Miguel Oliveira sexto e melhor da marca austríaca

Com o MotoGP a entrar na recta final da temporada, os pilotos encerraram hoje a terceira sessão de treinos livres para o GP da Europa, com o português a ser o sexto mais rápido no Circuito Ricardo Tormo, em Valência.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Com o asfalto do circuito Ricardo Torno de novo molhado, o português Miguel Oliveira (KTM) registou o sexto tempo, na terceira sessão de treinos livres, sendo o mais rápido dos pilotos da marca austríaca, bem à frente do espanhol Pol Espargaro (KTM), 14.º; e do sul-africano Brad Binder (KTM), 20.º, pilotos da equipa oficial, ficando a sensação que, se, amanhã, o asfalto estiver molhado, o português pode estar na discussão das primeiras posições.

O francês Johann Zarco (Ducati) foi o mais rápido na sessão, à frente do espanhol Maverick Viñales (Yamaha), que aproveitaram o facto do asfalto estar a secar no final da sessão para fazerem os melhores tempos, enquanto o australiano Jack Miller (Ducati), mais rápido nas duas sessões de ontem, optou por não sair para a pista, por ter as duas motos afinadas para piso seco, sendo de assinalar o regresso do italiano Valentino Rossi (Yamaha), oitavo na sessão, depois de dois testes negativos ao Covid-19, naquele que foi o seu primeiro contacto com o traçado valenciano.

Surpresa na sessão de treinos de Moto2, com o desaparecimento das Kalex das primeiras posições, que são ocupadas pelo espanhol Jorge Navarro (Speed Up), pelo italiano Stefano Manzi (MV Agusta) e pelo polaco Piotr Biesiekirski (NTS), com destaque para a Speed Up e MV Agusta que colocaram duas motos no lote dos 10 mais rápidos.

A surpresa poderá estar no facto de 12 pilotos, no lote dos quais se incluem aqueles que costumam discutir as primeiras posições, terem prescindido da sessão face às condições de aderência do asfalto.

Por serem os primeiros a entrar em acção os pilotos de Moto3 encontraram o asfalto molhado, pela intensa chuva nocturna, com o escocês John McPhee (Honda) a registar o melhor tempo, depois de ter sido 10.º no dia de ontem, à frente do italiano Celestino Vietti (KTM), o primeiro no combinado dos tempos das três sessões, como consequência de ter sido o mais rápido na sessão da tarde de ontem, quando as condições de aderência do asfalto eram superiores.

MELHORES TEMPOS

MotoGP – Johann Zarco (Ducati), 1’40,007”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’40,743; Takaaki Nakagami (Honda), 1’41,071”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’41,193”; Cal Crutchlow (Honda), 1’41,285”; Miguel Oliveira (KTM), 1’41,352”; Alex Marquez (Honda), 1’41,589”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’41,642”; Alex Rins (Suzuki), 1’41,779”; Joan Mir (Suzuki), 1’41,864. Treinaram mais 10 pilotos.

Moto2 – Jorge Navarro (Speed Up), 1’46,668”; Stefano Manzi (MV Agusta), 1’46,962”; Piotr Biesiekirski (NTS), 1’47,123”; Thomas Luthi (Kalex), 1’47,165”; Kasma Daniel (Kalex), 1’47,466; Marcel Schrotter (Kalex), 1’47,700”; Edgar Pons (Kalex), 1’47,795”; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1’48,201”; Simone Corsi (MV Agusta), 1’48,460”; Hafizh Syahrin (Speed Up), 1’48.556”. Treinaram mais sete pilotos.

Moto3 – John McPhee (Honda), 1’49,559”; Celestino Vietti (KTM), 1’49,770”; Ai Ogura (Honda), 1’49,831”; Andrea Migno (KTM), 1’49,840”; Niccolò Antonelli (Honda), 1’49.926”; Riccardo Rossi (KTM); 1’50,064”; Albert Arenas (KTM); 1’50,246”; Carlos Tatay (KTM), 1’50,310”; Tatsuki Suzuki (Honda); 1’50,392”; Raul Fernandez (KTM), 1’50,465”. Treinaram mais 20 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *