Moura e Cidade implacáveis em Portimão

A formação do Hyundai Elantra N TCR conseguiu uma vantagem superior a 5 segundos face aos britânicos Edward Moore e Marmaduke Hall, no Ginetta G55 GT4 da Tockwith Motorsport.

(auto.look2010@gmail.com)

A dupla constituída por Gustavo Moura e Luís Cidade foi a vencedora da primeira corrida da terceira jornada da SuperCars Endurance Series, que terminou já de noite, este sábado, no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

A história da corrida ficou marcada pelo acidente, felizmente sem consequências físicas, de que foi protagonista Gabriela Correia, pouco depois de substituir o seu pai, José Correia, aos comandos do Mercedes AMG da JC Group Racing Team.

A jovem bracarense bateu forte na curva 4, levando à interrupção da corrida. Até aí, e quando havia ainda pela frente mais 20 minutos de prova, a já referida dupla britânica estava na frente e com o Hyundai na segunda posição, sendo terceiro o McLaren 570s da SMC Motorsport, entregue a Guillermo Aso e Gonzalo de Andrés, segundos da categoria PRO, enquanto Daniel Teixeira (CUPRA Leon TCR), no quarto lugar, era segundo na categoria TCR.

O desfecho da corrida começou a desenhar-se quando, após uma pausa para ser retirado da pista o Mercedes AMG acidentado, foi ordenada uma nova grelha de partida, com base na classificação registada no momento da interrupção, para mais 14 minutos de prova.

Gustavo Moura foi mais lesto, conquistando a liderança que manteria até ao final, quando já não havia luz natural para se cumprir o tempo estipulado. No arranque, Moura ainda levou um pequeno “toque” sem consequências, mas o mais prejudicado foi Daniel Teixeira, que depois de um “chega para lá” por parte do McLaren da SMC  Motorsport ficou com danos irreparáveis na roda traseira direita do seu CUPRA, sendo forçado a encostar.

Quem aproveitou bem essa segunda partida foram o chileno Nicolas Pino, no Porsche 981 Cayman da GJG, e ainda Pedro Silva (Audi RS3 LMS TCR) para subirem diversas posições, enquanto Francisco Gonçalves (Lotus Exige) não escondia a sua felicidade por conquistar um meritório triunfo na categoria GTC: «Cheguei a ter 30 segundos de vantagem, mas tanto o “safety car” como a bandeira vermelha fizeram-me perder esse pecúlio e depois tive que batalhar duro até final», vincou.

Na segunda posição terminou a dupla Paulo Sousa/Jemma Moore, que utilizou um Ginetta G50 mais antigo, depois de o carro titular ter ficado com o motor “partido” em testes: «Mesmo assim, com um carro bastante desatualizado, conseguimos um bom resultado, o que nos deixou satisfeitos», referiu o piloto português da Tockwith Motorsport.

CLASSIFICAÇÃO

CORRIDA 1

1.º Luís Cidade/Gustavo Moura (P&B Racing, Hyundai Elantra N TCR), 5 voltas

2.º Marmaduke Hall/Edward Moore (Tockwith Motorsport, Ginetta G55 GT4/GT4 Pro), + 5.201

3.º Jorge Silva/Pedro Silva (Veloso Motorsport, Audi RS3 LMS TCR), + 10.167

4.º José Carvalhosa/Nicolas Pino (GJG, Porsche Cayman GT4/GT4 Pro), + 11.094

5.º Francisco Gonçalves (#888 Motorsport, Lotus Exige/GTC), + 23.451

6.º Paulo Sousa/Jemma Moore (Tockwith Motorsport, Ginetta G50/GTC), + 24.615

7.º Andrius Zemaitis (ProGT, Porsche Cayman GT4/GT4 Bronze), + 35.028

8.º Guillermo Aso/Gonzalo de Andrés (SMC Motorsport, McLaren 570s GT4/GT4 Pro), + 43.299

9.º Pierre Arraou (Milan Compéticion, Audi R8 GT4/GT4 Bronze), + 54.139

10.º Daniel Teixeira (JT59 Racing Team, CUPRA León TCR), a 3 voltas

PROGRAMA HORÁRIO

DOMINGO (DIA 17)

17h20/18h05 – Corrida 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *