Ogier oferece 100.ª vitória à Citroën no WRC

À grande e à francesa. Assegurar a centésima vitória no WRC e logo na primeira ronda da temporada, principalmente num evento icónico como o Rali de Monte-Carlo, foi motivo de regozijo de toda a equipa gaulesa.

(auto.look2010@gmail.com)

Sébastien Ogier e Julien Ingrassia sagraram-se vencedores do Rali de Monte-Carlo com a mais curta diferença de tempo de sempre na prova. Para a história não fica apenas o triunfo da dupla francesa, uma vez que a felicidade tem outro semblante. A Citroën Racing, que festejou com pompa e circunstância a vitória dos seus mais recentes “reforços”, foi contemplada com a conquista do seu centésimo triunfo no WRC logo no arranque do ano em que também celebra o seu centenário.

Aos comandos de um Citroën C3 WRC, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia tiveram de suplantar as mais diversas adversidades para celebrar mais um sucesso, atacando os derradeiros 13,58 quilómetros da prova monegasca, que totalizava quase 324 quilómetros e com apenas quatro décimos de avanço, requeria muito sangue-frio.

Ainda mais, quando um problema no pedal do acelerador vem perturbar a concentração no habitáculo. Com seis títulos mundiais no activo, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia são mestres na gestão deste tipo de situações, carregadas de adrenalina e, no Rali de Monte Carlo, deram, mais uma vez, provas disso mesmo.

Autores do segundo melhor tempo nesta última especial desenhada entre La Cabanette e Col de Braus, os franceses arrebataram, com 2,2 segundos de vantagem, a sua sétima vitória no Principado – a sua sexta vitória consecutiva no rali –, logo na sua estreia com o C3 WRC. Este resultado torna-os também co-recordistas no que respeita ao número de vitórias nesta prestigiada prova, e confirma também que Sébastien e Julien estão já em total sintonia com a sua nova “montada”.

«Não tomámos nada por garantido. A última etapa, em especial, foi muito enervante e difícil devido ao nosso pequeno problema com o acelerador, que manteve o carro em aceleração constante, mesmo em travagem. A equipa deu-nos boas indicações e conseguimos improvisar a reparação no troço de ligação por estrada. De seguida, esforçámo-nos com toda a nossa energia e, no final, deu todo certo», afirmou, satisfeito, Sébastien Ogier.

«Foi um fim-de-semana muito intenso, uma luta constante, mas conseguimos alcançar a vitória. Obviamente que estamos orgulhosos deste resultado nesta nossa primeira prova com o C3 WRC, principalmente porque, como referi várias vezes, este rali é, para mim, o mais especial de todos. E, assim, foi também possível celebrar o centenário da Citroën em grande estilo. Por outras palavras, não podíamos desejar um melhor início nesta nossa primeira prova de regresso à equipa», concluiu o piloto do Citroën Total WRT.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação