Pedro Almeida estreia Peugeot 208 Rally4

Piloto de Famalicão, co-pilotado por Hugo Magalhães, regressa a Castelo Branco para iniciar mais um capítulo na sua carreira desportiva e que tem como objectivo, até final do ano, estar envolvido em 10 ralis.

(auto.look2010@gmail.com)

«É tempo de recomeçar tudo de novo e voltar ao ponto de partida». É desta forma que Pedro Almeida e Hugo Magalhães olham para o retomar da competição, que acontece no próximo fim-de-semana em Castelo Branco. A dupla vai ter ainda esta semana o primeiro contacto com a nova viatura – o Peugeot 208 Rally4 – uma estreia absoluta do carro em competição e por isso tudo será novo.

«Foi uma longa paragem, há as condições excepcionais da corrida em resultado da pandemia e há um novo carro, onde ainda não fizemos quilómetros e que vamos ter de rapidamente nos adaptar para fazer o rali», começou por dizer o piloto de Famalicão.

«Desde o final de Fevereiro que estamos sem competir e embora eu e o Hugo (Magalhães) nos tenhamos preparado com algum trabalho físico e específico, vai ser sempre uma corrida de expectativa e de perceber o que pode dar o rali conforme ele vai decorrendo», acrescentou.

Pedro Almeida e Hugo Magalhães vão testar o novo Peogeot 208 Rally4 esta quarta-feira para um primeiro contacto que será crucial para perceber que afinações podem ser feitas para Castelo Branco.

«O carro chega esta semana e vamos fazer um teste e analisar com os engenheiros da The Racing Factory o que é possível fazer em termos de setup. Já sabemos que será uma adaptação progressiva e que apenas depois de se iniciar a contagem do cronómetro vamos conseguir perceber o ritmo que podemos imprimir», diz Pedro Almeida.

Castelo Branco marca o regresso do Campeonato de Portugal de Ralis, depois da interrupção do calendário após o Rali Serras de Fafe e Felgueiras: «Tivemos de reformular tudo o que havíamos planeado. Vamos fazer os quatro ralis da Peugeot Iberian Cup, as provas do calendário nacional e depois vamos ainda incluir a participação no Rali da Calheta e fazer o Rali de Roma e dos Açores, que pontuam para o ERC.

Pedro Almeida diz que o principal objectivo é o de elevar o nível competitivo: «Tínhamos definido esta temporada a realização de um conjunto de provas para somar experiências de condução. Serão bem menos que tudo o que tínhamos programado mas vamos aproveitar para tirar o máximo partido das provas que podemos realizar», concluiu o piloto famalicense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: