MotoGP entrou na hora de todas as decisões

O Campeonato do Mundo de Motociclismo atravessa o Atlântico para rumar aos Estados Unidos, antes de regressar à Europa para as derradeiras três provas da temporada. Um cenário que coloca cinco candidatos na rota do título…

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Fabio Quartararo (Yamaha)

A quatro provas do final da temporada restam cinco pilotos, um deles o campeão em título, o espanhol Joan Mir (Suzuki), capazes de lhe suceder, com os franceses Fabio Quartararo (Yamaha) e Johann Zarco (Ducati), o italiano Francesco Bagnaia (Ducati) e o australiano Jack Miller (Ducati) a juntarem-se ao espanhol na luta pelo ceptro.

À partida, no final da corrida norte-americana, pode suceder que o leque tenha ficado reduzido a Fabio Quartararo, vencedor de cinco corridas, e a Francesco Bagnaia, a atravessar um excelente momento de forma demonstrado pelos triunfos nas duas últimas corridas (Aragon e San Marino).

O facto da Ducati ter três potenciais candidatos ao título pode contribuir para um jogo de equipa que permita ao italiano suceder ao espanhol na lista de campeões, o que deixará o francês e o campeão em título em dificuldades, uma vez que só podem contar consigo.

Johann Zarco (Ducati)

Uma coisa é certa: se nada de anormal acontecer o número de candidatos vai reduzir-se, com a decisão a poder acontecer no Algarve.

Após cinco corridas em que somou dois pontos, o que limitou a sua ascensão na tabela, o português Miguel Oliveira (KTM), décimo, chega ao traçado de Austin (Texas), aparentemente, com a moral em alta depois dos últimos testes efectuados, nos quais a moto da marca austríaca aparentou estar mais competitiva, face à concorrência. Veremos se isso se confirma ou se o português vai continuar a rodar no final do pelotão.

Em Moto2, as três posições do pódio final decidem-se entre o australiano Remy Gardner (Kalex), espanhol Raul Fernandez (Kalex) e o italiano Marco Bezzecchi (Kalex), que corre o risco de garantir, desde já, o terceiro lugar final, caso não vença e o australiano não fique em segundo.

Miguel Oliveira (KTM)

Em Moto3, o número de candidatos ao título, em termos aritméticos, sobe para sete, com o espanhol Pedro Acosta (KTM), um “rookie”, a perfilar-se como o mais sério candidato ao título.

Os italianos Dennis Foggia (Honda), Romano Fenati (Husqvarna) e Niccolò Antonelli (KTM), os espanhóis Sergio Garcia (GasGas) e Jaume Masia (KTM) e o sul-africano Darryn Binder (Honda), ainda, estão na corrida pelo título, mas no final da corrida não será surpresa se o número de candidatos ficar reduzido a Pedro Acosta, Dennis Foggia e Sergio Garcia, com os dois últimos a estarem a 42 pontos do primeiro.

CLASSIFICAÇÕES

CAMPEONATOS

PILOTOS

MotoGP – 1.º, Fábio Quartararo, 234 pontos; 2.º, Francesco Bagnaia, 186; 3.º, Joan Mir, 167; 4.º, Johann Zarco, 141; 5.º, Jack Miller, 140; 6.º, Brad Binder, 124; 7.º, Aleix Espargaro, 104; 8.º, Maverick Viñales, 98; 9.º, Marc Marquez, 92; 10.º, Miguel Oliveira, 87. Estão classificados mais 16 pilotos

Moto2 – 1.º, Remy Gardner, 2711 pontos; 2.º, Raul Fernandez, 237; 3.º, Marco Bezzecchi, 190; 4.º, Sam Lowes, 140; 5.º, Aron Canet, 119; 6.º, Augusto Fernandez, 118; 7.º, Fabio Di Giannantonio, 108; 8.º, Ai Ogura, 104; 9.º, Marcel Schortter, 84; 10.º, Xavi Vierge, 75. Estão classificados mais 21 pilotos

Moto3 – 1.º, Pedro Acosta, 210 pontos; 2.º, Dennis Foggia, 168; 3.º, Sérgio Garcia, 168; 4.º, Romano Fenati, 134; 5.º, Jaume Masia, 122; 6.º, Niccolò Antonelli, 118; 7.º, Darryn Binder, 114; 8.º, Ayumu Sasaki, 93; 9.º, Andrea Migno, 84; 10.º, Izan Guevara, 76. Estão classificados mais 20 pilotos.

MotoE – 1.º, Jordi Torres, 97 pontos; 2.º, Dominique Argerter, 89; 3.º, Alessandro Zaccone, 80; 4.º, Eric Granado, 73; 5.º, Lukas Tulovic, Matteo Ferrari, 61; …; 17.º, André Pires, 12. Estão classificados mais dois pilotos.

CONSTRUTORES

MotoGP – 1.º, Ducati, 275 pontos; 2.º, Yamaha, 262; 3.º, Suzuki, 184; 4.º, KTM, 178; 5.º, Honda, 148;

6.º, Aprilia, 105

Moto2 – 1.º, Kalex, 350 pontos; 2.º, Boscoscuro, 154; 3.º, MV Agusta, 16; 4.º, NTS; 10

Moto3 – 1.º KTM, 295 pontos; 2.º, Honda, 270; 3.º, Gasgas, 206; 4.º, Husqvarna,140

EQUIPAS

MotoGP – 1.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 329 pontos; 2.º, Ducati Lenovo Team, 326; 3.º, Team Suzuki Ecstar, 235; 4.º, Pramac Racing, 216; 5.º, Red Bull KTM Factory Racing, 211; 6.º, Repsol Honda Team, 163; 7.º, LCR Honda, 120; 8.º, Aprilia Racing Team Gresini, 111; 9.º, Esponsorama Racing, 89;  10.º, Tech3 KTM Factory Racing, 75; 11.º, Petronas Yamaha SRT, 68

Moto2 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 508 pontos; 2.º, ELF Marc VDS Racing Team, 258; 3.º, Sky Racing Team VR46, 243; 4.º, Kipin Energy Aspar Team, 142; 5.º, Idemitsu Honda Team Asia, 139; 6.º, Liqui Molly Intact GP, 125; 7.º, Federal Oil Gresini Moto2, 120; 8.º, Petronas Sprinta Racing, 96; 9.º, +Ego Speed Up, 87; 10.º, Italtrans Racing Team, 69; 11.º, Pertamina Mandalika SAG Team, 61; 12.º, American Racung, 50; 13.º, Flexbox HP40, 36; 14.º, MV Agusta Forward Racing, 16; 15.º, NTS RW Racing GP, 10

Moto3 – 1.º, Red Bull KTM Ajo, 322 pontos; 2.º, Gaviota Gasgas Aspar Team, 244; 3.º, Leopard Racing, 198; 4.º Petronas Sprinta Racing, 173; 5.º, Red Bull KTM Tech3, 166; 6.º, Sterilgarda Garda Max Racing Team, 154; 7.º, Avintia Esponsorama Moto3, 153; 8.º, Indonesian Racing Gresini Moto3, 120; 9.º, Rivacold Snipers Team, 110; 10.º, Carexpert Pruestel GP, 80; 11.º, CIP Green Power, 75; 12.º, Boe Owlride, 66; 13.º, SIC58 Squadra Corse, 62; 14.º, Honda Team Ásia, 18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *