Mitch Evans domina qualificação no Monaco

Se nas sessões de treinos livres o português António Félix da Costa (DS) tinha feito o melhor tempo de sempre nas ruas de Monte Carlo, ao rodar em 1m30,438s, na qualificação Mitch Evans (Jaguar) “esmagou” a concorrência.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O piloto neo-zelandês foi o único a chegar ao segundo “29” e, com isso, garantiu a “pole position” para a corrida de Fórmula E, no Mónaco, naquele que pode ser o primeiro a registar o terceiro triunfo consecutivo do ano, porque quem parte da “pole” ter vantagem num traçado onde as ultrapassagens são difíceis de concretizar.

Mais rápido na sua série de qualificação, o neo-zelandês eliminou, sucessivamente, o brasileiro Lucas de Grassi (Nissan), o francês Jean-Eric Vergne (DS) e o alemão Pascal Werhlein (Porsche), que vai partir a seu lado, com o francês e o neerlandês Stoffel Vanddorne (Mercedes) a dividirem a segunda linha depois do primeiro ser batido pelo “pole man” e o segundo pelo alemão.

António Félix da Costa não conseguiu na qualificação repetir o feito do treino livre, em parte por estar mal colocado na pista, uma vez que os que estavam atrás dele, na sua série, conseguiram fazer melhor tempo, como é habitual em traçados citadinos, onde a cada momento as condições de aderência melhoram.

Assim o português larga de 10.º, posição que abre perspectivas de terminar nos pontos e de ganhar algumas posições.

Grelha de partida1.ª linha: Mitch Evans (Jaguar), 1’29,839”; Pascal Werhlein (Porsche), 1’30,096”; 2.ª linha: Jean-Eric Vergne (DS), 1’30,118”; Stoffel Vandoorne (Mercedes)m 1’30,243”; 3.ª linha: Lucas Di Grassi (Nissan), 1’30,338”; André Lotterer (Porsche), 1’30,366”; 4.ª linha: Robin Frijns (Enivision); 1’30,451”; Nick De Vries (Mercedes), 1’30,938”; 5.ª linha: Oliver Rowland (Mahindra), 1’31,499; António Félix da Costa (DS), 1’31,510”Alinham mais 12 pilotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.