“MotoGP sem público é uma notícia triste”

Uma notícia do jornal Expresso aponta para a intenção do Governo de impedir a presença de espectadores no Grande Prémio de Portugal de MotoGP.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) considerou hoje ser «uma notícia triste» a possível ausência de público no Grande Prémio de Portugal de Motociclismo, previsto para o Autódromo Internacional do Algarve, de 16 a 18 de Abril.

«É uma notícia triste, mas um pouco esperada», disse o piloto português, à margem da assinatura do acordo de renovação de patrocínio com a empresa Cofidis. O piloto de Almada considerou mesmo que «é de lamentar a falta de público num evento tão prestigiado como o MotoGP». «São as decisões do Governo que teremos de respeitar», concluiu Miguel Oliveira.

O Expresso noticia hoje que uma fonte do Governo deu conta ao jornal que, até ao fim deste período de desconfinamento, eventos como o Grande Prémio de MotoGP ou de Fórmula 1 e a I Liga «não terão público».

Já o GP de Portugal de 2020, realizado 22 de Novembro, não teve público nas bancadas do circuito de Portimão. Na altura, Miguel Oliveira brilhou ao conquistar a “pole position” e a vitória, a segunda na sua carreira na categoria rainha do Mundial de Velocidade de motociclismo, naquela que foi a última prova da temporada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *