Nestor Girolami partiu na frente garantiu a vitória

Piloto argentino não deu a mínima hipótese no traçado francês de Pau, relegando para a posição secundária o compatriota Esteban Guerrieri. O francês Yvan Muller ocupou o lugar mais baixo do pódio, atrás dos sul-americanos, ambos em Honda Civic.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Nestor Girolami e Esteban Guerrieri, ambos em Honda Civic

Num traçado onde as ultrapassagens são quase impossíveis, os argentinos Nestor Girolami e Esteban Guerrieri, ambos em Honda Civic, partiram da primeira linha da grelha e não tiveram dificuldade em controlar a corrida.

O primeiro terminou a primeira volta, com quase dois segundos de avanço sobre o seu compatriota para, a partir daí, manterem as posições, à frente do francês Yvan Muller (Lynk & Co 03), terceiro na grelha e ocupante do derradeiro lugar do pódio.

Até duas voltas do fim o francês Nathaniel Brethon (Audi RS3 LMS) manteve o quarto lugar ocupado à partida, mas um “toque” afectou o comportamento do carro e o francês acabou por cair para 16.º.

Tiago Monteiro (Honda Civic)

O português Tiago Monteiro (Honda Civic), que largou da 15.ª posição da grelha, arrecadou o derradeiro ponto ao terminar no local de partida, depois de ter caído para o fim do pelotão, quando a meio da corrida não evitou um pião.

Tudo aconteceu na Curva da Estação, mas o portuense recuperou posições, em consequência da paragem do sueco Thed Bjork (Lynk & Co 03), que esteve algum tempo parado na “box” a preparar o carro para a segunda corrida, de Nathanael Brethon e do húngaro Atilla Tassi (Honda Civic), seu companheiro de equipa, que parou na “box”, na penúltima volta.

De assinalar que Tiago Monteiro fez a quarta volta mais rápida da corrida, atrás do inglês Robert Huff (Cupra Leon Competition), Nathanael Brethon e Atilla Tassi, o que quer dizer que o carro está competitivo, depois da má qualificação da véspera.

Classificação – 1.º Nestor Girolami (Honda Civic), 23 voltas (63,480 km), em 32’03,148” (120,3 km/h); 2.º Esteban Guerrieri (Honda Civic), a 1,239”; 3.º Yvan Muller (Lynk & Co 03), a 2,314”; 4.º Yann Erhlacher (Lynk & Co 039, a 2,991”; 5.º Ma Qinghua (Lynk & Co 03), a 6,001”; 6.º Mikel Azcona (Hyundai Elantra N), a 6,285”; 7.º Santiago Urrutia (Lynk & Co 03), a 7,149”; 8.º Gilles Magnus (Audi RS3 LMS), a 10,280”; 9.º Norbert Michelisz (Hyundai Elantra N), 11,178”; 10.º Mehdi Bennani (Audi RS3 LMS), a 11,634”; …; 15.º Tiago Monteiro (Honda Civic), a 30,658”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.