Mortágua, Porto e Felgueiras no Rally de Portugal

As especiais de Mortágua e Felgueiras e o regresso da Porto Street Stage são as novidades de edição 2020 do Vodafone Rally de Portugal, que estará na estrada de 21 e 24 de Maio. Coimbra volta a ser o ponto de partida, na quinta-feira, dia 21, junto à Porta Férrea, na Universidade.

Texto: PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: PAULO MARIA /ACP

 

O Vodafone Rally de Portugal foi esta quinta-feira apresentado, com algumas novidades, mas a marcar o arranque da cerimónia esteve a homenagem prestada ao piloto português Paulo Gonçalves, que morreu vítima de um acidente quando participava na presente edição do Dakar, que decorre na Arábia Saudita, tendo sido prestado um minuto de silêncio. Na ocasião, Carlos Barbosa, presidente do ACP, lembrou que Paulo Gonçalves foi patrocinado por este clube no seu primeiro Dakar, recordando o piloto como «um gladiador, um homem extraordinário, sempre pronto a ajudar quem estava em dificuldades».

Em relação à prova, a importância do retorno financeiro foi realçada por Carlos Barbosa, que enfatizou os 141 milhões de euros registados na edição de 2019.

«Foram mais de 141 milhões de euros de retorno financeiro, 67 com retorno imediato e mais de 20 milhões de euros em receitas fiscais. Infelizmente, e apesar destes valores, a dificuldade em obter apoios públicos é uma realidade. Não consigo perceber esta dificuldade, até pelo enorme retorno que dá ao estado», afirmou Paulo Barbosa.

Tal como o ano passado, e depois de resolvidas as questões para que isso sucedesse, a partida será dada, de novo, junto à Porta Férrea da Universidade de Coimbra, onde, na noite do dia 21 de Maio (quinta-feira), terá lugar a partida oficial da prova. À semelhança de 2019, o Vodafone Rally de Portugal começa na região Centro com uma dupla passagem por Lousã, Góis, com um começo diferente, e Arganil, com cinco quilómetros novos, e onde haverá uma neutralização, a que se segue uma passagem por Mortágua, antes dos concorrentes rumarem a Lousada, para a habitual Super Especial, que proporciona fabulosos momentos de espectáculo.

No sábado repetem-se as especiais de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante, este, tal como Góis, com um início diferente e menos sete quilómetros, mas que continua a ser a especial mais longa da prova, com o dia a terminar com o regresso da Porto Street Stage, com todas elas a serem percorridas por duas vezes.

No derradeiro dia, a prova ruma a Fafe, com passagem por Felgueiras, que substitui Luílhas e junta-se a Montim e Fafe, todos feitos por duas vezes, com a segunda passagem por Fafe a funcionar como “Power

Stage”, tal como tem sucedido nos últimos anos. A Exponor continua a ser o centro nevrálgico da prova e a marginal de Matosinhos o local da consagração dos vencedores.

A 54.ª edição do Vodafone Rally de Portugal, que foi apresentada esta quinta-feira na sede do Automóvel Club de Portugal (ACP), em Lisboa e, além do regresso destes três troços, terá mais quilómetros do que no ano passado, com uma extensão total de 1.582,25, contra os 1.463,55 de 2019. Ao todo, serão disputados 330,98 ao cronómetro, divididos por 22 Provas Especiais de Classificação (PEC), enquanto em 2019 foram

311,59, cumpridos em 20 PEC.

Refira-se que a 21 de Maio, primeiro dia da prova, o “shakedown”, que serve para os pilotos procederem a afinações finais, volta a ter lugar em Paredes, arrancando logo às 9h00, com a partida oficial, conforme já foi referido, parte da Porta Férrea, na Universidade de Coimbra, agendada para as 20h30.

O Vodafone Rally de Portugal é pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis, com os carros Rally1 (ex-WRC), e para o campeonato

WRC2, com os carros Rally2 (ex-R5). A etapa portuguesa do Mundial está integrada no Campeonato de Portugal de Ralis e este ano conta ainda com a presença da Peugeot Rally Cup Ibérica, sendo a prova portuguesa a primeira do calendário desta competição, agora disputada com o novo Peugeot 208 Rally 4.

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

JÁ ESTÁ CONFIRMADO PARA 2021

A etapa portuguesa tem confirmada a realização da edição de 2021 no Campeonato do Mundo de Ralis, revelou Carlos Barbosa, presidente do ACP: «Já há acordo para 2021, posso confirmar em primeira mão», disse o dirigente, após a apresentação da prova, em Lisboa.

Carlos Barbosa referia-se ao facto de, actualmente, já não existir o sistema de rotatividade de provas e que, apesar de existirem sete países com pretensão de entrar no Mundial, já há acordo para Portugal organizar a edição de 2021.

VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

É EXEMPLO NA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Através do seu programa de acreditação ambiental, a FIA tem como objectivo reduzir o impacto das provas do mundial de ralis, sendo a sustentabilidade ambiental do rally umas das principais prioridades para o ACP. Em estreita colaboração com a Agência Portuguesa do Ambiente, a FIA, através do programa Action for Environment, e as Câmaras Municipais, a organização continuará o seu trabalho para manter a Acreditação Ambiental FIA, “Achievement of Excellence”.

Também o Comité Olímpico Internacional elegeu recentemente o WRC Vodafone Rally de Portugal como o primeiro caso de sucesso do desporto motorizado para a sustentabilidade ambiental.

PROGRAMA (*)

QUINTA-FEIRA (21 DE MAIO DE 2020)

Shakedown – Paredes (4,60 km)             09h00/15h00

Coimbra – Cerimónia de Partida              20h30

SEXTA-FEIRA (22 DE MAIO DE 2020)

Coimbra – Partida           6h50

Lousã (12,35 km) – SS1 e SS4     8h08 e 12h31

Góis (19,46 km) – SS2 e SS5        9h08 e 13h31

Arganil (18,77 km) – SS3 e SS6   10h08 e 14h31

Mortágua (18,24 km) – SS7         15h58

Lousada (3,36 km) – SSS8            19h03

SÁBADO (23 DE MAIO DE 2020)

Vieira do Minho (20,53 km) – SS9 e SS12              8h08 e 15h03

Cabeceiras de Basto (22,22 km) – SS10 e SS13   9h08 e 16h03

Amarante (30,36 km) – SS11 e SS14        10h28 e 17h23

Porto Street Stage (1,95 km) – SS15 e SS16         19h03 e 19h28

DOMINGO (24 DE MAIO DE 2020)

Felgueiras (9,16 km) – SS17 e SS20          7h08 e 09h53

Montim (8,71 km) – SS18 e SS21              8h03 e 10h48

Fafe (11,18 km) – SS19 e SS22 Power Stage        8h58 e 12h18

Marginal de Matosinhos – Cerimónia de Pódio 15h45

(*) O programa definitivo será publicado em Regulamento e sujeito a aditamentos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação