Nasser Al-Aattiyah sofre sanção de 3 minutos

O piloto do Qatar, tinha sido segundo classificado no final da terceira etapa do Dakar, sofreu uma penalização de 3 minutos e baixou para a quinta posição na tirada, mantendo, no entanto, a vice-liderança em termos gerais, mas agora a 7m55s de Carlos Sainz.

CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

A terceira etapa do Dakar ficou marca por várias “aventuras e peripécias”, desde a mudança de líderes nas principais categorias da prova disputada na Arábia Saudita. O piloto do qatari, Nasser Al-Aattiyah, que terminou a tirada na segunda posição, atrás do espanhol Carlos Sainz, viu a sua prestação ser penalizada em 3 minutos, caindo para quinto.

Desta forma, o polaco Jakub Przygonski (Mini) ascendeu a segundo na etapa e o saudita Yazir Seaidan (Mini) a terceiro, com o espanhol de Oviedo, Fernando Alonso (Toyota Hilux) a terminar na quarta posição.

Quanto à classificação geral, Nasser Al-Attiyah permanece na segunda posição, mas a penalização sofrida coloca-o um pouco mais longe da liderança assumida hoje por Carlos Sainz (Mini), com o madrileno a usufruir agora de uma vantagem de 7m55s.

Ao que tudo indica, Carlos Sainz, que cedeu a liderança no WayPoint do quilómetro 200 para Nasser Al-Attiyah, recuperou o tempo perdido para liderar no controlo seguinte, que nunca mais largou até ao fim da tirada. Tratou-se de um episódio que, no entanto, motivou a penalização ao príncipe do Qatar, já que este provocou algum incómodo a Carlos Sainz ao longo de vários quilómetros após a segunda neutralizada (km 297).

O piloto espanhol, bem como o navegador e compatriota Lucas Cruz, lançaram avisos de ultrapassagem, mas Nasser Al-Attiyah não acatou a “admoestação” proveniente do Mini, acabando por sofrer as consequências pelos comissários desportivos.

Refira-se que o regulamento do Dakar estabelece que, caso um veículo seja alcançado por outro e assim que receber três avisos de ultrapassagem do mesmo concorrente num período de tempo menor ou igual a 45 segundos, deve fazer efectuar todos os procedimentos para que a ultrapassagem seja efectuada.

Perante esta situação, os comissários desportivos verificaram os GPS do sentinel (sistema de segurança) e, por via disso, decidiram impor três minutos de sanção ao piloto do Qatar.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação