Novo duelo Red Bull-Ferrari no Azerbaijão

As ruas de Baku, capital do Azerbeijão, sucedem às de Monte Carlo, como palco de mais uma prova do Campeonato do Mundo de F1, com a vantagem de serem mais largas e permitirem mais locais de ultrapassagem, ao contrario do que sucede no traçado monegasco.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Vencedor em Monte Carlo, sendo o terceiro vencedor em sete corridas, o mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda) chega a Baku com a moral em alta, tanto mais que a Red Bull fez saber que não haverá ordens aos seus pilotos, pelo que o mexicano pode aspirar a repetir o triunfo.

À partida tudo parece apontat para mais um duelo Red Bull – Ferrari, cujos pilotos ocupan quatro das cinco primeiras posições do campeonato, com o inglês George Russell (Mercedes) a tirar partido de ser o único do quinteto a pontuar em todas as provas para ocupar o quarto lugar, com um ponto de vantagem sobre o espanhol Carlos Sainz (Ferrari).

Com nove pontos a separá-los depois de terem vencido seis das sete corridas efectuadas o neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) deverão voltar a ser protagonistas na luta pela “pole position”, menos importante que em Monte Carlo, e pela vitória, embora os seus colegas de equipa possam ir “tirar as castanhas do lume”, como sucedeu como mexicano na prova anterior.

No caso da Red Bull fica a curiosidade de saber se a equipa conseguiu, no espaço de tempo que mediou entre as duas provas, resolver o problema com o DRS do carro do neerlandês, enquanto no caso da Ferrari a expectativa é a de saber se a equipa não comete erros estratégicos, como sucede una corrida anterior.

A incógnita é o desempenho da Mercedes, cujos os problemas de ondulação ainda não estão totalmente resolvidos e que se acentuam em traçados citadinos, onde o piso não é tão regular como nos circuitos convencionais.

Até agora George Russell tem conseguido neutraliazar de forma mais eficaz que o seu compatriota, Lewis Hamilton (Mercedes), esses problemas, o que se traduz numa vantagem de 34 pontos para o primeiro no eterno duelo com o companheiro de equipa, que é sempre o mais importante.

Na luta pela vitória no segundo pelotão, a Mercedes vai ter a oposição, em particular do inglés Lando Norris (McLaren/Mercedes) e do finlandés Vallteri Bottas (Alfa Romeo/Ferrari) que têm estado de forma consistente na luta por essa posição.

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Max Verstappen, 125 pontos; 2.º, Charles Leclerc, 116; 3.º, Sergio Perez, 110; 4.º, George Russell, 84; 5.º, Carlos Sainz, 83; 6.º, Lewis Hamilton, 50; 7.º, Lando Norris, 48; 8.º, Valtteri Bottas, 40; 9.º, Esteban Ocon, 30; 10.º, Kevin Magnussen, 15; 11.º, Daniel Riccardo, 11; 12.º, Yuki Tsunoda, 11; 13.º, Fernando Alonso, 10; 14.º, Pierre Gasly, 6; 15.º, Sebastian Vettel, 5; 16.º, Alexander Albon, 3; 17.º, Lance Stroll, 2; 18.º, Guaynu Zhou, 1.

CONSTRUTORES – 1.º, Oracle Red Bull Racing, 235 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 199; 3.º, Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 134; 4.º, McLaren F1 Team, 59; 5.º, Alfa Romeo F1 Team Orlen, 41; 6.º, BWT Alpine F1 Team 40; 7.º, Scuderia AlphaTauri, 17; 8.º, Haas F1 Team, 15; 9.º, Aston Martin, 7; 10.º, Williams Racing, 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.