Miguel Praia tomou o pulso ao asfalto do AIA

Miguel Praia, antigo piloto de motociclismo, natural de Albufeira, voltou a vestir o facto de competição e, no final da segunda sessão de treinos para o Grande Prémio MEO de Portugal em MotoGP, tomou o pulso à pista do Autódromo Internacional do Algarve.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Quem sabe nunca esquece. Miguel Praia, que coleccionou inúmeras vitórias na sua recheada carreira e onde esteve sete épocas nos “Mundiais” de Supersport e Superbikes, não descurou a oportunidade para voltar a acelerar no circuito do Autódromo Internacional do Algarve.

Após o encerramento das duas sessões de treinos livres nas categorias mundiais de MotoGP, Moto2 e Moto3, o piloto Parkalgar Racing Team, comentador da SportTV e director Racing School & Eventos no Autódromo Internacional do Algarve, foi tomar o pulso ao traçado algarvio ajudando a pincelar e a ressalvar as cores da etapa portuguesa da disciplina máxima de velocidade de duas rodas.

Na pista desenhada em redor da cidade de Portimão, Miguel Praia destacou as razões que levaram os tempos a baixar relativamente ao verificado na sessão inaugural disputada no período matinal, apontando o asfalto mais quente e com um maior conhecimento do traçado por parte dos pilotos.

Após a conclusão do primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio MEO de Portugal de MotoGP, 14.ª e última prova do Mundial, Miguel Praia, com o microfone SportTV em riste, foi alimentando a curiosidade do repórter de serviço e dos espectadores da referida estação, com Rui Belmonte e Vítor Martins em estúdio atentos às explicações minuciosas proferidas pelo algarvio.

Refira-se que Miguel Praia já assumiu ter trabalhado bastante na condução de Miguel Oliveira, cujos exercícios físicos são coordenados por Bruno Jorge, além do treino cardíaco orientado por Sérgio Carvalho, com o auxílio da bicicleta, ferramenta semelhante a uma moto a nível de posição, que permite treinar várias horas e garantir um baixo peso do piloto.

«Um motociclista tem de ser um atleta extremamente equilibrado, misturando excelente resistência e força muscular, mas com a menor massa muscular possível, para não comprometer a agilidade e não carregar peso extra, de forma a dominar um protótipo com cerca de 150 quilogramas, que atinge mais de 330 quilómetros por hora», analisou.

A cooperação do piloto almadense com quem evoluiu sete épocas nos Mundiais de Supersport e Superbikes perdura desde 2016, reflectindo «uma profissão nova» na grelha do MotoGP, que «nem o próprio Valentino Rossi abdica», ao ter «o seu “coach” nas vias de serviço da pista a ver a concorrência e obter informação preponderante para análise».

«A fase de aprendizagem de Miguel Oliveira marcou um “virar de página” no estatuto do único piloto português na história do MotoGP, cujos dividendos surgiram esta temporada, ao triunfar em Agosto no Grande Prémio da Estíria, disputado no circuito austríaco de Spielberg, tendo superado todas as expectativas com uma dupla ultrapassagem na última curva», analisou Miguel Praia.

«Vencer na segunda época na categoria rainha é um feito. Vencer com uma moto satélite é um segundo feito. Tudo é mérito da progressão do Miguel (Oliveira), um piloto muito persistente, consistente e inteligente, que se adaptou às dificuldades e nuances da moto e beneficiou de um excelente programa de testes feito pela KTM durante o confinamento», vincou.

O responsável máximo do Departamento de Eventos e da Racing School do Autódromo Internacional do Algarve vislumbra no compatriota uma «componente psicológica cada vez mais treinada», até porque «o cérebro é tão importante como qualquer outro músculo» e «gere todas as emoções vividas num Grande Prémio».

«O Miguel Oliveira faz essa parte como ninguém. Concilia valores, ética e um poder de comunicação e de inteligência acima da média. Controla muito bem as suas emoções e nota-se que se dedicou muito nessa área», concluiu Miguel Praia, o mais bem-sucedido piloto luso até ao advento do “Falcão”, 10.º colocado do Mundial de MotoGP de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: