Opel Mokka: mais apelativo e novos motores

A Opel continua a aumentar a sua oferta e, depois de ter anunciado o novo Opel Mokka-e, apresenta o novo Mokka com motores de combustão interna da mais recente geração.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Apesar de ter mais 2,0 mm de distância entre eixos, o novo Mokka é 12,5 cm mais curto que a versão anterior, tendo o comprimento de 4,15 m, mas é o primeiro modelo a apresentar o novo “rosto” da marca e o painel de instrumentos totalmente digitalizado da próxima geração: o Opel Vizor e o Opel Puré Panel.

Alongado, no sentido horizontal, o painel de instrumentos integra dois ecrans panorâmicos, com os “designers” da marca, para evitarem distracções aos condutores, a manterem as teclas convencionais para controlo das funções essenciais.

Na versão GS Line, a Opel propõe uma versão mais desportiva do Mokka, que inclui um friso especial vermelho que acompanha o perfil do tejadilho, a nova frente Vizor em preto brilhante, elementos decorativos e emblemas exteriores em preto, tecido especifico nos bancos dianteiros, inserções em vermelho no tabliet, jantes de liga leve, com acabamento em preto e pintura bicolor com tejadilho e capot em preto.

A nova versão do Mokka dispõe de Programador de Velocidade Avançada e sistema de Posicionamento Activo na Faixa de Rodagem, faróis LED à frente e atrás, travão de estacionamento eléctrico, reconhecimento de sinais de trânsito e câmara traseira panorâmica, de 180º.

Graças ao trabalho efectuado pelos engenheiros em Russelsheim a nova versão “emagreceu” 120 kg, em relação ao modelo anterior, o que contribui para o tornar mais ágil e dinâmico e consumir menos energia, seja na versão eléctrica, seja nas que utilizam motores 1.2 Turbo a gasolina cujas potências são de 100 cv e 130 cv, que no primeiro caso pode ser equipado com uma transmissão manual de seis velocidades e no segundo com a mesma caixa ou com uma automática de oito, podendo as passagens ser feitas accionando as patilhas colocadas no volante. Está, ainda, disponível uma motorização 1.5 Diesel, que debita 110 cv.

O novo Mokka está equipado com o alerta de colisão frontal com travagem automática de emergência e detecção de peões, que funciona a partir dos 5 km/h, com o sistema a accionar um aviso sonoro e apresentar um mensagem no painel de instrumentos, com o sistema de travagem a ficar preparado para uma travagem de emergência que pode levar a uma imobilização completa, desde que se rode abaixo dos 30 km/h, velocidade acima da qual a mesma é reduzida mas o condutor tem de travar activamente.

O programador de velocidade adaptativo mantêm a distância para o veículo da frente, funcionando entre os 30 e os 180 km/h, mas não excederá a velocidade programada.

Novidade são os faróis IntelliLux de matriz LED com 14 elementos, que permite conduzir sempre “em máximos”, mas que desliga, de forma automática, sempre que se cruza com outro veículo, para evitar o encadeamento de quem roda em sentido contrário.

Para Michael Lohschelle, CEO da Opel, «o novo Opel Mokka engloba tudo o que a marca representa no presente e no futuro, sendo divertido de conduzir, inovador e reflecte os nossos valores: uma marca emocionante, sociável e alemã. Os nossos clientes podem escolher a motorização que mais se adequa às suas necessidades, seja na versão eléctrica ou com os novos motores que são super-eficientes».

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: