N5 RMC Motorsport regressa com seis provas

A empresa Caboalles de Abajo assume a competição depois de um ano atípico, mantendo o apoio da Michelin, Pagid Racing Import e Panta Fuel que, mais uma vez, serão os patrocinadores e fornecedores oficiais de pneus, peças sobressalentes e combustível. Em jogo estão 72 mil euros em prémios a distribuir pelos concorrentes.

(auto.look2010@gmail.com)

A temporada de 2020 tem sido um ano difícil para a competição. A Covid-19 atingiu fortemente o desporto motoizado, mas agora é a hora de olhar para o futuro com optimismo, com a RMC Motorsport a quer manter o seu compromisso com a competição e é por isso que este ano está de volta a Taça RMC N5, na qual será sua terceira edição e mantendo uma de suas marcas: combinar asfalto e saibro.

A Taça N5 RMC 2021 arranca em Junho com a prova do Campeonato Espanhol de Ralis na província da Corunha. A Terra da Auga – Rally Camiño de Santiago, intimamente ligado à história da RMC, prova que marcou o início do Beka R2 RMC em 2014 e que já fazia parte da Copa RMC N5 em 2019, que teria que ser seguido pelo Rallye Reino de León, que estava programado para acontecer duas semanas depois, mas que finalmente foi adiado para a parte final do super-campeonato espanhol.

A RMC Motorsport mantém o seu compromisso com o evento ATK Motorsport que, assim, que tiver nova data, será incluída na Taça RMC N5. Desta forma, a segunda prova do ano será, de novo, na Galiza, com o Rally de Ourense-Ourense Termal, sendo a primeira prova de asfalto. Já o Rally Princesa das Astúrias – Cidade de Oviedo, marcará a metade do 2021 RMC N5 Cup no final do Verão.

Em Outubro, os RMC Motorsport N5 regressam para o Rally da Cidade de Pozoblanco Gravel, nos dias 23 e 24, seguindo-se o La Nucía – Rally Mediterrâneo, última ronda do Campeonato de Espanha, em asfalto, com a discussão dos últimos pontos do RMC 2021 N5 Cup.

Além disso, RMC Motorsport não marca o Madrid RallyShow (no Circuito de Jarama) como um teste obrigatório para os participantes, mas aqueles que decidirem ir terão direito a prémios em dinheiro, desde que tenham participado pelo menos mais uma corrida.

À semelhança das edições de 2018 e 2019, graças ao apoio dos patrocinadores, a N5 RMC Cup 2021 terá prémios em dinheiro, distribuindo 10.500 euros por cada corrida entre os seis mais rápidos. Prémios que irão desde os 3.000 euros para o vencedor, a 500 euros para o sexto classificado, com prémios intermédios de 2.500, 2.000, 1.500 e 1.000 euros, respectivamente.

Além disso, no encerramento do Campeonato Espanhol de Ralis em Espanha, serão distribuídos mais 6.000 euros de prémios de 2.500, 1.500, 1.200, 900 e 400 euros para os cinco primeiros classificados em Jarama. Haverá, também, um prémio adicional de 3.000 euros para ser entregue ao vencedor absoluto do Troféu N5 do Campeonato Espanhol de Rally, que participe nos eventos que não pontuam para a taça.

Em cada uma das corridas da 2021 RMC N5 Cup, os pontos serão distribuídos entre os 10 primeiros colocados (15, 12, 10, 8, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto) e, como o S-CER, terá uma distribuição extra no Timed Section Plus de cada prova: 3, 2 e 1 pontos, respectivamente, para os três mais rápidos naquele troço, nomeados pela organização do rali.

Enquanto isso, haverá outra distribuição extra de um ponto para o vencedor entre os participantes da taça na segunda ou última passagem pelas secções que se repetem (desde que não sejam o TC +). Um sistema de pontuação a partir do qual os participantes retêm os cinco melhores resultados, podendo descontar o seu pior resultado ou não participar numa das marcações do calendário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *