Nove segundos separam os três primeiros…

O estónio Ott Tanäk venceu a superespecial de Lousada e chega ao fim do primeiro dos três dias do Vodafone Rally de Portugal na liderança da prova. O britânico Elfyn Evans é segundo e o espanhol Dani Sordo, terceiro.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA

Quando tudo indicava que o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupé WRC) ia terminar o dia no comando do Vodafone Rally de Portugal, a degradação dos pneus levou-o a perder tempo e a ceder o comando para Ott Tanak (Hyundai i20 Coupé WRC).

O piloto estónio terminou a etapa inaugural da prova portuguesa do Mundial de Ralis com nove segundos de avanço sobre o espanhol, com o inglês Elfyn Evans (Toyota Yaris WRC) a intrometer-se entre os dois homens da marca sul-coreana.

O facto da prova portuguesa ser a primeira em piso de terra e da Pirelli ter rendido a Michelin como fornecedora de pneus, fez com que as escolhas acabassem por não ser as ideiais, com os pilotos a queixarem-se do excessivo desgaste. Uma situação traduzida em alguns furos e com Dani Sordo não esconder, à saída de Lousada, que a preocupação era não furar até à Exponor, onde os carros serão reparados para o duro dia deste sábado.

Talvez por ter poupado os pneus, Sébastien Ogier (Toyota Yaris WRC), penalizado por abrir a estrada, que esteve a mais de 40 segundos do primeiro lugar, recuperou e vai partir para o segundo dia da competição com 24 segundos de atraso para Ott Tanak. O piloto francés parte de uma posição mais confortável, pelo que a sexta vitória na prova lusa volta a ser possível, depois de ter parecido muito difícil de isso acontecer.

Nos RC2, a Volkwagen, a pesar de não estar envolvida a nível oficial, o finlandés Esapekka Lappi (VW Polo GTi R5) e o russo Nikolay Gryazin (VW Polo GTi R5) ocupam as duas primeiras posições e a fechar o lote dos 10 primeiros, com o polaco Kajetan Kajenatowicz (Skoda Fabia Rally2 Evo) a ser o mais rápido na Super Especial de Lousada, onde o público pode aplaudir os seus ídolos.

ARMINDO ARAÚJO E LUÍS RAMALHO VENCEM PARA O CAMPEONATO

Em termos de Campeonato de Portugal, cujos pontos são atribuidos no final do dia desta sexta-feira, Armindo Araújo (Skoda Fabia Rall2 Evo) levou a melhor sobre a concorrência e ascendeu ao comando do campeonato.

O piloto tirsense tem agora quatro pontos de vantagem sobre Ricardo Teodósio (Skoda Rally2 Evo), terceiro dos portugueses, atrás de Bernardo Sousa (Skoda Fabia R5) autor de uma excelente prova que, graças ao segundo lugar no rali, ascendeu ao derradeiro lugar do pódio do campeonato.

«Foi um dia quase perfeito e alcançamos os nossos objectivos, que era vencer e ascender ao comando do campeonato, mas para o fazermos tivemos que fazer uma gestão cuidada dos pneus. Amanhã, sem as preocupações do campeonato vamos continuar para nos divertirmos e tentar ser, uma vez mais, a melhor dupla portuguesa», referiu Armindo Araújo.

A ETAPA DE AMANHÃ (SÁBADO)

A etapa deste sábado é a mais extensa, começando com uma dupla passagem pelas especiais de Vieira do Minho (20.64 km – 8h08 e 14h38), Cabeceiras de Basto (22,37 km – 9h08 e 15h38) e Amarante (37,92 km – 10h24 e 16h54), que pela sua extensão pode provocar mudanças na classificação com o dia a terminar com a Super Especial do Porto-Foz (3,30 km – 19h03) uma das novidades da prova.

8.ª PC – LOUSADA (3,36 KM)

1.º Ott Tanak/Martin Jarveoja (Hyundai i20 Coupé WRC), 2’31,4”

2.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), 2’32,7”

3.º Gus Greensmith/Chris Patterson (Ford Fiesta WRC), 2’34,5”

4.º Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota Yaris WRC), 2’34,7”

5.º Takamoto Katsuta/Daniel Barritt (Toyota Yaris WRC), 2’34,8”

6.º Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC), 2’35,3”

7.º Dani Sordo/Borja Rozada (Hyundai i20 Coupé WRC), 2’37,4”

8.º Adrien Fourmaux/Renaud Jamoul (Ford Fiesta WRC), 2’37,5”

9.º Kajetan Kajetanowicz/Maciej Szczepaniak (Skoda Fabia Rally2 Evo), 2’38,1 (1.º R2)

10.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (VW Polo GTi R5), 2’38,4”

18.º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), 2’40,0”

21.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia Rally2 Evo), 2’40,9”

23.º Bernardo Sousa/Vítor Calado (Skoda Fabia R5), 2’41,4”

27.º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai NG I20), 2’44,5”

28.º Paulo Neto/Vítor Hugo (Skoda Fabia R5), 2’49,7”

CLASSIFICAÇÃO GERAL, APÓS OITO ESPECIAIS

1.º Ott Tanak/Martin Jarveoja (Hyundai i20 Coupé WRC), 1’22’35,0”

2.º Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota Yaris WRC), a 6,0”

3.º Dani Sordo/Borja Rozada (Hyundai i20 Coupé WRC), a 9,0”

4.º Takamoto Katsuta/Daniel Barritt (Toyota Yaris WRC), a 15,4”

5.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC), a 24,0”

6.º Kalle Rovampera/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC), a 28,9”

7.º Gus Greensmith/Chris Patterson (Ford Fiesta WRC), a 1’02,3”

8.º Adrien Fourmaux/Renaud Jamoul (Ford Fiesta WRC), a 1’33,5”

9.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (VW Polo GTi R5), a 3’34,9” (1.º RC2)

10.º Nikolay Gryazin/Konstantin Aleksandrov (VW Polo GTi R5), a 3’37,1”

19.º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 6’07,9”

21.º Bernardo Sousa/Vítor Calado (Skoda Fabia R5), a 6’21,9”

25.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia Rally2 Evo), a 7’30,5”

27.º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai NG I20), a 8’00,3”

28.º Paulo Neto/Vítor Hugo (Skoda Fabia R5), a 11’13,0”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *