Mudança de líderes na Africa Eco Race

O francês Yves Fromont (Buggy) conquistou hoje a liderança da Africa Eco Race, depois de vencer a terceira de 12 especiais, entre Mhamid a Assa, num dia em que os irmãos Fernando e Nuno Barreiros se voltaram a atrasar-se.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Depois de só terem concluído a segunda etapa nos rebocados, tendo chegado às 5h00 ao acampamento, pouco antes do arranque da jornada desta quinta-feira, Fernando e Nuno Barreiros (Isuzu) continuam em prova, tendo terminado a especial, com um Sector Selectivo de 497 quilómetros, em 50.º.

Recorde-se que, esta quarta-feira, Fernando Barreiros partiu a transmissão dianteira do Isuzu, aquando da passagem por uma duna e, depois, houve uma fuga no diferencial traseiro que o levou a ser rebocado até ao acampamento por um camião da organização.

Ao contrário do que sucedeu esta quarta-feira, quando os camiões dominaram, hoje foi o francês Yves Fromont (Buggy) a ser o mais rápido no Sector Selectivo e ascender ao comando, com escassos 53 segundos de avanço sobre o húngaro Miklos Kovacs (Scania), desalojado do comando da prova. Patrick Martin é terceiro, a 1m03s.

DUELO ENTRE O ITALIANO

E NORUEGUÊS NAS DUAS RODAS

Nas motos assiste-se a um duelo entre o italiano Alessandro Botturi (Yamaha), que regressou ao comando da prova, depois de ter sido o mais rápido no Sector Selectivo, e o norueguês Pal Anders Ullevalseter (KTM) e tudo aponta para que seja assim até ao final, porque o terceiro, o norueguês Felix Jensen (KTM) está já a 23m49s dos primeiro lugar, após escassos dois dias de competição.

O português João Rolo (KTM) foi 70.º entre 73 concorrentes, mas não conseguiu concluir a tirada. Por isso, sofreu uma penalização de 7h45m00s. Na geral, Botturi lidera agora com 2m44s sobre Ullevalseter. Já Felix Jansen (KTM) está a 23m49s, em terceiro. O anadiense João Rolo é 71.º, já com mais de 24 horas de atraso.

ETAPA DESTA SEXTA-FEIRA

De Assa a Simara o percurso tem 404,52 km, mas o SS tem só 385,38 km, sendo a partida dada no acampamento e chegada marcada para Sidi Laroussi, a que se segue uma ligação de 19,14 km até ao local de chegada. Trata-se de um percurso inédito, com dificuldades para a navegação, em particular na parte final do Sector Selectivo (SS), que é também muito técnica

CLASSIFICAÇÕES

4.ª ETAPA (497,03 KM)

MOTOS – 1.º, Alessandro Botturi (Yamaha), 5.52’01”; 2.º, Pal Anders Ullevalseter (KTM), a 4’13”; 3.º, Felix Jensen (KTM), a 6’56”; 4.º, Paolo Lucci (Husqvarna), a 16’49”; 5.º, Jacek Czachor (KTM), a 19’14”

AUTOMÓVEIS/CAMIÕES – 1.º, Yves Fromont/Jean Fromont (Buggy), 6.00’54” ; 2.º, Patrick Martin/Lucas Martin (Mercedes Benz), a 4’20”; 3.º, Miklos Kovacs/Laszlo Acs/Peter Czegledi (Scania), a 28’25”; 4.º, Igor Bouwens/Ulrich Boerboom/Frits Driesmans (Iveco), a 35’28”; 5.º, Tomas Tomecek (Tatra), a 51’59”.

GERAL

MOTOS – 1.º, Alessandro Botturi (Yamaha), 10.24’’49”; 2.º, Pal Anders Ullevalseter (KTM), a 2’44”; 3.º, Felix Jensen (KTM), a 23’49”; 4.º, Lyndon Poskitt (KTM), a 30’50”; 5.º, Paolo Lucci (Husqvarna), a 39’51”

AUTOMÓVEIS/CAMIÕES – 1.º, Yves Fromont/Jean Fromont (Buggy), 10.52’06”; 2.º, Miklos Kovacs/Laszlo Acs/Peter Czegledi (Scania), a 53”; 3.º, Patrick Martin/Lucas Martin (Mercedes Benz), a 1’03”; 4.º, Igor Bouwens/Ulrich Boerboom/Frits Driesmans (Iveco), a 30’45”; 5.º, Alexandre Debanne/Patrick Lardeau (Can-Am), a 1.19’30”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: