Miguel Oliveira testou novas peças na Holanda

A qualificação disputa-se este sábado e a corrida no domingo.

(auto.look2010@gmail.com)

O português Miguel Oliveira terminou hoje os treinos livres do Grande Prémio da Holanda de MotoGP com o 20.º tempo, oitava prova do Mundial, apesar de ter podido experimentar novas peças na sua KTM.

O piloto de Almada melhorou mais de um segundo entre as sessões da manhã e da tarde desta oitava prova da temporada, passando de 1m35,769s na primeira sessão para 1m34,628s na segunda. No entanto, manteve-se na 20.ª e penúltima posição entre os pilotos em pista.

«Foi um bom dia de trabalho. Baixámos o nosso tempo por volta em cerca de um segundo. Contudo, toda a gente foi mais rápida à tarde, pelo que a melhoria não foi suficiente para subir algumas posições», explicou o piloto português.

Ao contrário do esperado, a KTM disponibilizou novas peças à equipa Tech 3, onde alinha Miguel Oliveira: «Pela primeira vez, pudemos experimentar o braço oscilante de carbono, que funcionou muito bem. Foi um bom presente, e até surpreendente, da KTM, que tivéssemos podido usar esta peça na sexta-feira. Agora temos de alterar o equilíbrio da mota para se ajustar ao braço oscilante. Mas estou otimista», vincou Miguel Oliveira.

O dia ficou ainda marcado pela queda do espanhol Jorge Lorenzo (Honda), que vai falhar a prova holandesa e a seguinte, na Alemanha. As sessões foram dominadas pela Yamaha. O francês Fabio Quartararo foi o mais rápido de manhã, com 1m33,909s enquanto o espanhol Maverick Viñales fez o melhor tempo na sessão da tarde, rodando em 1m32,638s. A qualificação disputa-se este sábado e a corrida no domingo.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação