MINI anuncia Start-Ups portuguesas do CITY SHAPER

O projecto nacional da MINI, CITY SHAPER by MINI Urban-X, comunica as duas start-ups vencedoras que irão a Nova Iorque.

(auto.look2010@gmail.com)

São já conhecidas as duas start-ups portuguesas vencedoras do challange nacional CITY SHAPER, desenvolvido pela MINI Portugal. O projecto nacional procurava projectos nacionais que apresentassem soluções para reinventar a vida nas cidades. As start-ups BeON Energy e Pavnext foram as duas seleccionadas com os seus projectos microinversores e pavimento à base de borracha, respectivamente.

As duas start-ups irão participar na exposição MINI URBAN-X, em Lisboa, de Fevereiro a Março de 2020, inserido no lançamento internacional do MINI Eléctrico. Tendo ainda a oportunidade de visitar o A/D/O em Nova Iorque, onde conhecerão pessoalmente a equipa URBAN-X e a participar no MINI URBAN-X Demo Day.

A empresa BeON Energy, criada em 2015, desenvolve microinversores, que convertem a energia de um painel solar para a energia que é usada na rede eléctrica. É o primeiro microinversor no mundo que permite ligar um sistema fotovoltaico directamente a uma tomada. O microinversor BeON faz também o controlo de electrodomésticos, através dos próprios fios eléctricos, para os fazer funcionar em horas de muito sol e, assim, resultarem em energia solar gratuita.

O objectivo da empresa de Ponte de Sor, Alentejo, é que o administrador do serviço seja capaz de auto-instalar o seu sistema de auto-consumo, ou seja, qualquer pessoa sem conhecimentos de electricidade ou de montagem solar, possa implementar o Kit com segurança, poupando dinheiro.

Por sua vez, a segunda vencedora do programa, a Pavnex, um pavimento tecnológico, à base de borracha, com soluções de segurança rodoviária, que promove a segurança nas mesmas, reduzindo a velocidade do tráfico de veículos. O pavimento ao extrair a energia cinética aos veículos sem o condutor travar reduz a velocidade em zonas estratégicas, como as passadeiras, para 30 km/hora. Depois a energia cinética extraída é transformada em energia eléctrica, para iluminar as passadeiras, os locais de passagem, carregar bicicletas eléctricas. Uma solução que vai de encontro aos objectivos da Organização Mundial de Saúde, redução da principal causa de morte a nível mundial – o excesso de velocidade.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação