Ott Tänak: “Reiniciar em folha de papel em branco”

O jovem piloto sagrou-se campeão do mundo de Pilotos pela Toyota mas vinculou-se, logo a seguir, à Hyundai Motorsport, campeã mundial de Construtores. Para o estónio, que venceu o primeiro título no WRC, mas o novo ano significa que recomeçar a partir de uma folha de papel em branco…

(auto.look2010@gmail.com)

O estónio Ott Tänak, campeão de pilotos do Campeonato Mundial de Rally da FIA (WRC), juntou-se à Hyundai Motorsport e actual campeã de Construtores para integrar a temporada de 2020. Ott Tänak e o navegador Martin Järveoja deslocaram-se à fábrica da Hyundai Motorsport em Alzenau que antecedeu a um teste na região de Sisteron, em França, com o Hyundai i20 Coupe WRC, com o qual irão iniciar a prova inaugural no Rallye de Monte-Carlo, que ocorrerá de 23 a 26 de Janeiro.

O piloto estónio juntar-se-á ao belga Thierry Neuville para uma

temporada completa, enquanto o espanhol Dani Sordo e o francês Sébastien Loeb vão partilhar uma terceira viatura ao longo de 2020. A três semanas de distância da prova inaugural, Ott Tänak respondeu a todas s questões colocadas por Q&A.

– Quais foram as primeiras impressões sobre a Hyundai Motorsport desde que entrou para a equipa?

– Eu achei a equipa extremamente apaixonada e focada. Nós partilhamos a mesma fome e as mesmas aspirações. Estou realmente ansioso para começar a nossa temporada no Rali de Monte Carlo.

– Visitou a fábrica em Alzenau para um ajuste da bacquet, teve a oportunidade de conhecer toda a gente?

– No curto espaço de tempo que tivemos, começámos imediatamente a trabalhar e estivemos sempre muito ocupados. Todos nos deram o seu total apoio. Ainda tenho muitos membros da equipa para conhecer, mas isto é normal no início de uma nova relação.

– Como foi o seu primeiro teste com o Hyundai i20 Coupe WRC?

– Fiquei positivamente surpreendido e senti-me bem no carro. Cada carro tem a sua própria personalidade, mas até agora posso dizer que o Hyundai i20 Coupe WRC é um conjunto forte e completo. Temos mais alguns dias de testes antes do Rali de Monte Carlo, e estaremos prontos para o primeiro desafio.

– Que processo se segue quando se muda de equipa?

– Nunca é fácil mudar de equipa, pois há muito trabalho a fazer. Primeiro, para conhecer as pessoas, depois – é claro – para nos sentirmos confortáveis no carro, enquanto nos adaptamos a diferentes condições. Temos trabalhado de perto com a equipa para estar na melhor forma possível para Monte Carlo.

– Quais são os seus objectivos imediatos e a longo prazo?

– Acabámos de ganhar nosso primeiro título no WRC, mas um novo ano significa que recomeçamos a partir de uma folha de papel em branco. Darei toda a minha experiência à equipa e, juntos, trabalharemos no duro para defender os nossos títulos, o meu e da equipa. No Rali de Monte Carlo procuro sempre um início consistente, para começar a temporada com uma boa sensação. Depois, tudo é possível. Tenho uma equipa forte atrás de mim, por isso vamos lutar muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: