Nestor Girolami já lidera WTCR na Hungria

O WTCT está de regresso ao asfalto com o piloto argentino a terminar a primeira sessão de treinos na Hungria com o melhor registo. Já o português Tiago Monteiro ocupou o 12.º lugar, depois de ter começado em bom ritmo.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Foi na derradeira volta ao traçado do Hungaroring, que o argentino Nestor Girolami (Honda Civic) ascendeu ao topo da tabela de tempos, sendo o único a chegar ao segundo “52”, numa sessão de treino em que 16 dos 23 pilotos presentes cabem no mesmo segundo.

O argentino, que tinha sido o mais rápido nos primeiros minutos da sessão, viu o uruguaio Santigo Urrutia (Lynk & Co) passar a maior parte do treino no topo da tabela de tempos, à frente do espanhol Mikel Azcona (Cupra Leon). Contudo, na sua derradeira saída para a pista, conseguiu regressar ao lugar que já tiha sido seu, com 0,126 segundos de vantagem sobre o seu mais directo perseguidor.

O português Tiago Monteiro (Honda Civic) começou bem e, nos primeiros minutos, esteve atrás do argentino, mas à medida que a sessão foi decorrendo as modificações feitas no carro não foram eficazes.

Com as operações efectuadas foi perdendo posições para terminar o treino no 12.º lugar, à frente do francês Jean-Karl Verney (Hyundai Elantra), que comanda o campeonato.

CALENDÁRIO ALTERADO

A pandemia continua a condicionar o desporto automóvel e o WTCR não é excepção, tendo perdido as corridas marcadas para a China, Coreia do Sul e Macau.

A necessidade de manter as 16 corridas previstas levou a organização a encontrar alternativas e a refazer o calendário conseguindo-o com a entrada dos traçados de Most (República Checa), a 10 de Outubro, Pau (França) a 17 de Outubro e Sochi (Rússia), a 28 de Novembro, estando por definir a data da corrida no circuito de Adria (Itália), que foi adiada, que deverá ter lugar entre as provas agendadas para França e Rússia.

Tempos do treino – Nestor Girolami (Honda Civic), 1’52,995”, Santiago Urrutia (Lynk & Co 03), 1’53,121”; Mikel Azcona (Cupra Leon), 1 53,137”; Yann Ehrlacher (Lynk & Co 03), 1’53,157”; Nathanael Berthon (Audi RS3 LMS), 1’53,167”; Gilles Magnus (Audi RS3 LMS), 1’53,223”; Thed Bjork (Lynk & Co 03), 1’53,357”; Robert Huff (Cupra Leon), 1’53,368”; Attila Tassi (Honda Civic), 1’53,451”; Frédéric Vervisch (Audi RC3 LMS), 1’53,494”; …; Tiago Monteiro (Honda Civic), 1’53,636”. Treinaram mais 11 pilotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *