto a ir ao limite. Este é mais fácil de conduzir. Além disso, os travões e a suspensão traseira são mais estáveis. Com o anterior, a traseira oscilava muito ao travar», frisou o piloto de 24 anos, natural de Burgos, na comunidade autónoma de Castela e Leão.

Éfren Llarena revelou ainda que, em 2020, pretende competir nos campeonatos da Europa, júnior e geral, da categoria Rally 2, ao volante de uma marca da PSA.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação