Mundial de SBK mais 3 anos em Portimão

Paulo Pinheiro, CEO do Autódromo Internacional do Algarve, é um homem particular feliz com a continuidade do “Mundial” de Superbike no traçado algarvio, continuando a ser o principal evento e o maior do motociclismo em Portugal.

(auto.look2010@gmail.com)

Foi em dia quente, típico no Algarve, em pleno mês de Agosto e debaixo da frescura proporcionada pelas árvores no Jardim 1,º Dezembro que foi oficialmente anunciada a continuação do Campeonato do Mundo Superbike no asfalto do Autódromo Internacional do Algarve (AIA) até ao ano de 2022. Uma renovação onde além das entidades oficiais directamente envolvidas em todo o processo, marcaram igualmente presença três pilotos do campeonato, o campeão em título e líder do mundial 2019 Jonathan Rea, o segundo classificado, Álvaro Bautista e, também, Eugene Laverty, embaixador da prova portuguesa e ex-piloto da formação da Parkalgar. Um momento especial para todos os envolvidos e também para Paulo Pinheiro, CEO do Autódromo Internacional do Algarve.

«Estou feliz e orgulhoso por continuarmos a ter o “Mundial” Superbike por mais três anos, continuando a ser o nosso principal evento e o maior do motociclismo em Portugal. O campeonato tem vindo a crescer nos últimos anos, e os próximos três serão ainda mais animados. O “Mundial” de Superbike para nós é como uma família e junto competimos neste paddock durante sete anos com resultados fantásticos», começou por referir Paulo Pinheiro, um homem que nunca vira a cara à luta.

«Temos grandes recordações e para nós é fantástico podermos continuar a fazer parte deste campeonato. Para a nossa cidade, região e país este é o maior evento do desporto motorizado com exposição mediática global e mais de 40.000 espectadores no paddock ao longo do fim‑de‑semana», sublinhou ainda o CEO do Autódromo Internacional do Algarve.

«Durante o ano, com vários testes e eventos atingimos mais de 90 dias de pista só com motos, e isto mostra como é importante o “Mundial” de Superbike, confirmando o seu impacto económico. Estamos desejosos dos próximos três anos mas neste momento o foco é fazer com que o evento de 2019 seja maior e melhor que nunca, com a ajuda da Dorna, equipas, pilotos e todos os fans», afirmou Paulo Pinheiro.

Capital Europeia do Desporto em 2019, a cidade de Portimão continuará assim a acolher o “Mundial” de Superbikes, evento de importância maior também para Portugal.

«É uma notícia fantástica saber que o maior evento do desporto motorizado em Portugal vai continuar a realizar-se em Portimão no ano em que somos a Cidade Europeia do Desporto. Ficamos não apenas orgulhosos mas é também um compromisso para continuarmos a ser parceiros activos do Autódromo Internacional do Algarve e reconhecer o forte impacto do evento na economia local», referiu a presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, num sentimento igualmente partilhado pelo presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes.

«O turismo desportivo tem vindo a crescer nos últimos 20 anos e é o meu desejo que continue a crescer no Algarve em velocidade de competição. Chegou o momento para que o Algarve seja reconhecido como o melhor destino de turismo desportivo graças ao seu clima ameno, boas infra-estruturas e hospitalidade», sustentou João Fernandes.

Com lugar marcado no calendário desde 2008 as Superbike vão continuar a ter o Algarve como destino de uma das suas provas e também de testes de preparação, como aquele que decorre este fim‑de‑semana no Autódromo Internacional do Algarve.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação