Miguel Oliveira voltou aos pontos na Catalunha

Numa prova em que Marc Márquez saiu de Barcelona com o total de pontos, beneficiando das quedas de alguns dos principais rivais para alcançar o triunfo, o piloto português fez o segundo melhor resultado de sempre no traçado catalão.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Numa corrida marcada por inúmeras quedas, o português Miguel Oliveira (KTM) soube evitar as “armadilhas” do traçado de Barcelona para terminar no 12.º lugar, somar mais quatro pontos e subir para 17.º do campeonato, depois de em Itália, ter ficado “à porta” dos pontos.

Vencedor pela quarta vez em quatro corridas esta temporada, o espanhol Marc Marquez (Honda) cimentou a posição de comandante do campeonato e tem, agora 37 pontos de avanço sobre o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), um dos muitos que experimentou a dureza do asfalto catalão, num incidente, logo na segunda volta, que envolveu ainda, para além do italiano, o seu compatriota Valentino Rossi (Yamaha) e os espanhóis Jorge Lorenzo (Honda) e Maverick Viñales (Yamaha)

Como consequência, Marc Marquez ficou com uma vantagem confortável sobre os seus perseguidores, com os italianos Fábio Quartararo (Yamaha) que partiu da “pole” e Danilo Petrucci (Ducati) a ladearem o piloto da casa, na festa do champagne.

Miguel Oliveira, por sua vez, fez uma corrida de trás para a frente e aproveitou as confusões verificadas à sua frente, para subir do 20.º lugar à partida, para o 12.º final.

Em Moto2, o espanhol Alex Marquez (Kalex) somou terceira vitória consecutiva, à frente do suíço Thomas Luthi (Kalex) e do seu compatriota Jorge Navarro (Speed Up), naquela que foi a vitória mais folgada tarde.

Para o espanhol foi um dia positivo, uma vez que, para além da vitória, viu o italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex), que comandava o campeonato, cair e ficar em branco, o que lhe permitiu subir ao primeiro lugar do respectivo “Mundial”.

Uma vez mais a corrida de Moto3 foi emotiva, com várias quedas entre os mais rápidos e teve um final imprevisto, com o japonês Kaito Toba, que comandava na derradeira volta, a cair e a deixar a vitória fugir para as mãos do espanhol Marcos Ramirez, que alcançou a primeira vitória mundial, com o seu compatriota Aron Canet (Honda), segundo a cimentar a posição de comandante do campeonato, por os seus mais directos adversários terem conhecido a dureza do asfalto catalão.

Em termos de quedas, a excepção foi o italiano Lorenzo Dalla Porta, que arrancou a três pontos de Aron Canet, mas que foi traído pela mecânica e foi obrigado a renunciar logo na terceira volta.

Durante a quase totalidade da corrida, mais de 10 pilotos lutaram pela vitória, com as mudanças de comandante a acontecerem mais de uma vez durante cada volta, o que motivou as inúmeras quedas, que reduziram 19 o número de pilotos que completaram a corrida, depois de terem largado 32. De assinalar que as três corridas tiveram vencedores espanhóis

 

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez (Honda), 24 voltas (111,048 km) em 40’31,175 (164,4 km/h); 2.º, Fábio Quartararo (Yamaha), a 2,660”; 3.º, Danilo Petrucci (Ducati), a 4,537”; 4.º, Alex Rins (Suzuki), a 6,602”; 5.º Jack Miller (Ducati), a 6,870”; 6.º, Joan Mir (Suzuki), a 7,040”; 7.º, Pol Espargaro (KTM), a 16,144”; 8.º Takaaki Nakagami (Honda), a 17,969”; 9.º, Tito Rabat (Ducati), a 22,661”;10.º, Joan Zarco (KTM), a 26,228”; …; 12.º, Miguel Oliveira (KTM), a 44,666”. Classificou-se mais um piloto

MOTO2 – 1.º, Alex Marquez (Kalex), 22 voltas (101,794 km), em 38’25,678” (158,9 km/h); 2.º, Thomas Luthi (Kalex), a 1,989”; 3.º, Jorge Navarro (Speed Up), a 2,532”; 4.º, Augusto Fernandez (Kalex), a 3,802”; 5.º, Enea Bastianini (Kalex), a 7,472”; 6.º, Luca Marini (Kalex), a 13,996”; 7.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 14,565; 8.º, Xavi Vierge (Kalex), 14,953”; 9.º, Sam Lowes (Kalex), a 15,898”; 10.º, Tetsuta Magashima (Kalex), a 17,947”. Classificaram-se mais 15 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Marcos Ramirez (Honda), 21 voltas (97,167 km), em 38’36,156” (151,0 km/h); 2.º, Aron Canet (KTM), a 0,119”; 3.º, Celestino Vietti (KTM), a 0,146”; 4.º, Alonso Lopez (Honda), a 0,235”; 5.º, Dennis Foggia (KTM), a 0,947”; 6.º, Ay Ogura (Honda), a 1,008”; 7.º, Romano Fenati (Honda), a 1,068”; 8.º, Ayumu Sasaki (Honda), a 1,358”; 9.º, Ryusei Yamanaka (Honda), a 1,984”; 10.º Jakub Kornfeil (KTM), a 2,472”. Classificaram-se mais nove pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 140 pontos; 2.º, Andrea Dovizioso, 103; 3.º, Alex Rins, 101; 4.º, Danilo Petrucci, 98; 5.º, Valentino Rossi, 72; 6.º, Jack Miller, 53; 7.º, Fábio Quartararo, 51; 8.º, Takaaki Nakagami, 48; 9.º, Pol Espargaro, 47; 10.º, Cal Crutchlow, 42; …; 17.º, Miguel Oliveira, 12. Estão classificados mais oito pilotos

MOTO2 – 1.º, Alex Marquez, 111 pontos; 2.º, Thomas Luthi, 104; 3.º, Jorge Navarro, 89; 4.º, Lorenzo Baldassarri, 88; 5.º, Marcel Schrotter, 73; 6.º, Luca Marini, 68; 7.º, Augusto Fernandez, 67; 8.º, Enea Bastianini, 56; 9.º, Brad Binder, 44; 9.º, Remy Gardner, 41. Estão classificados mais 17 pilotos.

MOTO3 – 1.º Aron Canet, 103 pontos; 2.º, Lorenzo Dalla Porta, 80; 3.º, Niccolò Antonelli, 75; 4.º, Celestino Vietti, 68; 5.º, Jaume Masia, 65; 6.º, Toby Arbolino, 51; 7.º, Kaito Toba, 51; 8.º, Marcos Ramirez, 49; 9.º, John McPhee, 47; 10.º, Andrea Migno, 40. Estão classificados mais 18 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda 146 pontos; 2.º, Ducati, 131; 3.º, Yamaha, 108;

4.º, Suzuki, 101; 5.º, KTM, 47; 6.º, Aprilia, 36

MOTO2 – 1.º, Kalex, 175 pontos; 2.º, Speed Up, 94; 3.º, KTM, 48; 4.º, NTS, 7; 5.º, MV Augusta, 6

MOTO3 – 1.º, Honda, 154 pontos; 2.º, KTM, 134

EQUIPAS

MOTGP – 1.º, Mission Winnow Ducati, 201 pontos; 2.º, Repsol Honda Team, 159; 3.º, Team Suzuki Ecstar, 123; 4.º, Monster Energy Yamaha, 112; 5.º, LCR Honda, 90; 6.º, Petronas Yamaha SRT, 85; 7.º, Red Bull KTM Factory Racing, 63; 8.º, Pramac Racing, 62; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 39; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 14; 11.º, Real Avintia Racing, 11

MOTO2 – 1.º, Dynavolt Intact GP, 177 pontos; 2.º, Flexbox HP40, 168; 3.º, EG 0,0 Marc VDS, 150; 4.º, HDRConveyors Speed Up, 108; 5.º, SKY Racing Team VR46, 84; 6.º, Italtrans Racing Team, 76; 7.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 71; 8.º, Red Bull KTM Ajo, 47; 9.º, Federal Oil Gresini Moto2, 33; 10.º, American Racing KTM, 28; 11.º, Tasca Racing Scuderia, 10; 12.º, Petronas Sprinta Racing, 8; 13.º, NTS RW Racing GP, 8; 14.º, Idemitsu Honda Team Asia, 6; 15.º, MV Augusta Idealavoro, 6.

MOTO3 – 1.º, Leopard Racing, 129 pontos; 2.º, SIC58 Squadra Corse, 106; 3.º, Bester Capital Dubai, 105; 4.º, Sky Racing Team VR46, 104; 5.º, Sterilgarda Max Racing Team, 103; 6.º, Honda Team Asia, 78; 7.º, Petronas Sprinta Racing, 69; 8.º, VNE Snipers, 67; 9.º, Sama Qatar Angel Nieto Team, 60; 10.º, Kommerling Gresini Moto, 37; 11.º, CIP Green Power, 35; 12.º, Redox PruestelGP, 31; 13.º, Estrela Galicia 0.0, 30; 14.º, Boe Skull Rider Mugen, 15

PRÓXIMA PROVA – Motul TT Assen, dia 30 de Junho, no Circuito de Assen (Holanda)

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação