MotoGP retoma campanha 2021 na Áustria

As longas férias de verão chegaram ao fim e as corridas devem recomeçar com a 10.ª jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2021. Fabio Quartararo (Moto GP), Remy Gardner (Moto2) e Pedro Acosta (Moto3) lideram as respectivas categorias.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Fabio Quartararo (Yamaha)

Após mais de um mês de férias, a última corrida teve lugar a 27 de Junho no traçado de Assen (Holanda), que fechou a primeira parte da temporada, o “Mundial” de Motociclismo está de volta à acção no Red Bull Ring (Áustria).

O francês Fabio Quartararo (Yamaha), Moto GP, o australiano Remy Gardner (Kalex), Moto2, e o espanhol Pedro Acosta (KTM), Moto3, defendem o comando dos respectivos campeonatos.

Em termos de MotoGP as corridas foram ganhas por cinco pilotos, no lote dos quais está o português Miguel Oliveira (KTM), vencedor na Catalunha, que, nas últimas quatro corridas, somou tantos pontos (76) como o comandante do campeonato. Uma prestação do almadense que o levou ao sétimo lugar, depois de um início de época em que as motos austríacas estavam longe da concorrência, com a contribuição do português para o desenvolvimento da moto a ser reconhecido por todos.

Remy Gardner (Kalex)

Para além de Miguel Oliveira, Fabio Quartararo (Yamaha), Doha, Portugal, Itália e Holanda, os espanhóis Maverick Viñales (Yamaha), Qatar, primeiro comandante do campeonato, e Marc Marquez (Honda), Alemanha, que voltou ao lugar mais alto do pódio, depois de uma longa ausência, e o australiano Jack Miller (Suzuki), Espanha e França, integram o lote de pilotos que triunfaram nas corridas efectuadas.

Fabio Quartararo parte para a segunda metade do campeonato com 34 pontos de avanços o sobre o francês Johann Zarco (Ducati) e 47 sobre o italiano Francesco Bagnaia (Ducati) que continua à procura do primeiro triunfo da marca italiana, num sector onde só a KTM conseguiu interromper o domínio das marcas nipónicas.

Em Moto2, o duelo tem sido travado entre o australiano Remy Gardner (Kalex) e o espanhol Raul Fernandez (Kalex) que venceram seis (três cada) das nove corridas efectuadas, deixando os restantes triunfos para o inglês Sam Lowes (Kalex), que venceu as duas primeiras corridas, que tiveram lugar de Losail (Qatar) e para o italiano Fabio Di Giannantonio (Kalex).

Pedro Acosta (KTM)

O facto de ter pontuado em todas as corridas, ao contrário do que sucedeu com o espanhol, que ficou em branco na Alemanha, permite ao australiano entrar para a segunda metade da temporada com 31 pontos de avanço sobre o seu mais directo adversário, estando o terceiro, o italiano Marco Bezzecchi (Kalex), já a 56 pontos de Remy Gardner.

Embalado pelo segundo lugar na corrida de abertura, ganha pelo seu compatriota Jaume Masia (KTM), e pelos triunfos seguidos (Doha, Portugal e Espanha), o espanhol Pedro Acosta (KTM) assumiu o comando do campeonato de Moto3 e conservou-o até às férias, para entrar na segunda metade da temporada com 48 pontos de avanço sobre o seu compatriota Sergio Garcia (Gas Gas) e 72 sobre o italiano Dennis Foggia (Honda).

Apesar de ser “rookie”, o arranque “canhão” de Pedro Acosta torna-o o mais sério candidato à conquista do título não parecendo nenhum dos seus adversários ter condições para contrariá-lo.

CLASSIFICAÇÕES

campeonatos

PILOTOS

MotoGP – 1.º Fábio Quartararo, 156 pontos; 2.º, Johann Zarco, 122; 3.º, Francesco Bagnaia, 109; 4.º, Joan Mir, 101; 5.º, Jack Miller, 100; 6.º, Maverick Viñales, 95; 7.º, Miguel Oliveira, 85; 8.º, Aleix Espargaro, 61; 9.º, Brad Binder, 60; 10.º, Marc Marquez, 50. Estão classificados mais 15 pilotos

Moto2 – 1.º, Remy Gardner, 184 pontos; 2.º, Raul Fernandez, 153; 3.º, Marco Bezzecchi, 128; 4.º, Sam Lowes, 99; 5.º, Fábio Di Giannantonio, 73; 6.º, Marcel Schortter, 66; 7.º, Aron Canet, 55, 8.º, Augusto Fernandez, 50; 9.º, Joe Roberts, 50; 10.º, Xavi Vierge, 50. Estão classificados mais 21 pilotos

Moto3 – 1.º, Pedro Acosta, 158 pontos; 2.º, Sérgio Garcia, 110; 3.º, Dennis Foggia, 86; 4.º, Romano Fenati, 80; 5.º, Jaume Masia, 72; 6.º, Darryn Binder, 69; 7.º, Niccolò Antonelli, 67; 8.º, Gabriel Rodrigo, 59; 9.º, Jaremy Alcoba, 58; 10.º, Andrea Migno, 58. Estão classificados mais 19 pilotos.

CONSTRUTORES

MotoGP – 1.º, Yamaha, 184 pontos; 2.º, Ducati, 167; 3.º, KTM, 114; 4.º, Suzuki, 105; 5.º, Honda, 86; 6.º, Aprilia, 62

Moto2 – 1.º, Kalex, 225 pontos; 2.º, Boscoscuro, 81; 3.º, MV Agusta, 10; 4.º, NTS; 10

Moto3 – 1.º KTM, 190 pontos; 2.º, Honda, 178; 3.º, Gasgas, 122; 4.º, Husqvarna, 84

EQUIPAS

MotoGP – 1.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 251 pontos; 2.º, Ducati Lenovo Team, 209; 3.º, Pramac Racing, 149; 4.º, Red Bull KTM Factory Racing, 145; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 134; 6.º, Repsol Honda Team, 98; 7.º, LCR Honda, 68; 8.º, Aprilia Racing Team Gresini, 65; 8.º, Petronas Yamaha SRT, 57; 10.º, Esponsorama Racing, 41; 10.º, Tech3 KTM Factory Racing, 39

Moto2 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 337 pontos; 2.º, Sky Racing Team VR46, 150; 3.º, ELF Marc VDS Racing Team, 149; 4.º, Liqui Moly Intact GP, 96; 5.º, Federal Oil Gresini Moto2, 83; 6.º, Aspar Team Moto2, 77; 7.º, Idemitsu Honda Team Asia, 65; 8.º, Petronas Sprinta Racing, 61; 9.º, Italtrans Racing Team, 56; 10.º, +Ego Speed Up, 46; 11.º, Pertamina Mandalika SAG Team, 43; 12.º, American Racing, 42; 13.º, Flexbox HR40, 35; 14.º, MV Agusta Forward Racing, 10; 15.º, NTS RW Racing GP, 10

Moto3 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 230 pontos; 2.º, Gaivota Gasgas Aspar Team, 146; 3.º, Indonesian Racing Gresini Moto3, 117; 4.º, Leopard Racing, 116; 5.º Petronas Sprinta Racing, 106; 6.º, Rivacold Snipers Team, 93; 7.º, Sterilgarda Garda Max Racing Team, 90; 8.º, Avintia Esponsorama Moto3, 88; 8.º, Red Bull KTM Tech3, 82; CIP Green Power, 56; 11.º, Carexpert Pruestel GP, 55; 10.º, 12.º, SIC58 Squadra Corse, 37; 13.º, Boe Owlride, 35; 14.º, Honda Team Ásia, 9.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *