Nikolay Gryazin testou em Miranda do Corvo

Depois de dois testes na Serra do Marão, no Norte do país, a equipa russa Sporst Racing Technologies transferiu-se de malas e bagagens para o território de Miranda do Corvo para testar o Škoda Fabia R5 tendo em vista o Vodafone Rali de Portugal.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: JOSÉ MOURA

Portugal tem sido, nas últimas semanas, o destino de eleição das equipas que vão fazer parte do pelotão de mais uma dição do Vodafone Rali de Portugal, na estrada de 30 de Maio a 2 de Junho. Esta segunda-feira, o piloto russo Nikolay Gryazin e o compatriota Jaroslau Fedorov evoluíram na zona das eólicas, na região de Vila Nova, em Miranda do Corvo, exigindo bastante do Škoda Fabia R5 para o ajustar aos requisitos dos pisos do Norte e Centro do país.

O jovem piloto de 22 anos, filho do também piloto Stavislav Gryazin e irmão de Vasiliy Gryazin, também ele um piloto reconhecido, progrediu numa especial preparada para o efeito pelo algarvio João Luz. Depois de tanto porfiar, Nikolay Gryazin, que terminou no lugar intermédio do pódio da categoria WRC 2 no Rali da Córsega, separado somente por 3,9 segundos da formação vencedora, na circunstância a italiana Andolfi Fabio e Scattolin Simone, também num Škoda Fabia R5, viu-se obrigado a terminar devido a um contratempo.

«O terceiro dia da nossa sessão de testes tendo em vista a prova do WRC do Rali de Portugal acabou um pouco mais cedo do que o esperado. Foi um dia marcado por muita chuva, nevoeiro e com o piso excessivamente escorregadio, muito à semelhança do Rali da Grã-Bretanha. No entanto, o dia terminou prematuramente depois de termos atingido uma pedra numa curva mais apertada e danificar bastante o radiador», sublinhou o jovem piloto russo.

Refira-se que Nikolay Gryazin e Jaroslau Fedorov vão estar à partida do Vodafone Rali de Portugal e sair da Porta Férrea, em Coimbra, cidade onde vão permanecer de 30 para 31 de Maio.

Depois do excelente resultado conquistado no Rali da Córsega, marcado pelo primeiro pódio no WRC 2 numa prova totalmente disputada em pisos de asfalto, resta agora à formação russa Sporst Racing Technologies manter a confiança em alta para abordar as exigentes especiais em pisos de terra da etapa portuguesa. Para hoje está agendado mais um dia de teste e, a julgar pelo desenvolvimento que a dupla russa cumpriu nas sessões anteriores, estamos perante mais um desempenho de grande actividade por parte de Nikolay Gryazin e Jaroslau Fedorov.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação