Ott Tanak na frente com o Toyota Yaris WRC

O estónio terminou o primeiro dia do Rali de Monte Carlo, prova de abertura do campeonato do mundo da especialidade, na liderança, com 9,1 segundos de vantagem sobre o campeão mundial, o francês Sébastien Ogier (Citroën C3 WRC).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Ott Tanak e Martin Jarveoja, em Toyota Yaris WRC

Cumpridas as duas primeiras especiais das 16 que compõem a prova monegasca, o estónio Ott Tanak, aos comandos de um Toyota Yaris WRC, comanda o Rali de Monte Carlo, prova de abertura do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), com 9,1 segundos de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier, ao volante de um Citroën C3 WRC.

Mais rápido na especial de abertura, Ott Tanak assumiu o comando da prova e conservou-o na segunda classificativa (20,59 km), apesar de não ter ido além do quarto lugar.

Bom começo do inglês Kris Meeke (Toyota Yaris WRC), na estreia do volante do carro nipónico, que começou por ser o mais rápido no “shakedown” e registou o segundo tempo no primeiro troço, mas a ver-se relegado para sétimo, em consequência de um furo na segunda prova de classificação.

Sébastien Ogier e Julien Ingrassia, em Citroën C3 WRC

Bom regresso do campeão do mundo, o francês Sébastien Ogier (Citroën C3 WRC), à marca francesa, a terminar o dia no segundo lugar, a menos de 10 segundos do comandante, com o carro francês a mostrar uma competitividade pouco vista o ano passado, como o demonstra o quarto lugar do finlandês Esapekka Lappi (Citroën C3 WRC), que faz a estreia na marca francesa.

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupé WRC), mais rápido na segunda especial, onde tirou partido de ter utilizado pneus sem pregos, depois de ter perdido tempo na especial anterior, é terceiro, “entalado” entre os dois homens da marca francesa, e o melhor do construtor sul-coreano, com o regressado Sébastien Loeb (Hyundai i20 Coupé WRC), que faz a estreia ao volante do carro da marca sul-coreana, a terminar o dia no oitavo lugar, a quase um minuto de Ott Tanak, mas à frente do norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 Coupé WRC), o terceiro homem da equipa.

Thierry Neuville e Nicolas Gilsoul, em Hyundai i20 Coupé WRC

A prova começou mal para a marca oval, que viu o finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC) sair da estrada, ainda na fase inicial da classificativa de abertura, o que deixa o galês Elfyn Evans como único representante da marca da oval no lote dos 10 primeiros.

Mais sorte teve o finlandês Kalle Rovampera (Skoda Fabia R5), que também saiu da estrada na primeira classificativa, mas que pode contar com o auxílio do público para regressar à estrada e prosseguir em prova, mesmo perdendo 25 minutos para os mais rápidos.

O finlandês, um dos mais sérios candidatos à vitória entre os RC2, perdeu as hipóteses de chegar à vitória e é o francês Yoann Bonato (Citroën C3 R5) que comanda a categoria.

CLASSIFICAÇÃO NO FINAL DA 1.ª ETAPA

1.º Ott Tanak/Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC), 26m33,0s

2.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Citroën C3 WRC), a 9,1”

3.º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupé WRC), a 14,3”

4.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (Citroën C3 WRC), a 45,2”

5.º Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla (Toyota Yaris WRC),a 46,4”

6.º Elfyn Evans/Scott Martin (Ford Fiesta WRC), a 48,2”

7.º Kris Meeke/Sebastian Marshall (Toyota Yaris WRC), a 53,8”

8.º Sébastien Loeb/Daniel Elena (Hyundai i20 Coupé WRC), a 55,2”

9.º Andreas Mikkelsen/Andres Jaegger (Hyundai i20 Coupé WRC), a 59,6”

10.º Pontus Tidemand/Ola Floene (Ford Fiesta WRC), a 1’59,4”

ETAPA DESTA SEXTA-FEIRA

Os concorrentes voltam esta sexta-feira à estrada para cumprir uma dupla passagem pelas especiais de Valdrôme – Sigottier (20,04 km), Roussieux – Laborel (24,05 km) e Curbans – Piégut (18,47 km).

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação