Montalegre oferece emoções de Ralicross

O Circuito Internacional de Montalegre é palco, este fim-de-semana, da penúltima prova do PTRX – Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy 2020.

(auto.look2010@gmail.com) – Fotos: MANUEL CARVALHO / GSI

Rogério Sousa (Ford Fiesta S1600)

A jornada promovida pelo Clube Automóvel de Vila Real reuniu cerca de seis dezenas de pilotos. Apesar de estarmos na recta final do Campeonato ainda nada está definido e há vários candidatos na discussão dos títulos. Durante a tarde foram disputadas as sessões de treinos e as primeiras corridas de qualificação.

A animação foi uma constante, infelizmente apenas presenciada pelos pilotos, elementos das assistências e organização, pois as medidas de contenção da Covid-19 obrigam a que as provas do Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, o PTRX, sejam disputadas à porta fechada.

Rafael Rêgo (Peugeot 106)

INICIAÇÃO

Rafael Rêgo, em Peugeot 106, dominou com alguma margem de conforto as duas primeiras corridas de qualificação, deixando a indicação que ainda está na luta pelo título, que neste momento está “nas mãos” de André Monteiro (Toyota Corolla).

O piloto do carro Japonês garantiu o segundo posto nas duas corridas e foi nesse lugar que terminou a qualificação deste primeiro dia. Rafaela Barbosa, cada vez mais adaptada ao Citroën AX, fechou o pódio deste sábado e ainda protagonizou um duelo interessante com André Monteiro, durante as primeiras voltas da segunda corrida.

Gonçalo Novo (Toyota Starlet), Guilherme Nunes também em Starlet, mas de geração anterior e Gonçalo Rocha, aos comandos de um Peugeot 106, completaram, por esta ordem, a classificação deste sábado.

Adão Pinto (Opel Astra)

NACIONAL 2 RM

José Artur (Peugeot 106) e Adão Pinto (Opel Astra) dividiram as vitórias nas duas primeiras corridas de qualificação. Mas nas contas finais o comando das operações ficou a cargo do piloto do Astra. Daniel Teixeira (Renault Clio), sempre regular nos lugares do pódio, acabou por garantir o segundo posto para a jornada de domingo, seguido de José Artur, que foi então terceiro. Andreia Sousa reservou o quarto posto e melhor entre as senhoras e Fernando Silva ao volante de um Seat Ibiza TDi fechou o Top Five.

Leandro Macedo (Citroen Saxo)

NACIONAL A 1.6

Américo Sousa e Leandro Macedo, ambos em Citroën Saxo, dividiram e alternaram entre si, as duas primeiras posições na qualificação de sábado. Leonel Sampaio, actual líder do Campeonato garantiu o terceiro posto nas duas corridas e foi nessa posição que fechou as contas do dia. Vítor Sousa e Tiago Ferreira, terminaram o sábado em quarto e quinto, respectivamente.

 

António Sousa (Peugeot 207)

SUPER 1600

António Sousa em Peugeot 208, conseguiu bisar nas duas primeiras corridas desta jornada transmontana e com isso assegurou o melhor registo. Os seguintes lugares do pódio tiveram diferentes protagonistas, tanto no final, como durante as corridas, um cenário que tem sido uma constante durante toda a temporada e que prova o nível competitivo desta classe. André Sousa (Peugeot 207) e Joaquim Machado (Peugeot 208), ocuparam desta forma, os dois restantes lugares do pódio.

Luís Almeida (LBS RX01)

KARTCROSS

Luís Almeida LBS RX01 venceu as duas corridas do primeiro dia, em Montalegre, que lhe garantiu o comando das operações de uma grelha composta por duas dezenas de pilotos. Rui Nunes, aos comandos de um Semog Bravo, reservou o segundo lugar e Alexandre Borges, igualmente em Semog Bravo, encerrou o pódio. João Pinheiro e Tiago Pinto, comandaram as operações entre os Iniciados e Rookies, respectivamente.

 

Ainda antes, nos treinos, Pedro Rosário (Semog Bravo) com um tempo de 39,3 segundos garantiu o melhor tempo dos treinos e começou da melhor maneira a defesa da liderança do campeonato. Porém se fosse uma corrida quase seria necessário recorrer ao photo finish, isto porque Jorge Gonzaga (LBS RX01) ficou a apenas escassos sete décimos de segundo.

Mas o ritmo não baixou para os lugares seguintes, isto porque até ao sexto posto, todos cumpriram tempos dentro do 00,39s. Por esta ordem, Luís Almeida, Rui Nunes, João Matias e Alexandre Borges.

Pedro Rabaço (HSport TT)

SUPER BUGGY

Esta categoria teve durante todo o sábado os mesmos protagonistas. Pedro Rabaço em Hsport TT venceu todos os embates. Nuno Godinho (Semog Buggy) e António Estêvão (CAN AM X3), completaram os dois seguintes lugares do pódio.

Nos treinos, Pedro Rabaço aos comandos de um HSport TT liderou a sessão de treinos cronometrados com um tempo de 40,6 segundos. Nuno Godinho em Semog Buggy ficou a 1,8 segundos e garantiu o segundo lugar da grelha para a primeira corrida de qualificação da jornada transmontana. O espanhol Oscar Gomez (Semog 4X4), a 3,9 segundos assinou o terceiro melhor crono.

Joaquim Santos (Ford Focus)

SUPERCARS

Na categoria mais “vitaminada” do PTRX, Joaquim Santos (Ford Focus), regressou da melhor maneira. Foi terceiro na primeira corrida e venceu a segunda, o que lhe garantiu o melhor lugar na contabilidade de sábado. José Lameiro (Skoda Fabia), que venceu a primeira corrida, andou sempre num duelo interessante com o Peugeot 206 de João Novo.

O piloto de Aveiro acabou mesmo por levar a melhor na soma do dia, ficando Lameiro com o terceiro lugar. Daniel Pacheco e Frederico Santos, ambos em Mitsubishi Lancer, mas Pacheco com o Evo III e Santos com o VI, mais do que animar a Divisão 2, ainda conseguiram “meter-se na conversa” com os carros da Divisão 1, sobretudo Frederico Pacheco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: