Oliveira em 18.º em Jerez fora dos pontos

Miguel Oliveira não foi além do 18.º posto no Grande Prémio de Espanha em Jérez la Frontera e não conseguiu qualquer ponto. O piloto português terminou à frente do seu colega de equipa mas este foi um fim-de-semana para esquecer para a KTM Tech 3.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Pela segunda vez, em quatro corridas, o português Miguel Oliveira (KTM) ficou fora dos pontos, com o piloto a considerar que «tivemos um fim-de-semana muito difícil e nunca tivemos velocidade para acompanhar a concorrência».

Contudo, amanhã, terá lugar uma sessão de testes e Miguel Oliveira está confiante «porque vamos experimentar várias novidades e é de crer que com as modificações que foram feitas e que serão testadas seja possível começar a subir na classificação, que é o que todos queremos».

Na corrida de MotoGP, o espanhol Marc Marquez (Honda) assegurou a vitória e ascendeu ao comando do campeonato, com um ponto de avanço sobre o seu compatriota Alex Rins (Suzuki), que foi segundo à frente de Maverick Viñales (Yamaha), que completou o pódio todo espanhol, numa corrida em que nos quatro primeiros lugares ficaram motos de outros tantos construtores.

O italiano Fabio Quartararo (Yamaha), que tinha alcançado a “pole”, a primeira na disciplina, foi traído pela caixa de velocidades e ficou pelo caminho, enquanto Miguel Oliveira nunca saiu do fundo do pelotão e só terminou à frente do seu colega de equipa na Tech3, o malaio Hafizh Syahrin, com os pilotos a da equipa oficial da marca austríaca o espanhol Pol Espargaro e o francês Johann Zarco a serem, respectivamente 13.º e 14.º, numa clara confirmação que a KTM continua longe da concorrência, com os testes de amanhã a puderem ajudar à sua evolução.

Em Moto2, o italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex) averbou a terceira vitória em quatro corridas e confirmou que é o mais sério candidato à conquista do título da categoria, com os espanhóis Jorge Navarro (Speed Up) e Augusto Fernandez (Kalex).

A corrida começou com um acidente, logo na primeira curva, que envolveu o australiano Remy Gardner (Kalex), o espanhol Alex Marquez, indiano Ekky Pratama (Honda) e o italiano Marco Bezzecchi (KTM), com o australiano e o indiano a passarem pelo centro médico e com a corrida a ser interrompida de imediato.

Na segunda partida, Augusto Fernandez saiu na frente, mas Lorenzo Baldassarri depressa impôs a sua lei, com Jorge Navarro, que largou mal, para recuperar até ao segundo lugar.

Em Moto3, o italiano Niccolò Antonelli (Honda), que não vencia desde a corrida no Qatar, em 2016, regressou às vitórias, ao bater em cima da meta o japonês Tatsuki Suzuki (Honda) e o italiano Celestino Vietti (KTM) depois de mais uma corrida em que as trocas de posições foram uma constante.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez (Honda), 25 voltas (110,575 km), em 41’08,685” (161,2 km/h); 2.º, Alex Rins (Suzuki), a 1,654”; 3.º, Maverick Viñales (Yamaha), a 2,443”; 4.º, Andrea Dovizioso (Ducati), a 2,804”; 5.º, Danilo Petrucci (Ducati), a 4,748; 6.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 7,547”; 7.º, Franco Morbidelli (Yamaha), a 8,228”; 8.º, Cal Crutchlow (Honda), a 10,052”; 9.º Takaaki Nakagami (Honda), a 10,274”; 10.º, Stefan Bradl (Honda), a 13,402”; …; 18.º, Miguel Oliveira (KTM), a 41,570”. Classificou-se mais um piloto

MOTO2 – 1.º, Lorenzo Baldassarri (Kalex), 15 voltas (66,345 km), em 25’33,841” (155,7 km/h); 2.º, Jorge Navarro (Speed Up), a 0,359”; 3.º, Augusto Fernandez (Kalex), a 1,091”; 4.º, Thomas Luthi (Kalex), a 2,428”; 5.º, Brad Binder (KTM), a 3,767”; 6.º, Xavi Vierge (Kalex), a 4,955”; 7.º, Tetsuta Nagashima (Kalex), a 7,342”; 8.º, Luca Marini (Kalex), a 8,026”; 9.º, Nicolo Bulega (Kalex), a 8,571”; 10.º, Iker Lecuona (KTM), a 10,235”. Classificaram-se mais 15 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Niccolò Antonelli (Honda), 22 voltas (97,306 km), em 39’30,327” (147,7 km/h); 2.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 0,242”; 3.º, Celestino Vietti (KTM), a 0,305”; 4.º, Aron Canet (KTM), a 0,472”; 5.º, Albert Arenas (KTM), a 0,563”; 6.º, Kaito Toba (Honda), a 1,133”; 6.º, Jakub Kornfeil (KTM), a 1,187”; 8.º, Lorenzo Dalla Porta (Honda), a 1,291”; 9.º, Ai Ogura (Honda), a 1,430”; 10.º, Andrea Migno (KTM), a 1,441”. Classificaram-se mais 13 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 70 pontos; 2.º, Alex Rins, 69; 3º, Andrea Dovizioso, 67; 4.º, Valentino Rossi, 61; 5.º, Danilo Petrucci, 41; 6.º, Maverick Viñales, 30; 7.º, Jack Miller, 29; 8.º, Takaaki Nakagami, 29; 8.º, Cal Crutchlow, 27; 10.º, Franco Morbidelli, 25; …; 17.º, Miguel Oliveira, 7. Estão classificados mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º, Lorenzo Baldassarri, 75 pontos; 2.º, Thomas Luthi, 58; 3.º, Marcel Schrotter, 48; 4.º, Jorge Navarro, 44; 5.º, Remy Gardner, 38; 6.º, Alex Marquez, 36; 7.º, Luca Marini, 35; 8.º, Augusto Fernandez, 27; 9.º, Enea Bastianini, 26; 10.º, Brad Binder, 25. Estão classificados mais 15 pilotos.

MOTO3 – 1.º Aron Canet, 58 pontos; 2.º, Niccolò Antonelli, 57; 3.º, Jaume Masia, 45; 4.º, Kaito Toba 41; 5.º, Lorenzo Dalla Porta, 40; 6.º, Celestino Vietti, 36; 7.º, Andrea Migno, 29; 8.º, Darryn Binder, 26; 9.º, Toby Arbolino, 26; 10.º, Gabriel Rodrigo, 24. Estão classificados mais 11 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda 76 pontos; 2.º, Ducati, 70; 3.º, Suzuki, 69; 4.º, Yamaha, 67; 5.º, Aprilia, 22; 6.º, KTM, 21

MOTO2 – 1.º, Kalex, 100 pontos; 2.º, Speed Up, 49; 3.º, KTM, 28; 4.º, NTS, 7; 5.º, MV Augusta, 5

MOTO3 – 1.º, KTM, 82 pontos; 2.º, Honda, 79

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Mission Winnow Ducati, 108 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha, 91; 3.º, Repsol Honda Team, 81; 4.º, Team Suzuki Ecstar, 77; 5.º, LCR Honda, 56; 6.º, Petronas Yamaha SRT, 42; 7.º, Pramac Racing, 38; 8.º, Red Bull KTM Factory Racing, 28; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 24; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 7; 11.º, Real Avintia Racing, 2

MOTO2 – 1.º, Flexbox HP40, 115 pontos; 2.º, Dynavolt Intact GP, 106; 3.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 55; 4.º, HDR Heidrum Speed Up, 53; 5.º, EG 0,0 Marc VDS, 52; 6.º, SKY Racing Team VR46, 42; 7.º, Italtrans Racing Team, 42; 8.º, Red Bull KTM Ajo, 27; 9.º, American Racing KTM, 19; 10.º, Federal Oil Gresini Moto2, 19; 11.º, Tasca Racing Scuderia, 8; 12.º, NTS RW Racing GP, 8; 13.º, Idemitsu Honda Team Asia, 6; 14.º, MV Augusta Idealavoro, 5; 15.º, Petronas Sprinta Racing, 3.

MOTO3 – 1.º, SIC58 Squadra Corse, 80 pontos; 2.º, Bester Capital Dubai, 74; 3.º, Leopard Racing, 64; 4.º, Sterilgarda Max Racing Team, 58; 5.º, Honda Team Asia, 58; 6.º, Sky Racing Team VR46, 50; 7.º, Sama Qatar Angel Nieto Team, 40; 8.º, VNE Snipers, 33; 9.º, CIP Green Power, 26; 10.º, Kommerling Gresini Moto, 24; 11.º, Petronas Sprinta Racing, 21; 12.º, Redox PruestelGP, 15; 13.º, Estrela Galicia 0.0, 14; 14.º, Boe Skull Rider Mugen, 3

PRÓXIMA PROVA – SHARK Helmets Grand Prix de France, dia 19 de Maio, no Circuito de Le Mans.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação