Paulo Neto Sport: Cadaval apadrinha projecto

Paulo Neto e Vítor Hugo, piloto e navegador Cision, que dão as boas-vindas a mais um parceiro na equipa, Adriano Vicente e Filhos (AVF) que se dedica ao comércio de mármores e granitos, vão alinhar no Rali do Cadaval num Skoda Fabia R5 na qualidade se “carro de segurança”

(auto.look2010@gmail.com)

O ano de 2019 ainda não terminou e a dupla Paulo Neto e Vítor Hugo vai já começar a preparar o ano de 2020, onde contam estar novamente no Campeonato de Portugal de Ralis, desta feita ao volante de um Skoda Fabia R5.

Depois de oito anos ao volante de um Citroën DS3 R3T Max, Paulo Neto e Vítor Hugo vão dar um passo em frente na sua carreira, passando a dispor de um competitivo Skoda Fabia R5, uma viatura que é o expoente máximo dos ralis a nível nacional.

«Já há dois anos que começamos a avaliar a possibilidade de passarmos de um Duas Rodas Motrizes (2RM) para uma viatura melhor, pelo que o passo natural era um carro da categoria R5, de quatro rodas motrizes, e que está no topo em termos de viaturas admitidas para o Campeonato de Portugal de Ralis», sublinha Paulo Neto, explicando que «surgiu a oportunidade de adquirir um Skoda Fabia R5, com muito material suplente, pelo que decidimos avançar já com a ideia de podermos montar um projecto totalmente novo para a próxima temporada, do qual ainda não podemos adiantar muitos pormenores, ao volante de um carro bem mais competitivo e que é, no fundo, a aspiração de qualquer piloto em termos de evolução na carreira».

O momento é de começar a preparar a adaptação ao novo carro. Paulo Neto referiu que vai «fazer os primeiros quilómetros, como “Carro de Abertura”, ou seja, de carro “0” no Rali do Cadaval, que se realiza na Serra de Montejunto, no próximo dia 23». «O objectivo é só mesmo fazer quilómetros ao volante do novo carro, de modo a ficar a conhecer o seu comportamento, preparando também a nossa presença no Rali das Camélias, que vencemos à geral em 2018», sustentou

Obviamente que a expectativa de conduzir um Skoda Fabia R5 «é muito grande, mas quero fazer uma evolução gradual, sem pressas e dentro das minhas possibilidades, de modo a poder desfrutar ao máximo esta experiência, pois será seguramente o melhor carro de ralis que já conduzi na minha carreira. Quero agradecer a entrada de mais um parceiro na equipa, a Adriano Vicente e Filhos (AVF), que se dedica ao comércio de mármores e granitos, que assim reforçará o nosso projecto para o futuro», replicou Paulo Neto, da Paulo Neto Sport, que conta com os parceiros Weber, Baxi, Dominó, Listor, Italbox, Quantinfor, AVF, Total, Vitarte, Peçintra e Cision.

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação