Ni Amorim avaliou desporto motorizado na CDP

Presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) participou no plenário de emergência promovido pela Confederação do Desporto de Portugal, aproveitando a oportunidade para apresentar a actual situação do desporto motorizado, manifestando o regresso à competição ainda no decorrer do próximo Verão.

(auto.look2010@gmail.com)

Foi por vídeo-conferência que teve lugar o plenário de emergência promovido pela Confederação do Desporto de Portugal que reuniu 75% dos presidentes das Federações Desportivas e onde Ni Amorim apresentou a actual situação do desporto motorizado.

Este plenário visou apresentar também um plano estratégico de emergência para a recuperação do desporto nacional contornando e vencendo os desafios levantados pelo novo coronavírus Covid-19.

Foram apresentadas múltiplas medidas e validadas pela esmagadora maioria, as quais serão apresentadas oportunamente pela Confederação do Desporto de Portugal (CDP). O objectivo é a recuperação do desporto nacional, mas também, a elevação a um patamar de superior desenvolvimento. Todos os presidentes foram ouvidos e Ni Amorim fez questão de referir as suas preocupações relativamente a este período conturbado que todos vivemos.

 

«Procurei evidenciar a realidade do desporto automóvel nacional neste momento, as preocupações financeiras sobretudo dos clubes associados e de pilotos e equipas que fizeram avultados investimentos para garantirem programas desportivos. Para além disso a preocupação quanto à data de um possível regresso à competição e em que condições. A CDP está agora a preparar um documento que servirá de base a uma actuação conjunta e concertada de todas as federações desportivas e que certamente será o ponto de partida para conseguirmos reerguer aquilo que a pandemia destruiu», sustentou o presidente da FPAK.

Para além desta reunião, a FPAK preparou ainda um documento a pedido da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto onde apresenta, de forma clara e concisa, as medidas restritivas necessárias do estado de emergência para que de forma faseada e progressiva, seja possível o regresso do nosso desporto ao activo. A FPAK espera que desta forma seja possível um regresso à competição ainda no decorrer do Verão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: