Neuville formaliza Wydaeghe para a Finlândia

Depois de ter terminado o Rali de Monte Carlo na terceira posição, Thierry Neuville aprovou o desempenho do seu novo navegador, o compatriota Martijn Wydaeghe, confirmando-o para o Rali do Arctico, na Finlândia, na estrada de 26 a 28 de Fevereiro.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Poucos dias antes da prova monegasca, o piloto belga justificou-se que não foi possível encontrar um acordo com o Nicolas Gilsoul para a temporada de 2021 do Campeonato do Mundo de Rali (WRC), decidindo-se pela colaboração com Martijn Wydaeghe. Refira-se que a remuneração dos navegadores é efectuada pelos pilotos e não pelas equipas, terminando assim a colaboração que permanecia há 10 anos.

Com Martijn Wydaeghe no banco da direita do Hyundai i20 Coupe WRC da equipa oficial Hyundai Shell Mobis WRT, o belga Thierry Neuville superou o desafio no Rali de Monte Carlo e os índices de confiança e tranquilidade ampliaram.

O piloto natural de Sankt Vith destacou o quão satisfeito estava com o desempenho de Martijn Wydaeghe, sublinhando que será o seu navegador no Rali do Arctico, na região finlandesa da Lapónia, às portas da casa do Pai Natal, decidindo favoravelmente, ou não, a troca de navegador a sensivelmente a meio da temporada.

Recorde-se que Thierry Neuville e Nicolas GIlsoul estiveram juntos desde a segunda ronda do Intercontinental Rally Challenge (IRC) em 2011 e ganharam a primeira prova, a Volta à Córsega, com um Peugeot 207 S2000 na segunda saída juntos.

No ano seguinte, esta dupla passou para o WRC com o Citroën Junior Team. No Mundial de Ralis lograram o triunfo por 13 vezes, a primeira aconteceu no Rali da Alemanha, em 2014. Já a mais recente foi Rali de Monte Carlo, o ano passado.

Enquanto isso, Martijn Wydaeghe tem desenvolvido a arte de navegar com a Hyundai Motorsport, tendo feito equipa com Craig Breen no Rali de Monza de 2019, assim como desempenhou o papel de navegador de Guillaume de Mévius – filho de Gregoire de Mévius – no mesmo ano e ao longo de sete provas no WRC2 no habitáculo de um Citroën C3 R5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *