Nuno Gonçalves ingressa na Lousãmotos

O campeão nacional de da categoria Verdes 3 e Verdes Absoluto vai continuar no Campeonato Nacional de Enduro mas com outra “roupagem”: O piloto de Condeixa, que permanece na defesa das cores do Góis Moto Clube, trocou a Sherco pela Honda e vai integrar a equipa Lousãmotos, sob a orientação de António Henriques.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

O Pai Natal chegou com alguns dias de antecedência ao sapatinho de Nuno Gonçalves. O piloto de Condeixa não vai defender em 2020 os títulos de Verdes 3 e Verdes Absoluto, dado que vai transitar para a classe Elite do Campeonato Nacional de Elite e aos comandos de uma Honda preparada pela Lousãmotos Honda Redmoto. Trata-se do virar de página de Nuno Gonçalves que, na próxima época, terá à disposição uma moto da marca nipónica a 4 tempos, ficando para trás um ano de muitas alegrias, quer no capítulo pessoal, como no campo desportivo.

As vitórias no Enduro são como o golo, ou seja, o sal do futebol. No entanto, Nuno Gonçalves, que conquistou algumas vitórias em 2019, encontrou no regresso à competição a pimenta: «Obviamente que as vitórias são importantes, mas o que me fez verdadeiramente feliz foi voltar a competir, reencontrar velhos amigos e a diversão que sinto ao andar de moto. Nove anos passaram fora da competição e quase que tinha esquecido de como tudo isto é bom», sublinhou Nuno Gonçalves.

O piloto do Góis Moto Clube não esquece as dificuldades, «que também foram muitas», e os escassos recursos, «mas os que tive foram, efectivamente, muito especiais, dado que foram pessoas que acreditaram em mim, mesmo estando fora da competição desde 2010». «Até por isso tenho um enorme sentimento de gratidão por todos aqueles que me apoiaram e ajudaram. Para eles o meu muito obrigado», acentuou.

Apear de embalado com as palavras de reconhecimento, Nuno Gonçalves não omite importantes apoios e agradecimentos extensíveis «à minha mulher, familiares e amigos que nunca deixaram de me acompanhar, proporcionando-me momentos de puro companheirismo e fraternidade», retorquiu.

Em 2020, o condeixense Nuno Gonçalves vai ter pela frente sete provas, iniciando esta odisseia a 25 e 26 de Janeiro, em Vila Nova de Santo André, prosseguindo a 15 e 16 de Fevereiro, no Peso da Régua. Nos dias 7 e 8 de Março, será a vez do Góis Moto Clube organizar a terceira prova do Campeonato Nacional, com o calendário a prosseguir em Fafe, nos dias 4 e 5 de Abril. Nos dias 16 e 17 de Maio, pilotos e máquinas viajam até Águeda e, à semelhança deste ano, Marco de Canaveses encerra a temporada, com a competição do Motor Clube do Marco a ter lugar nos dias 20 e 21 de Junho.

Refira-se, por outro lado, que cabe ao Motor Clube do Marco a realização da etapa do Campeonato do Mundo de Enduro, mas de 17 a 19 de Abril.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação